Quinta-feira, 26 Julho, 2018

TIM HECKER Haunt Me, Haunt Me Do It Again CD

€ 14,50 CD (2018 reissue) Kranky

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM:
Haunt Me, Haunt Me Do It Again

Tim Hecker inaugurava aqui o impressionante catálogo de edições que conhecemos hoje. Depois de gravar dois álbuns como Jetone, próximo da cena minimal de techno ainda em ascenção, editou “Haunt Me…” em 2001. O título do disco sugere uma urgência que a música não replica necessariamente. Hecker entra solidamente na cultura laptop de corte, erro e atmosferas residuais, por vezes a ditar subrepticiamente o tom de cada faixa. “The Work Of Art In The Age Of Cultural Overproduction” está em linha com experiências de Fennesz na mesma época e revela uma auto-consciência artística muito própria do século XXI, quando é difícil o artista escudar-se à total percepção do seu meio estético mas também do mercado em que se insere. Enquanto título, essa faixa destaca-se do registo paisagístico / etéreo das restantes (“Music For Tundra”, “October”, “Ghost Writing”, “Boreal Kiss”, etc, todas com mais de uma parte) mas parece unificar teoricamente o que Tim Hecker colocava em som. Poderoso arranque numa zona musical em que rapidamente o músico canadiano se tornou incontornável.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 4 Abril, 2018

TRANSLLUSION The Opening Of The Cerebral Gate CD / 3LP

€ 6,95 CD Tresor

€ 24,50 3LP Tresor

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Continuando (encerrando?) o período de atenção a James Stinson (The Other People Place, Lab Rat XL, etc.) e Drexciya, recuperamos este álbum de 2001 a propósito da recente reprensagem em vinil triplo de “The Opening Of The Cerebral Gate” (de cujo stock aguardamos ainda confirmação). O som parece provir de bem mais longe do que 2001, toda a carga tecnológica aqui soa basilar, respeitante a códigos muito antigos. Ainda firmemente enraizado na cultura electro, Transllusion vagueia um pouco para o lado, mantendo a reconhecível cadência perfeitamente sincopada da caixa de ritmos e complementando-a com sequências extremamente sintéticas e mais próximas de um certo psicadelismo do que outros projectos de James Stinson. Óptima fantasia robótica válida para a eternidade ou, pelo menos, até deixar de ser fantasia, parece-nos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 7 Março, 2018

THE OTHER PEOPLE PLACE Lifestyles Of The Laptop Cafe 2LP

€ 27,95 2LP (2018 reissue) Warp

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Várias lacunas a ser corrigidas e uma delas era a não-disponibilidade deste álbum desde há vários (muitos) anos. Apaixonante esta derivação de James Stinson para um aspecto mais melódico do que Drexciya ou os seus outros nomes Lab Rat XL, Shifted Phases ou Transllusion. “Sunrays” recorda Roy Ayers sem comprometer a contemporaneidade, enquanto o resto do disco respira com igual tranquilidade. “Moonlight Rendezvous” ou “You Said You Want Me” trazem aquela abordagem nostálgica que permite sempre a esta música ir buscar o futuro e prolongar-se nele de uma forma muito afectuosa, ainda que o cenário seja o laboratório imaginado onde todos estes sons são produzidos ou, digamos, sintetizados. Pouco a acrescentar em relação a um álbum com capacidade para agregar diversas facções da música de dança sob um mesmo tecto.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Novembro, 2016

ENNIO MORRICONE Giornata Nera Per L’Ariete LP

€ 35,95, LP (2016 reissue) Spettro

OUVIR / LISTEN

Desde finais da década de 1960 e ao longo da década de 1970 que Ennio Morricone compôs muitas bandas-sonoras para “giallos”, um género policial/suspense italiano muito popular na altura e que encontrou algumas das suas melhores obras nos primeiros filmes de Dario Argento. Morricone trabalhou muito com Argento nesse período (compôs bandas-sonoras maravilhosas), mas “Giornata Nera L’Ariete” sonoriza um filme de Luigi Bazzoni, embora encontrem-se aqui traços do trabalho que realizou com Argento: é descarado como o tema título relembra a maravilhosa “Piume Di Cristallo”. Não é Morricone a copiar-se, mas Morricone a trabalhar escalas musicais que serviam o género e a aperfeiçoar-se a cada passo: e a servir o propósito da sua música. Aqui está registado um dos seus períodos mais ricos dentro do giallo, onde a sua música concretiza perfeitamente o conceito do género: tanto dentro como fora do filme. É difícil criar suspense em música para imagens sem as imagens, mas Morricone fez escola disso. E agora chega-nos às mãos mais uma obra riquíssima do seu espólio, numa das preociosas reedições da Spettro.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 22 Dezembro, 2015

SHINICHI ATOBE Ship-Scope 12″

€ 13,95 12″ (2015 reissue) Demdike Stare

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DDS014-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS014-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS014-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS014-4.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 13 Outubro, 2015

STARS OF THE LID The Tired Sounds Of Stars Of The Lid 3LP

€ 44,95 3LP (gatefold, 2015 reissue) Kranky

[audio:http://www.flur.pt/mp3/KRANK050-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KRANK050-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KRANK050-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KRANK050-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KRANK050-5.mp3]

Brian McBride e Adam Wiltzie (agora metade dos A Winged Victory For The Sullen, que brevemente tocarão em Lisboa, Braga e Madeira) conheceram-se em Austin, Texas, no início dos 1990, década em que começaram a fazer música (o tempo passa, já vão mais de duas décadas desde o seu primeiro disco). Sem descurar a sua carreira antes deste “Tired Sounds Of Stars Of The Lid”, este disco em 2001 foi um marco na música electrónica/ambiente na altura e para a sua carreira. Foi um disco arriscado, duplo em CD e triplo em LP, que no enquadramento de então soava – e ainda soa – a algo verdadeiramente distinto do que se fazia dentro do género. Há algo de especial nos Stars Of The Lid, um entendimento do tempo e de como o suspender. E isso, até então, nunca tinha sido tão expresso como aconteceu neste disco. É um dos grandes discos deste século – sem brincadeiras. A sua duração é algo que se prolonga para lá daquilo que é material nos discos. Ou seja, o seu tempo não se confina aos temas aqui presentes, é algo que se estende para além disso, como se o que aqui concretizassem fosse uma matéria de ritual que anulasse essas coisas de tempo e espaço. É som primordial no sentido de honestidade e beleza, que não procura nada, simplesmente oferece. Poucos discos dentro do género conseguem suspender as coisas assim e ainda menos serem tão coerentes na sua totalidade.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Março, 2015

BJORN TORSKE Trobbel CD / 2LP

€ 16,50 CD (2015 reissue) Smalltown Supersound

€ 31,95 2LP (2015 reissue) Smalltown Supersound


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 5 Janeiro, 2015

DREXCIYA Digital Tsunami 12″

€ 10,50 12″ (2014 reissue) Tresor

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 26 Julho, 2013

TRIANGLE ORCHESTRA What It Is 12″

€ 8,00 12″ Discfunction (DIS024)

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DIS024-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DIS024-2.mp3]

Exemplares originais de 2001 / Original 2001 release


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 31 Maio, 2013

V/A Discfunction Records Compendium Vol. 1 2LP

€ 16,00 2LP Discfunction Records

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=Pm5xUt8P8sg?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=bc-EV6ONTRs?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=e6q8v4_teQU?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=Lla7F1ibIpM?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

Exemplares originais de 2001 em óptimo estado!

Por muito expandida e diversificada que esteja hoje a cena disco-house, não há como contornar muito do que os Idjut Boys fizeram enquanto produtores, DJs e editores. A Discfunction foi uma das suas editoras (outras emblemáticas foram a U-Star e a Noid, por exemplo, esta última ainda com catálogo aberto), perto do que a Nuphonic fazia mas com uma agenda melhor definida. Esta compilação inclui momentos absolutamente seminais para a felicidade nas pistas de dança no início deste século, sofrendo, na época, do muito desgaste que a cena house estava a provocar pela absoluta banalização de fórmulas. Em retrospectiva, o movimento percussivo que Idjut Boys privilegiam e que em 2001 ainda podia ser confundido com a cena tribal que deu mau nome à house, é hoje em dia bem vindo num contexto em que, exceptuando o ambiente controlado jack, a música parece demasiado branda. Das loucuras de Maurice Fulton às raridades que hoje são quase quaisquer discos de Crue-L Grand Orchestra (aqui com “Got To Be Real”) e Erot (com “Another Song For Annie”) + um par de misturas de Idjut Boys e alguns extras, esta compilação aparece-nos nesta altura como peça valiosa para percebermos a importância desse período de transição entre o domínio house e a re-emergência do disco. O circuito nórdico tão venerado já vem daí: Rune Lindbaek nos Those Norwegians, Bjorn Torske com maxis na Ferox e o twist magnificamente clássico de Erot, tragicamente falecido nesse mesmo ano de 2001 com apenas 23 anos. Como designer, criou o logotipo da Telle; como produtor, foi responsável pelo maior êxito da sua namorada Annie (precisamente “The Greatest Hit”) e por três ou quatro maxis muito desejados por coleccionadores e DJs. Mas isto não é sobre ele, embora ajude a solidificar uma compilação discutivelmente mais importante em 2011 do que em 2001. Não esquecer, ainda, o magnífico “Invasion”, de Atmosfear, uma malha que, em 1981, já parecia feita à medida para o século XXI. Temos sobras de armazém em óptimo estado. Meu deus.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »