Sexta-feira, 3 Outubro, 2014

CAN Monster Movie CD / LP

€ 16,50 € 9,95 CD (reissue 2007) Spoon / Mute

€ 23,50 LP (reissue 2014) Spoon / Mute

[audio:http://www.flur.pt/mp3/XSPOON4-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/XSPOON4-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/XSPOON4-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/XSPOON4-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/XSPOON4-5.mp3]

A fase dos Can com Malcolm Mooney tem uma dinâmica muito própria, presa a uma estrutura rock, devedora de um certo psicadelismo britânico e do garage rock norte-americano, e com canções povoadas com letras influenciadas pela poesia beat num regime repetitivo e hipnótico onde a falta de sentido não pede licença: preste-se o mínimo de atenção às letras e quase que não dá para levar a sério. Mas isso não importa, porque é fascinante a forma como Mooney as trabalha e ajuda a desconstruir a fórmula rock da qual os instrumentais partem, dando um sentido muito próprio àquilo que é dito/cantado e que torna quase místicos momentos como “Father Cannot Yell” ou a sempre-monumental “Yoo Doo Right”. É sempre difícil argumentar quem influencia mais quem aqui, ou quem se deixou influenciar, ou se Mooney prendia os Can a uma certa fórmula à qual Damo Suzuki ofereceu depois uma libertação, mas há uma química perfeita entre todos os membros e que torna a fase Mooney numa história única dentro da história dos Can. E se de certa forma podemos relacionar os Can posteriores com o que na generalidade acontecia com a Alemanha do krautrock, os discos com o cantor norte-americano (“Soundtracks” e a compilação “Delay”) são autênticos portentos do rock do final dos anos 1960.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »