Sexta-feira, 16 Novembro, 2012

JULIAN COPE Copendium
An Expedition Into The Rock ´n´ Roll Underwerld LIVRO

€ 28,95 LIVRO Faber And Faber (Edição Capa Dura)

Luxuosa e imperial capa negra (dura) simulando pele de cobra e com letras góticas para acrescentar peso visual e histórico. Como o subtítulo indica, “Copendium” é um guia para explorações no submundo por vezes distante do rock. Se isto sugere exclusivamente listas de nomes que ninguém conhece, que fazem lá, então, menções a Kiss, Van Halen, Miles Davis, James Brown ou David Bowie? Julian Cope não apenas explora onde poucos se aventuraram mas também olha com detalhe para onde muitos já olharam. A sua lente de aumento é poderosa e a sua cabeça já viu muita coisa no mundo interior para poder oferecer visões pessoais que são também coloridas, sem-vergonha e intensas. A sua escrita meio queimada e extremamente exposta traduz um espírito de liberdade de opinião que contraria várias das regras de “justiça” que um crítico musical é suposto observar. Mas essa escrita alucinada e bem fundamentada mostra um autor muito à vontade no terreno. Ele faz isto porque acha mesmo que as pessoas precisam de conhecer esta música importante para o enriquecimento da “experiência de viver” (aspas nosas).
O livro conta mais de 700 páginas, quase todas com textos retirados do seu website Head Heritage e escritos desde o virar do Milénio. Seguimos uma cronologia desde o Big Bang do rock & roll na década de 50 (Lord Buckley e Tom Lehrer servem como pilares) até aos anos 00 deste século. São muitas críticas a discos que, na verdade, são histórias do encontro de Cope com esses mesmos discos e da “utilidade” que neles encontrou. Confissões, análises, arqueologia e contextualização que nos conduzem de década em década até à conclusão do livro sob a forma de compilações modeladas a partir dos seus dois celebrados livros “Krautrocksampler” (1995) e “Japrocksampler” (2007). Julian Cope elabora então, no final do livro: Detroitrocksampler, Hardrocksampler, Glamrocksampler, Dansrocksampler (cena dinamarquesa), Postpunksampler e Postpunksampler 2. Nomes e mais nomes para excitar a curiosidade de quem tem genes de aventureiro, porque muito do terreno proposto não é seguro. Mas, como é de senso comum, quando se toma uma substância que altera a consciência deve ser-se acompanhado por alguém que olhe por nós. Neste mundo estranho, Julian Cope é o supervisor presente para que nos possamos entregar sem receio a esta experiência com poder para alterar a consciência.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »