Segunda-feira, 27 Julho, 2015

SLEAFORD MODS Key Markets CD / LP / LP (coloured)

€ 15,50 € 12,50 CD Harbinger Sound

€ 19,50 € 17,95 LP Harbinger Sound

€ 19,50 € 17,95 LP (Coloured) Harbinger Sound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HARBINGER150CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HARBINGER150CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HARBINGER150CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HARBINGER150CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HARBINGER150CD-5.mp3]

Ficou claro para quem assistiu ao concerto dos Sleaford Mods no Alive que há uma força quase cega que dirige a banda, firme no seu passo e intenções. As palavras dirigidas ao público inglês na casa foram claras na denúncia de Inglaterra, esse “caixote do lixo”. Não deu para perceber como isso foi recebido por quem escutava um concerto energético, onde parece que o único propósito é a diversão mais básica que associamos a um concerto de rock. Isso é 100% garantido neste mutante sónico com partes de Ramones e Suicide, mas não tentar, pelo menos, entrar um pouco nos textos e contexto político / social é perder uma parte significativa da vitalidade e importância da banda no mundo e no mercado de hoje. Mais punk que o punk? Afinal de contas o que vemos é um vocalista a suar, em espamos, saltos e um flow interminável, e “um outro gajo” que parece não fazer nada a não ser beber (álcool, presume-se) e olhar de vez em quando para o écran do portátil que tem à frente. E nós? Difícil inteirar de todos os assuntos na generalidade muito específicos da realidade britânica, mas estas crónicas em forma de canção abrem o apetite para investigações mais profundas sobre estes males ingleses. No entanto, como numa língua estranha na qual deciframos uma palavra de vez em quando, há tópicos nas letras de Jason Williamson que automaticamente deciframos como parte de uma realidade que também nos abarca, porque comenta a sociedade actual, e há aspectos que são comuns pelo menos a várias zonas do mundo ocidental. Assim, por cima do groove minimalista de bateria e baixo (mais poucos extras), brilha uma denúncia sempre zangada, um estado congelado de nihilismo já apontado em Inglaterra como “pouco positivo”. Mas essa categorização tem de ser nossa, de cada um, porque um álbum como “Key Markets” (e uma banda como Sleaford Mods) fala realmente de modo distinto consoante o nosso passado, experiência, visão da sociedade em geral e das relações humanas. Música é vida.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

“Os Sleaford Mods mostram o que se mantém (cada vez menos) escondido sob o brilho intenso da sociedade do espectáculo e da finança erguida a um altar. Os Sleaford Mods dizem não. É importante ouvi-los.” in PÚBLICO

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »