Sexta-feira, 13 Abril, 2012

ÓLAFUR ARNALDS Another Happy Day – Original Motion Picture Soundtrack CD / LP

€ 15,50 € 12,50 CD Erased Tapes  ENCOMENDAR

€ 17,50 € 13,50 LP Erased Tapes  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ERATP038CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERATP038CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERATP038CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERATP038CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERATP038CD-5.mp3]

Há alguns anos que Ólafur Arnalds é uma espécie de menino esperança da música clássica alternativa islandesa. Talvez até um pouco mais que isso, pois algumas das suas qualidades sempre prometeram voos pouco comuns para um “normal” músico, mesmo que se use os termos alternativo e indie com abundância. Razões: desde os 20 anos que edita o seu trabalho, é multi-instrumentista exemplar, mistura romantismo clássico com electrónica, foi um dos protegidos dos Sigur Rós, partilhou digressões com Sakamoto e é familiar da cantora e compositora Ólöf Arnalds, entre outras façanhas de relevo. Ao longo destes anos, a sua veia orquestral tem feito com que fosse convidado, com um ritmo estonteante, para muitas bandas sonoras, de bailados a cinema, de programas de televisão a publicidade. “Another Happy Day” compila um desses trabalhos para cinema, para uma obra escrita e realizada por Sam Levinson, estreada em Sundance, com passagem pelo South By Southwest, e com lançamento comercial no final de 2011. Ou seja, Ólafur Arnalds goes to Hollywood. O que não significa tudo, mas significa alguma coisa para alguém que aos 23 anos é convidado para uma coisa destas. A música é belíssima, delicada e imponente, audaz dentro de uma grelha neo-clássica reconhecível de outros mestres – Max Richter é um vulto demasiado grande nalguns temas para se ignorar a citação -, e sobrevive à velha armadilha dos instrumentais de cinema quando ouvidos em disco. É, por isso, um álbum a valer e quase obrigatório para quem tem algum apreço pelo senhor citado acima.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »