Sexta-feira, 16 Dezembro, 2011

LEYLAND KIRBY Eager To Tear Apart The Stars CD

€ 12,95 CD History Always Favours The Winners  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HAFTW010-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HAFTW010-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HAFTW010-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HAFTW010-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HAFTW010-5.mp3]

Ao longo dos últimos meses, temos visto uma série de discos de Leyland Kirby a serem apresentados depois de um 2010 relativamente calmo. Foi uma forma de dizer que o triplo “Sadly, The Future Is No Longer What It Was” deveria perdurar no nosso consciente. E assim foi. Porque Kirby, seja assinando como Leyland ou como Caretaker, é um ginasta do tempo e da memória numa época em que essas duas coisas são trabalhadas quase sempre de forma errada. E o que ele nos pede quando ouvimos os seus discos é uma tarefa quase injusta nos tempos que correm, na forma como nos habituámos a ouvir música: pede tempo para si. Tempo para ser ouvido, para nos exercitarmos no som que produz, e esse é como um abanão para nos livrarmos da apatia em que nos enfiámos. Talvez esta enchente de discos seus (estes dois de que falámos mais os três volumes de “Intrigue & Stuff”) seja uma forma de nos despistar ou um modo de mandar material cá para fora e nos forçar a encontrar a direcção na sua música. Também pode ser tudo aleatório, mas isso é muito pouco romântico (mas igualmente digno de Leyland Kirby).
Mais tarde, neste ano, com “Eager To Tear Apart The Stars” enquanto Leyland Kirby solidificou o universo que tem explorado nos volumes de “Intrigue & Stuff”, com frases mais lentas e carismáticas em volta do piano e ambientes com horizontes mais definidos e libertos de uma certa descodificação. Por aí, “Eager To Tear Apart The Stars” é um dos discos mais despidos de Kirby e, até ver, o digno sucessor de “Sadly, The Future Is No Longer What It Was” no modo pessimista, muito dele, de nos dizer que temos de mudar.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »