Segunda-feira, 14 Março, 2016

CONRAD SCHNITZLER Silber LP

€ 16,95 LP (2013 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB149-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB149-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB149-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB149-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB149-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 14 Março, 2016

CONRAD SCHNITZLER Gold LP

€ 16,95 LP (2013 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB150-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB150-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB150-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB150-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB150-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 21 Abril, 2015

CONRAD SCHNITZLER / GREGOR SCHNITZLER Conrad & Sohn LP

€ 16,95 LP (2014 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB133-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB133-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB133-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB133-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB133-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 21 Abril, 2015

CONRAD SCHNITZLER Contempora LP

€ 15,50 LP (2014 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB134-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB134-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB134-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB134-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB134-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 20 Abril, 2015

CONRAD SCHNITZLER Gelb LP

€ 16,95 LP (2014 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB196LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB196LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB196LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB196LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB196LP-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 20 Abril, 2015

CONRAD SCHNITZLER Grün LP

€ 16,95 LP (2014 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB195LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB195LP-2.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 27 Setembro, 2014

CONRAD SCHNITZLER Congratulacion LP

€ 16,50 € 13,95 LP (2014 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB163-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB163-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB163-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB163-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB163-2.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 19 Março, 2013

CONRAD SCHNITZLER Ballet Statique (Con) CD

€ 17,50 € 15,50 CD M=Minimal

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MM-004CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM-004CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM-004CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM-004CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM-004CD-5.mp3]

Reedição agora em CD mais faixa extra: “Red Cassette”, cassete de 1974.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2013

CONRAD SCHNITZLER Con3 LP

€ 16,50 € 13,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB122-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB122-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB122-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB122-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB122-5.mp3]

Início dos anos 1980, Conrad Schnitzler começou a encontrar um modo quase-interactivo de criar canções, onde a máquina não só é um meio para comandar as suas ideias mas é também uma espécie de porta-voz de tudo. Passa por tudo, as batidas quase matemáticas, a voz ultrarobotozida, num registo de ficção científica, até aos ambientes turcos quase robo-eróticos, dando uma qualquer lembrança de Star Wars. “Con 3” é, provavelmente (porque nunca se sabe o que sairá mais do baú), a melhor concretização discográfica desta fase de Schnitzler, uma amostra de um futuro por existir – e que não existiu? – que fazia parte do imaginário dessa década. As nove canções da edição original (a reedição da Bureau B tem quatro temas extra) são rascunhos desse futuro pré-“Blade Runner” que Conrad construiu e trabalhou no início dos anos 1980, com um pezinho na minimal wave/cold wave sem descurar a sua evolução até então. E embora o futuro de “Con 3” não exista, na altura parecia muito palpável. E o que concretizamos agora ao ouvi-lo é algo distinto e com uma pureza inigualável. Tal como o mundo da Sky que vamos descobrindo via Bureau B.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Janeiro, 2013

CONRAD SCHNITZLER Consequenz LP

€ 16,50 € 13,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB121-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-5.mp3]

Aqui está ele outra vez, depois de na semana passada termos falado em “Eruption” dos Kluster, regressamos a Conrad Schnitzler com a reedição de “Consequenz”, um álbum feito em colaboração com Wolfgang Seidel e que é um importante marco na carreira do músico alemão. Editado em 1980, é o primeiro passo mais concreto que Schnitzler deu na sua carreira em avanço à pop. Até aí – e também tem sido o lado mais explorado neste rol de reedições – o seu trabalho era essencialmente experimental, mas em “Consequenz” usou esses anos de trabalho e o seu imenso conhecimento sobre as máquinas para começar a desenvolver estruturas de som que se aproximassem mais de uma canção e, em última instância, de uma canção pop: e, fruto disso, nos anos seguintes há muito material de Schnitzler que é ouro nesse campeonato, rivalizando com muita da minimal wave contemporânea. Em “Consequenz” isso é evidente, mas ainda é muito primordial, um passo notório e à frente da maior parte da criação que era sua contemporânea em direcção ao techno/house. E onde em muitas destas coisas primordiais reina uma certa ingenuidade, em “Consequenz” e em Schnitzler há uma simples noção de que caminho, de que mais dia menos dia, mais uma ou outra experiência, iria chegar lá. Esse lado concreto de uma relação de um homem com as suas máquinas, do erro (e “Consequenz” está longe de ser um erro) ser um capítulo da perfeição (a evolução da carreira de Schnitzler parece sempre cheia de “erros”, como se ele estivesse sempre à procura do que poderia fazer a mais sem se perceber que o seu presente era sempre um avanço significativo), é um dos lados mais fascinantes da música electrónica alemã desde finais dos anos 60. Andamos a descobrir tudo isso muito melhor nos últimos anos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 10 Janeiro, 2013

KLUSTER Eruption LP

€ 16,50 € 13,95 LP (180 g) Bureau B  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB112-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB112-2.mp3]

Mais uma peça do puzzle Kluster resolvida. É provável que nunca tenha encontrado “Eruption” na discografia oficial dos Kluster, porque é comum aparecer como o primeiro álbum de Conrad Schnitzler (na altura assinando como Konrad), intitulado “Schwarz”. Por isso, isto é a pedra final do capítulo Kluster – será? – na Bureau B e aquela onde o trio (Conrad, Roedelius e Moebius) explora mais as vibrações celestiais electrónicas que se podem ouvir em algum material solto de arquivo ou que surge imediatamente na carreira a solo de Schnitzler e nos Cluster. São duas erupções, uma em cada lado, electrónica improvisada e completamente despida, mas com os tons afinados para uma espécie de sessão monumental. O que nos leva a pensar, será que cada vez que gravavam qualquer coisa era genial? Parece que sim. Não é por estar à frente do seu tempo, é por ser qualquer coisa sempre à frente do tempo. Longe de comparações, semelhanças (nem mesmo, directamente, com o restante trabalho dos músicos envolvidos) ou até de futuras influências que possam ter provocado. Kluster, a melhor banda que voltámos a descobrir nos últimos meses? : )


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2012

CONRAD SCHNITZLER Container T1-T12 8LP (CAIXA)

€ 183,50 8LP Vinyl-on-demand  ENCOMENDAR

Caixa texturada limitada a 500 exemplares numerados.

“ConTainer” é uma autêntica viagem. Ao longo destes oito LPs (editados apenas em cassete em 1983) percebemos a música de Conrad Schnitzler como um processo contínuo de exploração e descoberta das máquinas com que trabalhava. Com gravações desde 1971 até 1983, “ConTainer” é uma espécie de enciclopédia do trabalho paralelo de Schnitzler, explorações sonoras que vão desde visões abstractas e muito duras da música electrónica, a um sentimento proto-industrial, paisagens sonoras com um cheirinho a techno e autênticas incursões pop que nada ficam a dever à melhor Minimal Wave. A ordem dos LPs situa-se com a cronologia das gravações, por isso ouvir “ConTainer” é um processo de aprendizagem e de deslumbre, a entrada num universo de alguém que fazia sentido dos sons mais metálicos e atónicos, como também tirava da manga maravilhas pop das mesmas máquinas. De perder a cabeça. Em todos os sentidos.

 

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Novembro, 2012

KLUSTER Klusterstrasse 69-72 CAIXA 8LP

€ 183,50 8LP Vinyl-on-demand  ENCOMENDAR

Caixa limitada a 500 exemplares numerados.

O falecimento de Conrad Schnitzler abriu uma caixa que dificilmente se vai conseguir fechar. A quantidade de reedições e novas edições de material seu ou consigo relacionado tem sido abismal no último ano. A Vinyl-On-Demand deitou cá para fora, há alguns meses, duas caixas gigantes com material inédito: esta, dedicada aos Kluster, e uma outra só a Conrad Schnitzler. E há sempre três coisas para as quais podemos contar com a Vinyl-On-Demand: selecção musical cuidada com som cuidado (não editam nada que não devessemos ouvir); edições lindíssimas que justificam o seu preço e dão bom uso a termos “deluxe” e “limitado” que têm sido usados em excesso; e pedaços de história. Cada edição (a editora é muito focada no universo do industrial e algumas coisas que pairam nessa fronteira) tem um cunho individual, esta dos Kluster tem o charme de entrarmos quase no íntimo do projecto e descobrir as suas diferentes fases de descoberta/composição/aprendizagem, porque “Klusterstrasse” é composto por cerca de 7 horas de música recentemente encontradas numa mala com gravações dos Kluster. Não são necessárias provas para o vanguardismo dos Kluster, mas a existência desta caixa e possibilidade de ouvirmos estas gravações mostra-nos como desbravaram o futuro há quarenta anos. Nem é tanto uma questão de que tudo já foi feito, é sim uma questão de visão. Edição muito limitada. Cara, sim, mas é um estrondo.

 

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Outubro, 2012

KLUSTER Zwei Osterei LP

€ 16,50 € 13,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB111-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB111-2.mp3]

O segundo disco dos Kluster, “Zwei-Osterei” segue a mesma montagem do primeiro álbum, “Klopfzeichen”, com a mesma formação (Moebius, Roedelius e Schnitzler + Plank como engenheiro de som), um dos lados com voz e outro sem voz. Ao contrário do primeiro disco, é no instrumental que “Zwei-Osterei” levanta vôo. É um exercício curioso ouvir o tema no lado B em 2012 e sentir como tanto do som industrial que tem saído no último par de anos tenta a genialidade destes três mas falha completamente pela falta daquela ingenuidade do pioneirismo e, claro, pelo trabalho exímio em sacar um som vivo, mutante, circular, mas que ao mesmo tempo é algo inteiramente directo e, espanto, cósmico. Som austero mas tranquilizador. É mais difícil perceber isto do que nos deixarmos levar pela música dos Kluster.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Outubro, 2012

KLUSTER Klopfzeichen LP

€ 16,50 € 13,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB110-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB110-2.mp3]

Kluster, com K, é um projecto dos Cluster (Moebius e Roedelius) com Conrad Schnitlzer e com a ajuda de Conny Plank, companheiro de crime regular, que foi importante como engenheiro de som para construir e desenvolver a história dos Kluster. “Klopfzeichen” é dividido em duas partes, uma em cada lado do LP (edições posteriores em CD vieram com alguns bónus), o lado A com voz e o lado B sem voz. Não são duas versões da mesma peça com essa diferença, são duas interpretações de uma mesma ideia, onde numa se inclui a voz e a na outra não. A voz de uma senhora alemã cria um ambiente sonoro interessante, uma directriz com uma funcionalidade industrial (ou pré-industrial, para se ser mais correcto) mas que ganha contornos de um spoken word que na altura seria visionário. É música de sons e ruídos – literalmente -, com um sentimento de grandeza abismal e uma vontade de experimentação que tornava o caos em ouro.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 6 Agosto, 2012

CONRAD SCHNITZLER Rot LP

€ 16,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB102-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB102-2.mp3]

“Rot” e “Blau” são dois discos supremos nas crónicas electrónicas de aventuras da década de 70. Schnitzler no auge. “Rot”, em 1973, é o primeiro LP do músico alemão a solo e o segundo de edição própria. “Meditation” ocupa o lado A, um drone de orgão em progressão segura, incomodado por camadas de graves e sons que continuam a ser do outro mundo. Pings e blips de laboratório contribuem para a atmosfera tensa que fica especialmente rarefeita para lá dos últimos 5 minutos, quando um motivo percussivo evoca a negritude do Espaço aberto (como se soubessemos o que isso é) ou, se quiserem, quase inaugura uma escola de música industrial. “Krautrock”, no lado B, personifica uma das descrições aplicadas ao género: jams intensas com a energia do rock mas longe, tão longe, do B-A-BA. No entanto, o que ouvimos aqui é um outro B-A-BA, a tentativa de abrir caminho, fazer mais riscos no mapa, alguns até bem fora do mapa. Os Faust também chamaram “Krautrock” a uma faixa sua, mas quando mais tarde perceberam que o género kautrock, inventado pela imprensa inglesa, reduzia a riqueza do que acontecia na Alemanha a um cliché, declararam que, assim, “tudo o que haviam feito até então teria sido em vão”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 6 Agosto, 2012

CONRAD SCHNITZLER Blau LP

€ 16,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB103-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB103-2.mp3]

“Rot” e “Blau” são dois discos supremos nas crónicas electrónicas de aventuras da década de 70. Schnitzler no auge. “Blau”, em 1974, mantém o selo privado de Schnitzler (KS), que aqui ainda assinava o primeiro nome com K (Konrad). “Die Rebellen Haben Sich In Den Bergen Versteckt” traduz mais ou menos como “Os rebeldes refugiaram-se nas montanhas”, e a música pode efectivamente desenvolver uma longa história (mais uma vez um lado inteiro do LP) repleta de imagens sugestivas. Do outro lado, “Jupiter” parte de um padrão que podemos associar à banda sonora de “Forbidden Planet” e Schnitzler compõe uma sinfonia espacial que, há 38 anos, deve ter impressionado e arrepiado. Mas isto foi mal dito, a verdade é que estamos a ouvir o disco e ele impressiona e arrepia agora. “Rot” e “Blau” são dois dos momentos mais bonitos e comoventes na electrónica, essenciais para quem se identifica com a pulsação das máquinas em respiração própria.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 27 Julho, 2012

CONRAD SCHNITZLER Zug reshaped and remodeled by Ricardo Villalobos & Max Loderbauer LP

€ 14,50 LP M=Minimal

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MM012CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM012CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM012CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM012CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM012CD-5.mp3]

Talvez o significado mais corrente de “Zug”, na língua alemã, seja “Comboio”, e isso foi obviamente o que Conrad Schnitzler tinha em mente ao compor “Zug” em 1978. Pode funcionar como uma versão minimalista de “Trans Europe Express” – a experiência da viagem e o som das rodas de metal nos carris está presente, se bem que sonicamente sugere alguma distância em relação à nossa posição de ouvintes, como se nos Kraftwerk viajássemos de janela aberta e, aqui, estivéssemos confortavelmente sentados num compartimento quase insonorizado. O som mais proeminente é o do apito que aparece e desaparece, provocando uma constante tensão e incerteza sobre o que se passa lá fora enquanto o comboio prossegue a marcha. Villalobos e Max Loderbauer sobem de velocidade na sua Aktion-Mix, dirigindo a composição por meio de um beat insistente que abafa ainda mais o som mecânico para provocar um estado de hipnose ao longo de quase 20 minutos em que uma noção de comboio substitui a realidade – já não sabemos se estamos de facto a bordo. Mais distantes ainda na segunda remistura da dupla, a Sorgenkind-Mix. Um título perturbador que em 15 minutos traz para a nossa cabeça todos os sons intestinos do comboio, relegando para último plano o confortável ritmo das rodas nos carris. O CD conclui-se com a junção de duas outras remisturas já editadas em vinil no ano de 2010 a partir da fusão Schnitzler-Villalobos-Loderbauer: Pole conduz um dub espectral, sim, mas bastante menos aterrador, em que a sirene deixa de perfurar tão claramente os nervos para se assemelhar quase ao tradicional trompete de Jon Hassell; Borngräber & Strüver executam a transição entre os 70s e hoje, colocando a viagem numa época mais ou menos precisa: os austeros anos 80, identificados pelo ritmo marcial. dub, rock, ácido e industrial numa concentração de 10 minutos que não deixa nunca esquecer a seriedade do projecto.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 14 Outubro, 2011

CONRAD SCHNITZLER + BORNGRÄBER & STRÜVER Con-Struct CD

€ 14,95 € 12,50 CD M=Minimal

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MM007CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM007CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM007CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM007CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM007CD-5.mp3]

Falecido em Agosto passado, Conrad Schnitzler deixou um considerável arquivo de sons, criados como matéria para futuras composições. Borngräber & Strüver tiveram acesso ao arquivo e propõem-se, neste disco, criar novas composições de Conrad Schnitzler a partir dos sons originais, em bruto, do próprio. Impossível, então, saber como Schnitzler organizaria os mesmos sons. Mas o plano de B & S foi ao ponto da utilização de equipamento analógico original para processamento mais orgânico dos sons. O resultado oscila entre mantras rítmicos semi-industriais e drones aquáticos sombrios. No meio, uma passagem pelo clássico som Chain Reaction de final dos 90s: dub com uma ínfima sugestão de techno. O álbum começa em território aparentemente mais seguro, curto nas doses de risco, e é em “Con-struct 4″ e no seu ambiente gélido que se revela o potencial cinemático de obra tão grandiosa. Até ao final só cenas de acção e suspense.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 15 Abril, 2011

CONRAD SCHNITZLER Ballet Statique LP

€ 11,50 LP M=Minimal

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MM004LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM004LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM004LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM004LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MM004LP-5.mp3]

Schnitzler é um dos nomes mais marcantes no transporte de música electrónica gravada há mais de 30 anos e com um reflexo durável na produção nossa contemporânea. Ouvimos o som do espaço e, ao mesmo tempo, da electricidade nos cabos. A magnífica pose científica desta música é acrescentada pela tórrida emoção electrónica que as melhores mãos e as melhores cabeças souberam inscrever no seu trabalho musical. Cascatas ambientais, movimentos circulares, espirais psicadélicas, sondagem cautelosa de corpos metálicos, e uma aura impossível de ignorar. Throbbing Gristle (e, por associação, Chris Carter), Cabaret Voltaire, boa parte da cena minimal synth mais séria, produções industriais dos 80s, bleep techno dos 90s e, mais recentemente, muitas actuais associações possíveis com a alquimia electrónica que acontecia na década de 70, todos esses passos são consequência do que se ouve em “Ballet Statique” – por sua vez resultado de uma extrema afinação de processos e intenções em curso, pelo menos, uma década antes de 1978, data da edição original deste álbum. Prensagem com som cristalino, tanto quanto os nossos Technics 1200 traduzem. Disco incrível.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »