Segunda-feira, 23 Maio, 2016

JUAN ATKINS / MORITZ VON OSWALD present BORDERLAND Transport CD / 2LP

€ 12,50 CD Tresor

€ 21,50 2LP Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-5.mp3]

Estes dois! Falámos de “Riod” há umas semanas, o single de apresentação para este álbum que, uma vez mais, abre espaços muito vastos a partir de um padrão techno. Sem reler textos anteriores é bem possível que voltemos a afirmar coisas que já antes escrevemos sobre o par. No entanto, o alcance de “Transport” consegue superar a mera junção do som de Detroit com o som de Berlim associado aos dois produtores. Em certas faixas parece existir uma sobreposição exacta, como se as imagens das duas cidades dançassem uma por cima da outra até à perfeita sincronia de uma só metrópole ainda mais gigantesca. Talvez Moritz Von Oswald contenha alguma exuberância sónica que conhecemos de trabalhos de Juan Atkins a solo, embora em “Merkur” se sinta a sincopação electro de Model 500 bem claramente. Quase tudo o resto flutua numa área inicialmente distante de nós, onde queremos chegar, onde, aliás, chegamos com a imersão adequada neste álbum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Abril, 2016

JUAN ATKINS / MORITZ VON OSWALD present BORDERLAND Riod 12″

€ 8,95 12″ Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR284-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR284-2.mp3]

Enquanto se aguarda pelo álbum “Transport” (mais para Maio), “Riod” traz de volta Borderland, dois mega históricos da cena techno. Forjaram juntos a aliança Berlin- Detroit ainda nos 80s e a editora Tresor continua a honrar o nobre pacto nascido na pista do clube com o mesmo nome. “Riod” oferece a viagem épica que já não dispensamos, uma monumental viagem de automóvel por auto-estradas onde se imagina o futuro. Em igual medida espacial e dub (embora facilmente se possa dizer que são uma e a mesma coisa), “Riod” fica mais instrospectivo na versão do lado B, mesnos solto, as claps mais engolidas, tudo ligeiramente mais drogado e no meio de fumo (vocês sabem) e, no entanto, com um impulso poderoso para o movimento e não para a prostração. Fechar os olhos ajuda sempre, não há margem para tropeçar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »