Quinta-feira, 4 Setembro, 2014

STEFAN WESOLOWSKI Liebestod CD

€ 15,50 € 11,95 CD Important Records

[audio:http://www.flur.pt/mp3/IMPREC397-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IMPREC397-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IMPREC397-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IMPREC397-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IMPREC397-5.mp3]

Não foi a intrigante lista de associações que se fizeram a Wesolowski que nos fez prestar atenção a “Liebestod” – Arvo Part, Steve Reich, William Basinski ou Jacaszek. A principal razão é a editora – ainda somos dessa geração -, conhecida por muitos por não gostar de ter músicos muito parecidos ou por evitar que haja um (ou dois, ou três, ou quatro, etc.) géneros associados aos seus discos. O que lhes dificulta as vendas, contribui para a surpresa. E que surpresa! Eis mais um polaco a galgar as suas fronteiras com um disco que tem de marcar o ano. Apoiado fortemente pelo estado – os festivais de música que por lá se passam são um resultado (ou a causa) destas mudanças todas -, Wesolowski fez (especulamos) o disco que quis fazer, ambicioso e, sobretudo, sem limites para o seu impacto. Rapidamente, podíamos dizer que é um disco de electrónica e música neo-clássica, mas “Liebestod” aproxima-se e afasta-se de exemplos como “Sólaris” de Ben Frost e Daníel Bjarnasson ou os A Winged Victory For The Sullen. Mais minimalista e imponente que estes exemplos, Wesolowski não parece aninhar-se em nenhuma tendência contemporânea, preferindo espraiar os seus méritos de composição por cordas ou sopros como camadas ambientais e/ou épicas, ou erguer muralhas tecnóides em redor dos seus ensembles. Todos os temas nos deixam perplexos: “Route” surpreende tanto quanto nos agita, “Liebestod” relembra-nos as cordas de Richter, “Tacet” tem a génese agitadora de “By The Throat” de Ben Frost, “What The Thunder Said” é feito para nos tirar do chão. Uma maravilha!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »