Sábado, 25 Julho, 2015

GUERRINHA Educação Bentes CDR

€ 3,95 CDR 40% Foda/Maneirissimo

[audio:http://www.flur.pt/mp3/40FM009-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/40FM009-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/40FM009-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/40FM009-4.mp3]

Vamos isolar mais um da 40%. É Verão. Guerrinha é um dos principais da editora e, logo no início do disco, ele diz: “Essa música se chama “Flautas Cosentino”. Ela é boa. Obrigado.” Estamos no mundo esquisito do jazz de elevador, poderosa evocação dos anos 80 (dá mesmo para imaginar cenários), enquanto debaixo da música se ouve o burburinho do público num show que pode ou não ter acontecido (não sabemos mesmo). Um kick mais assertivo manda realidade em “Dinastia Rebello”, enquanto as teclas constroem uma história de navegação antiga e colorida pelos sons “fáceis” dos presets. Para o fim, “Taxi Savager” tem um quê de Detroit mas o grosso é mesmo jazz-funk do “Toy Story”, super artificial. Mas continuem a ler:

“Tem gente que muda sempre, tem gente que nunca muda, e tem gente que sempre faz questão de ficar mudando prefixos. Você se lembra do Guerrinha, ele ficava com a bunda toda empinada por Botafogo falando “ahhh mas eu sou DJ….”, “ah mas eu curto deep house”, “minha profí é a Sprinkles”, “ah…. MATERIALISMO HISTÓRICO”, os anos passam e quem predominou? Pat Metheny. Nunca que Guerrinha iria enganar suas raizes, mas perae, usar o DJ era demais né? Guerrinha sempre foi aquele moleque pão com ovo e agora vai vim com papo sobre cultura? ME POUPE. O que Guerrinha descobre com o passar dos tempos é que errar é humano mas bonito mesmo é fazer a dançinha no erro, agora ele fala de amizade e compaixão e sabe qual a melhor parte? Agora ele faz as musicas deles com estruturas crazys, com modulações de acordes e com viradas de bateria toda hora. Jazz e funk são linguagens absurdamente validas agora. Os 8 minutos viraram 4 e Guerrinha pode assinar sua carteirinha de produtor, compositor e arranjador, ele inclusive vem com um papo de que “o que importa é aquilo que lhe deixa preocupadamente bem”… Sera que ele é esotérico agora? Mentira, óbvio que não, olha essas musicas, elas tem publico aplaudindo e vaiando. Guerrinha sai do armário e bota cara a tapa, falar que é algo que ele carrega como carreira seria e 80% certo, não é? Esqueça aqueles visões absurdas sobre house, porque no fundo a vida vai passando assim na mesma velocidade em que o prefixo DJ vai embora. Estilos pós-modernos só funcionam pra quem tem um temperamento muito orgulhoso e estável, não funciona pra Guerrinha. Viva Windham Hill, Viva Pat Metheny, Viva a maior com sétima, e daqui a pouco, dane-se a textura.”

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »