Quinta-feira, 26 Setembro, 2013

KRAFTWERK Neon Lights 12″

€ 42,00 12″ (Vinil Luminoso) Capitol Records

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=KqmGZ_6LaUw?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=ma8IgxHcAoE?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=MHHv4u8Vomw?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Exemplares originais de 1978 em excelente estado! / Original 1978 UK release. NM!

“Neon Lights” é a balada de Kraftwerk, uma declaração de amor ao néon que ilumina a cidade, uma visão romântica da modernidade e do progresso, totalmente estranha aos formatos habituais de celebração do Novo (geralmente urgentes, histéricos, arrogantes, definitivos). Esta canção atravessa décadas numa nuvem de luz vaporosa, como Stardust em cima da sua nuvem (lembram-se do video para “Music Sounds Better With You”?) mas com movimento lento, conquistador de alma e coração, omnipresente. Quase 9 minutos de hipnotismo sintético elevado a arte do som. “Neon Lights” é retirada do álbum “The Man Machine” (1978), tal como “The Model”, a terceira faixa neste maxi. Provavelmente a canção pop electrónica mais conhecida de sempre, e ainda sentimental, nostálgica (já o era na época, como épossível?) e denunciadora do glamour ao serviço do consumo. Brilhante. pelo meio, “Trans Europe Express” é incluído nesta edição inglesa de 1978, outro momento definidor dos Kraftwerk e também de muita da música electrónica que se veio a produzir depois disso. De novo a celebração da tecnologia e também da Europa, se quisermos interpretar a expressão “Trans-Europe” como símbolo do livre-trânsito que a União Europeia veio, mais tarde, a concretizar com maior plenitude (Kraftwerk brincam com isso ao seu modo, quanto cantam “meet iggy Pop and David Bowie”). O som das rodas de metal nos caminhos-de-ferro une assim o passado ao futuro. Apenas música superlativa nesta edição original (não é uma reedição) verdadeiramente luminosa com vinil que brilha no escuro. Se nunca tiveram um objecto destes na mão, basta saberem que o devem deixar acumular luz junto a um candeeiro, por exemplo, e depois observar o resultado quando desligam o candeeiro e ficam às escuras. Conceito perfeito aplicado a um disco perfeito.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »