Segunda-feira, 11 Maio, 2015

MOVE D AND DJ JUS-ED Brother’s EP 2×12″

€ 24,95 2×12″ Underground Quality

[audio:http://www.flur.pt/mp3/UQ-059-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/UQ-059-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/UQ-059-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/UQ-059-4.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 23 Setembro, 2014

DJ QU Party People Clap 2×12″

€ 20,50 2×12″ (2014 reissue) Deconstruct.

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DEC-03-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DEC-03-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DEC-03-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DEC-03-4.mp3]

+ Levon Vincent, Anthony Parasole & Fred P, DJ Jus-Ed RMXS


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 4 Setembro, 2014

ED & JEN Love It Or Leave It CD

€ 12,50 CD EDJ

[audio:http://www.flur.pt/mp3/EDJ005-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/EDJ005-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/EDJ005-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/EDJ005-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/EDJ005-5.mp3]

Jus-Ed e Jenifa Mayanja são um casal e mostram como se faz em família, numa parceria que evoca a vibe pai-filho entre Big Strick e Generation Next. Sempre a partir da inesgotável fonte house, o álbum começa com o que poderia ser um manifesto old school em “Old World” mas não é exactamentee isso. Uma linha de baixo fora do vulgar, quase dedilhada, sopros falsos, muito ar na percussão, tudo de alguma forma estabelece uma zona psicadélica imersiva. Semelhante resultado em “Sexy Mate”, logo a seguir, mantendo um tom sério, terreno, mas logo a procurar desligar-se da matéria. Prosseguindo, é esse o sentimento que perdura: algo etéreo a acontecer, recolhendo o fruto abundante do chão para elevar a energia mais acima, para todos escutarem. O álbum não procura o tipo de protagonismo associado a álbuns de house muito planeados, parece mesmo ser uma simples colecção de faixas que, por acaso, resultam extraordinariamente bem em conjunto. Discretas, seguras no seu caminho, com uma economia de ideias muito eficaz e uma contenção que não revela excesso de preocupação. A única vez em que se nota extroversão declarada é em “Rainbow”, no final, com a junção das vozes de Ed & Jen por cima de uma brisa fresca trazida pela música. Deep house mais assertivo, aqui, mantra de uma palavra só para abrir de par em par a cúpula invisível que todas as pistas de dança têm por cima. O que entra por aí cada um sabe ou imagina.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 30 Setembro, 2011

DJ JUS-ED Vision Dance CD

€ 14,95 € 12,50 CD Mule Electronic  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MULECD21-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MULECD21-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MULECD21-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MULECD21-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MULECD21-5.mp3]

Jus-Ed, Patrice Scott, Keith Worthy, Omar S de certa forma, todos ajudaram a criar uma nova imagem para a deep house norte americana desde meados dos anos 00. Agora que, de facto, essa classe de house domina a tendência, até na Alemanha, temos em mãos o primeiro álbum de Jus-Ed fora da sua editora Underground Quality. Com muito material editado nos últimos anos, é fácil pensar que é só mais um conjunto de faixas house, mas Ed tem inevitavelmente aquele twist norte-americano que faz a música respirar de outra forma. A maior “realidade” nos sons afsta o álbum da grande e aborrecida média de álbuns techy de dança. Há quase sempre uma ideia de funcionalidade na pista, mas a produção de “Vision Dance” consegue incorporá-la num contexto musical mais abrangente. São dez faixas para uma viagem de médio curso, como de facto poderão ter sido algumas horas passadas por Ed em comboios, acreditando em títulos como “Train Ride To Offenbach” ou “Stuck In A Train To Berlin” – aqui provavelmente com tempo suficiente para criar toda a faixa enquanto esperava que o comboio avançasse. E em Berlim, certamente que faixas como “Ice 592″ ou “The Truth” vão bater nas paredes certas. Bom álbum.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »