Sexta-feira, 11 Novembro, 2011

FENNESZ Seven Stars MCD / 10″

€ 7,50 MCD Touch

€ 8,50 10″ Touch

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TOUCHTONE44-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TOUCHTONE44-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TOUCHTONE44-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TOUCHTONE44-4.mp3]

Não é ainda o sucessor de “Black Sea”, um fantástico regresso de Fennesz no já longínquo ano de 2008, mas serve para nos acalmar e dar-nos quatro temas incríveis que são tão inebriantes quanto fenneszianos. Este mini-álbum começa com “Liminal”, um calórico cupcake de 3 minutos que começa e se sustenta com guitarra, mostrando o lado mais “Endless Summer” que o austríaco tão bem inventou e explora. Belíssimo, frágil e emocionante, ou não fosse inspirado pelo local onde foi criado: Bali. Mas tanto “July” como “Shift”, a seguir, colocam a sua electrónica com os olhos nas estrelas, oferecendo mais ambientalismo de céu limpo do que o normal, planando sem atrito, sem grandes desvios de rota. “Seven Stars”, que fecha o disco, volta às memórias do rock de Christian Fennesz e conta com a surpreendente visita da bateria de Steven Hess (Robert Hampson e Pan American). São outros três minutos inspiradores, nostálgicos, com a percussão arrastada mas muito próxima dos nossos ouvidos, prometendo, a julgar pelo próprio Fennesz, futuras colaborações. Sabe a pouco, claro, mas olhar para as estrelas deve ser sempre uma pausa e nunca um trabalho a tempo inteiro.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »