Quinta-feira, 9 Maio, 2019

CRAIG LEON The Canon – Anthology Of Interplanetary Folk Music Vol. 2 CD / LP

€ 14,95 CD RVNG Intl.

€ 25,50 LP RVNG Intl.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 9 Maio, 2019

HOLLY HERNDON Proto CD / LP

€ 11,95 CD 4AD

€ 21,95 LP 4AD


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 8 Maio, 2019

V/A Touch Ringtones CD

€ 9,95 CD Touch (Tone 14)

Exemplares originais da edição inglesa de 2002 / Original 2002 UK release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM:
Touch Ringtones

99 miniaturas gravadas por / cortadas a partir do som de ilustres como Oren Ambarchi, Chris Watson, Evan Parker, People Like Us, Simon Fisher Turner, Carsten Nicolai, Bruce Gilbert, Mika Vainio e dezenas de outros. certa infância, ainda, no uso de telemóveis, em 2002, e um caso de tecnologia a influenciar outra tecnologia. Proposta de marcar diferença em relação ao rebanho e aos toques-padrão das marcas / operadoras, com algo que ninguém mais vai reconhecer. Blips, spoken word, field recordings, noise, ambiente, desconstrução sónica, muitas maneiras de criar um som distinto, curto (alguns estão em loop), por vezes em busca da irritação ou, simplesmente, de exercer um sentido de humor particular, Exemplares novos, alguns selados, em digipak standard da Touch.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 7 Maio, 2019

VERA DVALE & PSYKOVARIUS Avav LP

€ 13,95 LP Sex Tags Amfibia

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Segunda aventura grande de Vera Dvale e Psykovarius, mais épica e narrativa do que o anterior “Udu”. Pelo menos em “Avastus” há todo um regime clássico na abordagem textural (Klaus Schulze, Jean Michel Jarre BOM, até Jorge Reyes), abrindo um céu largo e largamente devocional. Música de passagem, de ambição para algo, de pesquisa de estados, em que a matéria orgânica se escuta claramente por entre as camadas sintéticas de ambiente e as várias simulações, ao longo do disco, de natureza nocturna. Árvores e chuva. Luz das estrelas. É o que escutamos.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 27 Abril, 2019

O YUKI CONJUGATE Scene In Mirage CDR

€ 28,95 € 9,95 CD O Yuki Conjugate

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Primeiro álbum registado de OYC, conheceu reedição pelo próprio Andrew Hulme em 2018, na forma de CDR (o que apresentamos agora). Representação dos primeiros anos do projecto, a moldar-se na captação de sons de outras latitudes, uma sensibilidade que, na cena industrial, era habitualmente apelidade de “ritual”. Música atmosférica incrível, pós-Brian Eno, cruzando até com um certo tom Durutti Column, a espaços, produzindo uma elegância já quase nem chamada de música independente mas simplesmente de vanguarda. “Scene In Mirage” assenta suavemente na paisagem, não como um pano de fundo ambiental mas como afirmação estética a fugir gradualmente do mundo ocidental. “Beyond Control 3″ e “Infiltration” ainda recordam os anos iniciais de Cabaret Voltaire, mas o álbum vai evoluindo para zonas mais abertas a partir de “From Here To Where”, parecendo antecipar até, em “Intromission” e “Anima”, por exemplo, um futuro próximo de outro nome basilar do universo industrial: SPK, na fase “Zamia Lehmanni” (1986). Recomendado.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 23 Abril, 2019

V/A Agenda 21 (An Eevo Lute Compilation) CD / LP

€ 13,95 CD (EEVOCD1) Eevo Lute

€ 16,50 LP (EEVO LP 1) Eevo Lute

Exemplares originais da edição holandesa de 1993 / Original 1993 Dutch release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
Florence “Vineyard (Moving Mix)”, 2000 & One “Subconscious”, Carl Craig “Dreamland”, 2000 & One “Geometric Nature”, Max 404 “Quiddity (Second Visit)”, Wladimir M “Planet E”, 2000 & One “Fokuz”, Florence “A Touch Of Heaven”, Wladimir M “Evil (Re-Mixed)”

Aqueles anos de ficção científica durante a década de 90 resultaram em incontável música boa produzida na Holanda, entre Detroit e Sheffield. A singularidade do ponto de cruzamento geográfico do país significou exposição a música de todos os pontos cardeais, devidamente incorporada e reprocessada por mãos e cabeças locais. A Eevo Lute foi começada por Stefan Robbers e Wladimir M, veículo para as suas muitas produções, entrando pelo século XXI ainda com edições originais, antes da revisão dos primeiros números do catálogo em 2008. O sentimento ecológico tão urgente hoje em dia já era urgente em 93 nas palavras de Wladimir M em “Planet E”, acompanhado por um break Soul II Soul; “The Vineyard (Moving Mix)” (Florence) é poesia techno; e “Dreamland”, de Carl Craig – aqui a ligação com Planet E, a faixa de Wladimir M. mas também a editora de Craig -, diz tudo com as palavras “I’m the master…” sussurradas logo no início. Viagem estimulante por um universo de batidas desformatadas em torno da pista de dança. Exemplares de armazém, originais e novos, CD e LP.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

TRACKLIST CD:
1–Florence – The Vineyard (Moving Mix)
2–2000 & One – Subconscious
3–max404 – Not If I See You First
4–Carl Craig – Dreamland
5–2000 & One – Geometric Nature
6–max404 – Quiddity (Second Visit)
7–Wladimir M. – Planet E.
8–2000 & One – Fokuz
9–Florence – A Touch Of Heaven
10–Wladimir M. – Evil (Re-Mixed)

TRACKLIST LP:
A1–Florence – The Vineyard (Moving Mix)
A2–2000 & One – Subconscious
A3–max404 – Not If I See You First
B1–Carl Craig – Dreamland
B2–max404 – Quiddity (Second Visit)
B3–Wladimir M. – Planet E.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Abril, 2019

V/A Kankyo Ongaku: Japanese Ambient Environmental & New Age Music 1980-1990 2CD / 3LP BOX

€ 36,50 2CD + LIVRO Light In The Attic

€ 74,50 3LP BOX + LIVRO Light In The Attic

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Mais do que a tradicional ligação da música ambiental da época a terapias alternativas e estilos de vida New Age, esta colecção expande a ideia de música electrónica como etiqueta de coolness para corporações à procura de uma imagem conectada com o Futuro. Assim, música para publicidade, para lojas, espaços arquitectónicos, exposições, música funcional e música transcendental, em sintonia com uma década (os anos de 1980) de aceleração tecnológica. Notas extensas e biografias no livro que acompanha esta edição luxuosa que, uma vez mais, abre portas para um Japão em que tradição e modernidade coexistem generosamente no mesmo plano.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Tracklist 2CD:
Satoshi Ashikawa – “Still Space”
Yoshio Ojima – “Glass Chattering”
Hideki Matsutake – “Nemureru Yoru” (Karaoke version)
Joe Hisaishi – “Islander”
Yoshiaki Ochi – “Ear Dreamin’”
Masashi Kitamura + Phonogenix – “Variation III”
Interior – “Park”
Yoichiro Yoshikawa – “Nube”
Yoshio Suzuki – “Meet Me In The Sheep Meadow”
Toshi Tsuchitori – “Ishiura (Abridged)”
Shiho Yabuki – “Tomoshibi (Abridged)”
Toshifumi Hinata – “Chaconne”
Yasuaki Shimizu – “Seiko 3″
Inoyama Land – “Apple Star”
Hiroshi Yoshimura – “Blink”
Fumio Miyashita – “See The Light (Abridged)”
Akira Ito – “Praying For Mother/Earth” (part 1)
Jun Fukamachi – “Breathing New Life”
Takashi Toyoda – “Snow”
Yellow Magic Orchestra – “Loom”
Takashi Kokubo – “A Dream Sails Out To Sea: Scene 3″
Masahiro Sugaya – “Umi No Sunatsubu”
Haruomi Hosono – “Original BGM”

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Abril, 2019

EFFICIENT REFINERIES Terahertz CD

€ 12,50 CD No.

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Entre ambos, Siegmar Fricke e Miguel A. Ruiz gravaram muito material que rodou no circuito de cassetes nos 80s e 90s, essencialmente enquadrados na estética industrial que, em boa medida, alimentava a rede internacional de artistas e editoras underground. Upload para o futuro e “Terahertz” oferece uma alta definição impossível na época, sobretudo relevante na profundidade de campo transmitida pela ambiência. Passagem fugaz por uma ideia de techno em “Gitterdynamik” e, mais intuída ainda, no luxuriante ambiente em “Psychomotor Episodes”, onde o ritmo está ausente na prática mas presente em espírito. “Dhyana” avança pelos interstícios da música ambiental, colidindo suavemente com sons e detalhes diversos durante o percurso. Masterizado por Atom TM.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Abril, 2019

DAVID BEHRMAN On The Other Ocean LP

€ 25,95 LP (2019 reissue) Lovely Music

OUVIR / LISTEN:
On The Other Ocean

Se em 1977 Robert Ashley encontrava a eternidade com “Private Parts”, David Behrman criava ondas de futuro, também no Mills College, com a ajuda de um computador primitivo. A sonoridade não é estranha e tem sido revisitada através das reedições e da descoberta de muita música feita para computador no final dos anos 1970 e início da década de 1980. Era música que servia publicidade, experiências, mas que também começava a ser possível graças à chegada dos primeiros computadores pessoais. “On The Other Ocean” é uma onda magnífica de som, que se expressa pelo diálogo constante de descoberta em como improvisar com uma máquina. Há um lado de inocência que se conjuga com uma surpresa em movimento, ligeiras flutuações que tornam a experiência sonora numa aventura concentrada e que gentilmente fornece a estética para muita música que se faria na década seguinte: e cujas subtilezas ainda hoje são padrão em música electrónica/ambiental que segue estas ordens. Uma brisa maravilhosa de descoberta e autodescoberta, de música num constante processo de reinvenção. Ainda fresca, mais de quarenta anos depois.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Abril, 2019

ROBERT ASHLEY Private Parts LP

€ 25,95 LP (2019 reissue) Lovely Music

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2

Numa década onde a proliferação de reedições permitiu uma espécie de reentrada de música nova nos ouvidos, que criou e facilitou tendências, mostrou os equívocos entre o passado, presente e o futuro, é particularmente incómodo – no melhor dos sentidos – notar que a música de Robert Ashley ainda causa perplexidade. A voz, a clarividência das acções para que a voz remete, concretizam a maior e mais bela inocência que a música pode perpetuar. Originalmente composto em 1977, no Mills College, “Private Parts” – que não estava disponível em vinil desde a sua edição original, em 1978 – é um portal de muitas camadas, conduzido pelas narrativas palpáveis de Robert Ashley, enquanto uma composição consciente, quase imperceptível, por vezes, se ouve ao fundo, formando um cenário para todas as acções da voz de Ashley. Importa menos o que Ashley diz, importa o que se capta, as sensações, as ferramentas para entrar num mundo abstracto e carregar com ele às costas. A música de Robert Ashley é uma constante chamada de atenção, uma visão muito cromática de um mundo que ainda hoje vivemos: e é o mundo de hoje, o presente, que se adapta à música de Ashley e não o contrário. O ouvinte sai de um qualquer lugar para viver estas “óperas” que são portais para todas as realidades. Essa capacidade de ser o que se quiser é uma das maiores virtudes de Robert Ashley: meditação, disrupção, reflexão, new age ou o som de uma vida. Poucas obras têm o dom de transformar tudo o que se sente depois de serem ouvidas, a discografia de Robert Ashley é um estado de felicidade que se leva para qualquer lado. Fica-se mais iluminado, feliz, rico. “Private Parts” é um dos maiores portais para um outro estado de consciência, livre do tempo, das pressões do presente, do passado e do futuro. Não é por conveniência que “Private Parts” é um disco obrigatório. É porque a vida é muito melhor com um álbum assim.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Março, 2019

ASUNA & JAN JELINEK Signals Bulletin LP

€ 18,50 LP Faitiche

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Os desenhos que adornam a capa são desperdícios que não o são, rabiscos feitos enquanto se conversa ao vivo ou se fala ao telefone ou se testa a tinta numa esferográfica. A porta privilegiada para o inconsciente revela uma certa preocupação documental neste artista japonês que, na área do som, manipula teclados de forma intuitiva mas muito preparada, criando e alterando drones frequentemente com recurso a fita adesiva para prender as teclas que entende. Jan Jelinek junta alguns loops modulares e, a partir de sessões entre 2014 e 2017, escutamos um álbum encantatório, etéreo como os mais íntimos trabalhos de Jelinek, de certa forma suspenso no tempo e no espaço, acompanhando e até criando a possibilidade de estados semi-alterados, como na desfocagem sónica em “Fountain”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Março, 2019

DANIEL SCHMIDT In My Arms, Many Flowers CD

€ 19,95 CD Recital

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4

Poucos – muito poucos – discos que compilam trabalhos de outros tempos merecem uma reedição tão próxima da sua edição original. “In My Arms, Many Flowers” foi editado em 2016, reunindo uma série de trabalhos que Daniel Schmidt compôs a partir de um instrumento que apelidou de “gamelan de Berkeley”, iniciando uma moda em volta do instrumento tradicional na costa oeste que se propagou para todo o mundo – e que agora é muito presente numa série de colectâneas com capturas de field recordings / música tradicional. Adiante, história repete-se: disco óptimo, poucas cópias, preços inflacionadíssimos. 2018, novamente no mercado. Uma delícia a que chegámos tarde – e a poucas cópias – em 2016: mas cuja espiritualidade entrou directamente para as colecções pessoais de alguns mais atentos. Garantimos alguns exemplares desta reedição, um disco que encontra um casamento entre os japoneses Geinoh Yamashirogumi e Midori Takada com Steve Reich. Repetição, ascensão e ultrasensorialidade. Elevação através da música e uma delicadeza melódica rara. Duvidam? Há catorze minutos em “Ghosts” que estão prontos para serem ouvidos e mudarem vidas. Beleza.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: Comments Off

Quinta-feira, 21 Março, 2019

THE CARETAKER Everywhere At The End Of Time: Stage 6 2LP

€ 32,95 2LP History Always Favours The Winners

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM:
Everywhere At The End Of Time: Stage 6

O que se faz quando se chega ao fim? Leyland Kirby, a propósito do anúncio do “Stage 6” de “Everywhere At The End Of Time” disse que não havia qualquer glória pessoal ou satisfação quando se chega ao fim das coisas. Olhar para o dia seguinte? O projecto seguinte? É uma opção. Se não existe glória no fim, existe no processo? Vamos assumir que sim. Foi algo que escrevemos praticamente desde o início, quando começámos a ouvir “Everywhere At The End Of Time”. Seis horas e meia de som que explora a forma a demência/memória se perde. É um ensaio de som, por assim dizer, agora que se chega ao fim entende-se que o projecto é também um caminho para descobrir o que fazer com a nostalgia e uma forma de debater o lugar da música presente em confronto com o passado. Mas ao longo do trajecto, Caretaker nunca esqueceu o lugar do ouvinte no meio disto tudo e tornou cada estágio num processo acessível, de fácil assimilação e que tornava a curiosidade, do antes e do depois, numa possibilidade. Se começámos no “haunted ballroom”, acabamos com uma definição de novo “ambient”. É a música que fica quando tudo se perde: é a lição que Caretaker nos quer deixar. É, também, a recompensa de quem fez estas horas todas com ele, que ouviu e reouviu os processos, decorou os sons para detectar as falhas na memória nos estágios seguintes. O fim é uma razão para celebrarmos Caretaker e uma das obras mais importantes destas década.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 21 Março, 2019

THE CARETAKER Everywhere At The End Of Time: Stages 4-6 4CD

€ 30,95 4CD History Always Favours The Winners


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Março, 2019

DAPHNE ORAM Oramics 4LP

€ 45,50 4LP (2019 reissue) Young Americans

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Daphne Oram foi um dos membros fundadores da BBC Radiophonic Workshop, um departamento que muitos conhecemos pelo seu trabalho em algumas bandas sonoras da BBC durante os anos 70. Esse departamento existiu muito pela responsabilidade de Oram, que desde finais dos anos 50 passou muitas horas extraordinárias a trabalhar em volta da construção de um som muito característico, nalguns pontos pioneiro, e um dos pilares da electrónica desde então. Daphne costuma também ser referenciada como a primeira mulher a desenvolver um instrumento musical electrónico, entre muitos dos feitos históricos que realizou ao longo da sua vida. Quando morreu em 2003 deixou um extenso arquivo de mais de 400 fitas que têm vindo a ser catalogadas desde então. “Oramics” é a reedição em vinil (pela primeira vez) de um disco que saiu há quatro anos em CD. 44 faixas que são para colecção. É visível, hoje, o trabalho pioneiro que Oram desenvolveu e ouvir “Oramics” de seguida é uma experiência única, bastante diferente até do que o que conhecemos da BBC Radiophonic Workshop, onde se sentia que era um trabalho pensado para um fim, enquanto a abordagem de Oram é um investimento expansivo daquilo que ela conhecia e do que queria obter dos equipamentos com que trabalhava. É  um trabalho único, sem paralelo na história, e que é absolutamente fascinante ter sido feito há tanto tempo.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Março, 2019

JUNG AN TAGEN Agent Im Objekt LP

€ 17,50 LP Editions Mego

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Apesar de uma carreira curta, Jung An Tagen tem andado nas bocas do mundo da electrónica, pela exploração absolutamente simbiótica entre a música electrónica e a da dança. Os padrões dos seus sons parecem uma coordenação exemplar de sons produzidos por máquinas do século XXI. Se no seu anterior álbum na Mego, “Das Fest Der Reichen” (2016), já apontava as intenções de explorar o universo de Ryoji Ikeda numa linguagem actual (e isso também se sente nos seus outros álbuns), em “Agent Im Objekt” leva essa intenção mais além e processa sons que mais parecem uma exploração de dados lançados de um computador de uma forma absolutamente explosiva e cerebral. No fundo, é neste disco que conquista o seu domínio, abandona todas as referências. É música estimulante, que cria imagens à medida que se ouve, e que facilmente lança coordenadas sobre como transformar este género de electrónica em dança para o futuro. Mas coloca-lo só aí é injusto, “Agent Im Objekt” é um disco que transcende os headphones e a pista de dança, a sua versatilidade na construção de ritmos enquanto cria e controla o caos é simbólica no desejo de Jung An Tagen se afirmar como um dos músicos mais criativos da cena electrónica desta década. E não só é um dos novos, como o seu currículo já lhe começa a dar calo suficiente para ser levado muito a sério. “Agent Im Objekt” é um universo de cores, de imagens que não se vêem mas que se sentem, que se constroem a partir dos ouvidos, como nunca ouvimos ou vimos. É absurda a forma orgânica como constrói os seus sons, como teoriza o caos à medida que os sons surgem e como constrói uma narrativa absolutamente clara ao longo do disco. Raramente somos tão estimulados por um disco. “Agent Im Objekt” vai marcar 2018. E o futuro. Visionário, da melhor ficção científica sonora do presente e lindíssimo. Magnífico, sim.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Março, 2019

MATMOS Plastic Anniversary CD / LP

€ 14,95 CD Thrill Jockey

€ 21,50 LP Thrill Jockey

Nova entrada conceptual no léxico da música moderna, com Matmos a reduzirem de novo a fonte sonora a um elemento: plástico. Todos os sons no álbum dele derivam e torna-se desnecessário reforçarmos a ideia da pertinência do assunto. Não apenas samples de sons produzidos com plástico mas também o uso de instrumentos de plástico, em “Plastic Anniversary”, e o resultado é quase sempre a estranha sensibilidade pop de Matmos. Implantes mamários, caixotes de lixo, flautas, tubos e múltiplos outros objectos juntaram-se à efeméride do 25º aniversário de Matmos como casal (Drew e Martin). Celebração pop com interesse pelo mundo: na contracapa, a fotografia de Chris Jordan revela o conteúdo (plástico) encontrado no estômago de um albatroz, algures no Oceano Pacífico. Tão longe, tão perto. Regressamos à edição de som, entre cartoon e barroco, citando-se a si próprios e aumentando o património de sampling conceptual junto com Matthew Herbert.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 11 Março, 2019

ALVIN CURRAN Canti Iluminati LP

€ 22,50 LP (2019 reissue) Blume


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Março, 2019

LEE GAMBLE In A Paraventral Scale MLP

€ 11,50 MLP Hyperdub

Salto de “Mnestic Pressure” em 2017 para “Paraventral Scale” na actualidade. Gamble continua a mapear o mundo moderno, entre a classe de música contemporânea / académica e a herança jungle que a Inglaterra não consegue esquecer. Nesse sentido, “Moscow” puxa o passado, enquanto “In The Wreck Room” empurra o futuro, apesar da referência bem alta aos anos de drill & bass supervisionados, de alguma forma, por Aphex Twin e Squarepusher. “Many Gods, Many Angels” pode aproximar Gamble das salas de concertos, mas “Chant” coloca-o em simulação de laboratório onde se adivinha alguma clássica actividade da editora Mego por volta do ano 2000. Glitch romântico.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

STEVEN STAPLETON / DAVID TIBET The Threat Of Memory 5CD BOX

€ 29,95 5CD BOX United Dirter

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Em vez de tentarmos descrever a música aqui contida, uma palavra: essencial. Mesmo para quem conhece no escuro as discografias de Current 93 e Nurse With Wound, “The Threat Of Memory” revela tantas pérolas que o brilho ofusca. Música regida pelo seu próprio Cosmos, definida como experimental e com uma área de acção tão vasta que, sem nos perdermos, abandonamo-nos à sorte. Quatro CDs correspondem aos álbuns “The Sadness Of Things”, “Musical Pumpkin Cottage”, “Musicalischer Kürbs=Hütte” e “Octopus”, todos editados na década de 90 como resultado da colaboração criativa entre David Tibet, Steven Stapleton e músicos seleccionados. O quinto CD disponibiliza inéditos e versões alternativas (não ignorem a incrível “Bubblehead/Dreambreath”), prolongando um percurso épico paralelo às carreiras habituais dos dois músicos, já de si enormemente preenchidas. Material singular, menos dadaísta que as produções de NWW, mais avant do que a música de C93 durante a mesma década. Estamos no chão, em êxtase.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »