Sexta-feira, 20 Abril, 2012

JOSÉ AFONSO Cantares do Andarilho CD

€ 14,95 € 12,50 CD Orfeu (remasterização digital)

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ORFEU35020-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ORFEU35020-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ORFEU35020-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ORFEU35020-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ORFEU35020-5.mp3]

Com edição original em 1968, “Cantares Do Andarilho” teve, pela Movieplay, uma edição CD em 1996. Pode não querer parecer muito, mas voltar a ter o selo Orfeu em 2012 é simbolicamente importante. Mas talvez o mais importante é ter tido uma atenção técnica exemplar ao ser remasterizado com todos os bits necessários a partir dos masters originais. O senso comum de todos nós agradece e assim começa a reedição da obra de um dos maiores nomes da música portuguesa – “Contos Velhos, Rumos Novos” faz companhia nesta primeira empreitada. Assim que chegou do Ultramar, Zeca Afonso assinou contrato com Arnaldo Trindade da Orfeu que o obrigava a editar um long play por ano. Concretizando ideias assentes desde o início da década de 60, “Cantares Do Andarilho” espanta os seus pares por retirar da sua música (e das suas raízes que abraçavam profundamente o fado de Coimbra) a sacrossanta guitarra portuguesa. É Rui Pato quem o segue, à viola, numa relação feita em 62 quando ainda era um jovem adolescente. Juntos transformam ideias em canções (nenhum deles lidava com partituras), e canções em “Cantares De Andarilho”, numa estreia vista à distância como ingénua mas sem se desviar de tudo o que pensou bem cedo quando em 1962 andou por Coimbra à procura do par ideal para o seu sonho.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »