Sexta-feira, 25 Janeiro, 2013

HOLLY HERNDON Movement CD / LP

€ 16,50 CD RVNG Intl.

€ 20,50 LP RVNG Intl.

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RVNGNL15-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RVNGNL15-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RVNGNL15-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RVNGNL15-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RVNGNL15-5.mp3]

A RVNG assume um catálogo ecléctico e bastante heterogéneo, não se deixando estacionar num género ou noutro ou agarrar-se a um nome que tenha contribuído para elevar o status da editora. Por isso, não é de estranhar que a mesma editora que editou Julia Holter, Sun Araw e fez uma óptima antologia de Sensations´ Fix, tenha acabado o ano passado com este “Movement”, o disco de estreia de Holly Herndon, uma norte-americana que enfrenta a electrónica – é mesmo esse o termo – com uma dinâmica e um estilo com poucas raízes na actualidade. Faz lembrar alguns momentos de AGF, é verdade, mas a essência vem de gente como Mark Fell, Mika Vainio e há qualquer coisa de Robert Ashley a acontecer no modo quase performativo que a sua música assume. É um som técnico, que raramente aponta para alguma direcção. Mas onde isso é ponto negativo em muitos discos, aqui funciona para nos baralhar, atirar-nos para um qualquer vazio onde a música de Herndon vai acontecendo. Logo o primeiro tema “Terminal” deixa-nos perdidos num warp mental. É electrónica pura, com uma dinâmica acid techno e uma ligação à bass music inglesa da última década, sem perder rasto de elementos electroacústicos e uma sensibilidade e disciplina anormais. Com phones ganha uma dimensão incrível.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »