Quarta-feira, 8 Maio, 2019

V/A Touch Ringtones CD

€ 9,95 CD Touch (Tone 14)

Exemplares originais da edição inglesa de 2002 / Original 2002 UK release. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR ÁLBUM COMPLETO / LISTEN TO FULL ALBUM:
Touch Ringtones

99 miniaturas gravadas por / cortadas a partir do som de ilustres como Oren Ambarchi, Chris Watson, Evan Parker, People Like Us, Simon Fisher Turner, Carsten Nicolai, Bruce Gilbert, Mika Vainio e dezenas de outros. certa infância, ainda, no uso de telemóveis, em 2002, e um caso de tecnologia a influenciar outra tecnologia. Proposta de marcar diferença em relação ao rebanho e aos toques-padrão das marcas / operadoras, com algo que ninguém mais vai reconhecer. Blips, spoken word, field recordings, noise, ambiente, desconstrução sónica, muitas maneiras de criar um som distinto, curto (alguns estão em loop), por vezes em busca da irritação ou, simplesmente, de exercer um sentido de humor particular, Exemplares novos, alguns selados, em digipak standard da Touch.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Abril, 2019

ROBERT ASHLEY Private Parts LP

€ 25,95 LP (2019 reissue) Lovely Music

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2

Numa década onde a proliferação de reedições permitiu uma espécie de reentrada de música nova nos ouvidos, que criou e facilitou tendências, mostrou os equívocos entre o passado, presente e o futuro, é particularmente incómodo – no melhor dos sentidos – notar que a música de Robert Ashley ainda causa perplexidade. A voz, a clarividência das acções para que a voz remete, concretizam a maior e mais bela inocência que a música pode perpetuar. Originalmente composto em 1977, no Mills College, “Private Parts” – que não estava disponível em vinil desde a sua edição original, em 1978 – é um portal de muitas camadas, conduzido pelas narrativas palpáveis de Robert Ashley, enquanto uma composição consciente, quase imperceptível, por vezes, se ouve ao fundo, formando um cenário para todas as acções da voz de Ashley. Importa menos o que Ashley diz, importa o que se capta, as sensações, as ferramentas para entrar num mundo abstracto e carregar com ele às costas. A música de Robert Ashley é uma constante chamada de atenção, uma visão muito cromática de um mundo que ainda hoje vivemos: e é o mundo de hoje, o presente, que se adapta à música de Ashley e não o contrário. O ouvinte sai de um qualquer lugar para viver estas “óperas” que são portais para todas as realidades. Essa capacidade de ser o que se quiser é uma das maiores virtudes de Robert Ashley: meditação, disrupção, reflexão, new age ou o som de uma vida. Poucas obras têm o dom de transformar tudo o que se sente depois de serem ouvidas, a discografia de Robert Ashley é um estado de felicidade que se leva para qualquer lado. Fica-se mais iluminado, feliz, rico. “Private Parts” é um dos maiores portais para um outro estado de consciência, livre do tempo, das pressões do presente, do passado e do futuro. Não é por conveniência que “Private Parts” é um disco obrigatório. É porque a vida é muito melhor com um álbum assim.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Março, 2019

ASUNA & JAN JELINEK Signals Bulletin LP

€ 18,50 LP Faitiche

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Os desenhos que adornam a capa são desperdícios que não o são, rabiscos feitos enquanto se conversa ao vivo ou se fala ao telefone ou se testa a tinta numa esferográfica. A porta privilegiada para o inconsciente revela uma certa preocupação documental neste artista japonês que, na área do som, manipula teclados de forma intuitiva mas muito preparada, criando e alterando drones frequentemente com recurso a fita adesiva para prender as teclas que entende. Jan Jelinek junta alguns loops modulares e, a partir de sessões entre 2014 e 2017, escutamos um álbum encantatório, etéreo como os mais íntimos trabalhos de Jelinek, de certa forma suspenso no tempo e no espaço, acompanhando e até criando a possibilidade de estados semi-alterados, como na desfocagem sónica em “Fountain”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Março, 2019

DAPHNE ORAM Oramics 4LP

€ 45,50 4LP (2019 reissue) Young Americans

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Daphne Oram foi um dos membros fundadores da BBC Radiophonic Workshop, um departamento que muitos conhecemos pelo seu trabalho em algumas bandas sonoras da BBC durante os anos 70. Esse departamento existiu muito pela responsabilidade de Oram, que desde finais dos anos 50 passou muitas horas extraordinárias a trabalhar em volta da construção de um som muito característico, nalguns pontos pioneiro, e um dos pilares da electrónica desde então. Daphne costuma também ser referenciada como a primeira mulher a desenvolver um instrumento musical electrónico, entre muitos dos feitos históricos que realizou ao longo da sua vida. Quando morreu em 2003 deixou um extenso arquivo de mais de 400 fitas que têm vindo a ser catalogadas desde então. “Oramics” é a reedição em vinil (pela primeira vez) de um disco que saiu há quatro anos em CD. 44 faixas que são para colecção. É visível, hoje, o trabalho pioneiro que Oram desenvolveu e ouvir “Oramics” de seguida é uma experiência única, bastante diferente até do que o que conhecemos da BBC Radiophonic Workshop, onde se sentia que era um trabalho pensado para um fim, enquanto a abordagem de Oram é um investimento expansivo daquilo que ela conhecia e do que queria obter dos equipamentos com que trabalhava. É  um trabalho único, sem paralelo na história, e que é absolutamente fascinante ter sido feito há tanto tempo.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 11 Março, 2019

ALVIN CURRAN Canti Iluminati LP

€ 22,50 LP (2019 reissue) Blume


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

STEVEN STAPLETON / DAVID TIBET The Threat Of Memory 5CD BOX

€ 29,95 5CD BOX United Dirter

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Em vez de tentarmos descrever a música aqui contida, uma palavra: essencial. Mesmo para quem conhece no escuro as discografias de Current 93 e Nurse With Wound, “The Threat Of Memory” revela tantas pérolas que o brilho ofusca. Música regida pelo seu próprio Cosmos, definida como experimental e com uma área de acção tão vasta que, sem nos perdermos, abandonamo-nos à sorte. Quatro CDs correspondem aos álbuns “The Sadness Of Things”, “Musical Pumpkin Cottage”, “Musicalischer Kürbs=Hütte” e “Octopus”, todos editados na década de 90 como resultado da colaboração criativa entre David Tibet, Steven Stapleton e músicos seleccionados. O quinto CD disponibiliza inéditos e versões alternativas (não ignorem a incrível “Bubblehead/Dreambreath”), prolongando um percurso épico paralelo às carreiras habituais dos dois músicos, já de si enormemente preenchidas. Material singular, menos dadaísta que as produções de NWW, mais avant do que a música de C93 durante a mesma década. Estamos no chão, em êxtase.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

BLACK BOMBAIM w/ Jonathan Saldanha, Luís Fernandes & Pedro Augusto 2LP

€ 19,95 2LP Lovers & Lollypops

A ideia da zona de conforto continua a parecer algo inventado para substituir expressões como “arrisca, não sejas um totó”. Em finais de 2017 os Black Bombaim decidiram sair dela. É precisamente aqui que a coisa fica delicada, porque os Black Bombaim nunca tiveram uma, a sua música é uma constante batalha com as fronteiras do rock e a cópula do rock com outros géneros. Mais do que sair constantemente da tal zona de conforto, revela sim uma não conformidade e um estatuto de absoluta-constante revolução. É assim que chegamos a este disco em conjunto com Pedro Augusto, Jonathan Saldanha e Luís Fernandes. Os Black Bombaim convidaram três músicos/produtores para participarem nas suas músicas para saírem, então, da tal zona. Mas se ela não existe, não se pode sair dela. O que acontece? Acontece que a música dos Black Bombaim expande, testa os limites da sua criação e impõe-se a coabitar noutros espaços. Mais importante, sente-se com uma imaturidade relevante, a crescer para o sítio certo e a estimular o pico criativo potenciado pela colaboração com músicos. É rock multidimensional, techno à procura do quarto mundo, ambient em disfunção com as suas próprias regras. Andámos anos a chamar pós-rock às coisas erradas.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2019

CZN The Golden Path LP

€ 16,50 LP Lovers & Lollypops

Um disco a solo soltou uma espécie de fera criativa em João Pais Filipe. Não, não nos estamos a esquecer do seu trabalho com os HHY & The Macumbas e todo um passado, mas por conveniência cronológica ou pelo facto da distância física entre Lisboa e Porto – pouca mas suficiente para nunca o termos visto ao vivo, a solo, até dado momento – nunca tínhamos separado a sua percussão do resto. Um álbum homónimo, no ano passado, serviu para ficarmos banzados com a sua criatividade, destreza e ambição proto-techno analógica. “The Golden Path” é o primeiro projecto dos CZN, que junta João Pais Filipe e Valentina Magaletti, ambos percussionistas, ambos compositores, e podemos dizer que ambos escultores de sons que arrasam com o movimento da terra e que fulminam no encontro esse movimento e a sua ressonância. Na capa uma mão levanta uma colher e enquanto se ouve o disco, olha-se para a colher e pensa-se em todo o seu poder percussivo, em como o beat, o ritmo, o drone acontece com as mais pequenas coisas. A música de “The Golden Path” não acontece por causa de uma colher, mas a forma como evolui e expande é tão natural e vívida que se pensa em como isto tudo é tão orgânico, e só está à espera de acontecer. Essa fluência é um encontrar da razão na música de João Pais Filipe – que aqui não está a solo, mas agora não o conseguimos deixar de ouvir, a ele e as suas ideias – e uma forma de dizer que a sua música está viva.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2019

PAUL DEMARINIS Songs Without Throats 2LP

€ 29,50 2LP Black Truffle

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Colecção de música dispersa gravada entre 1978 e 1995, misturada na mesma vanguarda que incluia Robert Ashley, David Behrman ou David Tudor. Na verdade, as faixas que escutamos, com base forte no processamento digital da voz, aproximam-se mais de Bruce Haack e das suas narrativas sintetizadas meio-ficção científica meio-ciência real (no sentido de testes de equipamento sui generis). “Songs Without Throats” frequenta mundos mecânicos pouco usuais e, divergindo de Haack, as suas canções não aspiram a ser pop com mensagem, antes representar outros níveis de possibilidade na convivência musical com a tecnologia digital. Nunca difícil, mas sempre estranho, o duplo álbum brilha mais intensamente quando o ênfase está na fonética ou na sua simulação (“Et Tu, Klaatu” e “Kokole”, por exemplo). E Felix Kubin retiraria qualquer coisa de “Eenie Meenie Chillie Beenie”, para deixarmos apenas um título.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 18 Fevereiro, 2019

MARCO FRANCO Mudra LP

€ 16,50 LP Revolve


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 11 Fevereiro, 2019

THE STRANGER Bleaklow 2LP

€ 25,50 2LP (2014 remastered reissue) History Always Favours The Winners

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Editado originalmente em 2008, numa fase de transição na carreira de Leyland Kirby, “Bleaklow” é um dos seus mais enigmáticos discos. Até para quem ouviu a entrada mais recente no universo de The Stranger (“Watching Dead Empires In Decay”), este disco que conhece agora a sua primeira edição em vinil é um de drones ofegantes e violentíssimos, sem os cenários idílicos e decadentes de outros universos de Kirby da última década ou sem a costela mais focada no beat como o último disco de The Stranger. “Bleaklow” é, de certa forma, o disco mais alemão da sua carreira, ouvimos muitas influências do universo das reedições da Bureau B (principalmente dos discos dos anos 1980) e uma ligação singela à Warp (que de certa forma existiu em parte da sua carreira, nem que fosse em modo guerrilha). Há um lado kosmische algo Vangelis neste disco, com o factor surpresa no virar de cada página. Apesar do tom negro, cada tema difere do anterior vertiginosamente. É feito de uma inconsistência invulgar em Kirby, mas que funciona no som algo disfuncional e desconfortável que aqui apresenta. É menos imediato que muitos dos seus discos, quase como se não tivesse uma história para contar e tivéssemos nós que descobrir a sua história, mas é um dos que melhor gratifica o ouvinte. Vale a pena deixarmo-nos levar por esta pérola.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 4 Fevereiro, 2019

ELI KESZLER Stadium CD / 2LP

€ 13,50 CD Shelter Press

€ 25,50 2LP Shelter Press

No passado Eli Keszler já impressionou com as suas experimentações com jazz, sobretudo com os seus dois álbuns na Pan, “Cold Pin” e “Catching Net”, já se aventurou com Joe McPhee na italo-portuguesa 8mm records, com “Ithaca”. “Stadium” convence pela simulação de algo diferente. Soa a jazz programado com laivos de electrónica impressionista, ao fim de algumas audições fica um álbum simulado de dissimulações, com uma costela “easy” e uma profundidade sónica inatacável. Se há um problema em “Stadium” é ser fácil. Gosta-se de imediato, entra e escorre com facilidade. E, vá, para considerar isto um defeito é preciso ser muito picuinhas. Ou chato. Ou simplesmente querer ser difícil por ser, porque há algo de mágico neste know-how de saber criar ambiente que parece música horizontal, frontal, quando na verdade é algo na diagonal, preciso mas complicado de precisar, abstracto nos lugares entre as suas formas redondas. Miles David vem à memória, num dos seus picos criativos, mas não há Miles aqui. Keszler faz-se rodear de Daniel Lopatin e Laurel Halo para colmatar isso e na busca por qualquer coisa perfeita, redonda, consegue virtualizar a sensualidade de “In A Silent Way” com o quarto mundo de Jon Hassell. “Stadium” é um disco de muitas portas, sempre a abrirem-se, que nunca se fecham, com caminhos para várias dimensões, outros mundos. É um álbum que quer ser nosso amigo, uma pessoa fácil, acessível, razoável à primeira vista, que continua a ser assim à segunda, terceira, quarta, quinta visita. E, por isso, melhor. É amor, é.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Janeiro, 2019

ELLEN FULLMAN & OKKYUNG LEE The Air Around Her

€ 13,50 CD 1703 Skivbolaget

€ 17,95 LP 1703 Skivbolaget

Numa viagem, viaja-se. Os universos de Ellen Fullman e Okkyung Lee já são cativantes a solo, juntos concebem música ágil, num constante jogo de sombras. Há uma luta? Ellen Fullman espalha o seu instrumento de cordas, de 26 metros de extensão, ao longo do Kronobageriet em Estocolmo; Okkyung Lee oferece uma espécie de lado negro a tudo o que acontece, uma oposição que procura o confronto e nesse confronto, uma harmonia. Gravado ao vivo na primeira edição do Festival For Other Music (organizado por John Chantler, outrora programador do Cafe Oto, também responsável pela editora deste “The Air Around Her”), Fullman e Lee criam música de interior, com a realeza da acústica e o êxtase que o espaço – e a procura do som no espaço – proporcionam. É música que solta, é gigante. Ser editada é um luxo, um privilégio. É bom voar assim, no ar, ao lado de Fullman e Lee, sem ruído e atrito.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 22 Dezembro, 2018

V/A Unearthing The Music – Notes From The Underground (Experimental Sounds Behind The Iron Curtain) 2LP

€ 31,50 2LP Iron Curtain Radio


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 17 Dezembro, 2018

OREN AMBARCHI, JIM O’ROURKE & U-ZHAAN Hence LP

€ 21,95 LP Editions Mego

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2

As tonalidades suaves nos quase 40 minutos encantatórios deste álbum puxam-nos rápida mas gentilmente para dentro de uma teia de harmonias de qualidade meditativa. Ambarchi, O’Rourke e U-Zhaan combinam guitarra, sintetizador e tabla e, em momentos, esquecem-se as partes para acedermos a um glorioso todo, sempre cambiante, ensinador, a mostrar o prazer no percurso, no movimento, na dinâmica sónica e, por consequência, das próprias emoções. “Hence One” mais sugestivo de uma prece monumental a poderes superiores, “Hence Two” mais enredado em contemplação devocional. Álbum muito íntimo, entre nós e os nossos pensamentos, nem sequer procurando fixar em imagem o que terá acontecido no encontro entre os três músicos mas sim o que está a acontecer nos nossos recantos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Novembro, 2018

VON CALHAU! “Batcabelo” CASSETE

€ 5,95 CASSETE C16 (Edição limitada a 75) Porta

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2

Gravado ao vivo a 9 de Dezembro de 2017 no Passos Manuel, Porto. Dois excertos retirados da performance em que Marta Von Calhau faz headbanging com o cabelo a atingir um tambor: “Batcabelo”. Duração total de 16 minutos em dois lados. Drone, pulsação analógica, cabelo, tambor, electricidade, zona industrial, zumbido e pressão é tudo o que precisam de saber. Ali antes do final chamam a polícia. Como sempre (achamos), óptimo.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 12 Outubro, 2018

MASSIMO TONIUTTI Il Museo Selvatico 2LP

€ 23,95 2LP (2018 reissue) Black Truffle

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

“Il Museo Selvatico” representa Massimo Toniutti numa fase já relativamente adiantada da sua carreira (1991). Envolvido com a chamada “sound art” (mais até do que o seu irmão Giancarlo Toniutti, conotado sobretudo com a cena industrial), e como tantos outros nesse meio, Massimo participou activamente no circuito de cassetes durante a década de 80. O que essa rede permitia era a possibilidade de evolução para artistas que, de outra forma, não editariam e raramente ou nunca se veriam reflectidos num trabalho editado, podendo avaliar-se a si próprios a partir de fora. Este LP foi expandido para duplo, nesta reedição da Black Truffle (editora de Oren Ambarchi), e a qualidade do material mostra Toniutti em pleno domínio de uma linguagem híbrida, parte industrial, parte field recordings, experiências com técnicas de música concreta, mantras de drone, tudo numa espécie de sonorização informal para “Stalker”, se quisermos puxar imagens para aqui. Exploração avançada e fascinante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 27 Setembro, 2018

BERNARD PARMEGIANI Les Soleils De L’île De Pâques | La Brûlure De Mille Soleils CD / 2LP

€ 12,50 CD WRWTFWW

€ 31,95 2LP WRWTFWW

Duas bandas sonoras para filmes, respectivamente, de 1965 e 1972, ambos realizados por Pierre Kast, ambos respeitados como culto no submundo cinéfilo mais ligado a experiências surreais e encantatórias. “Les Soleils…” começa com manipulação do que parece ser o som de didgeridoo e prossegue, nas 27 minúsculas partes, com um pulsar tecnológico frenético, mais à frente quebrado por drone espacial que sugere vácuo e desolação. Em plena tradição de discos de library, os tipos de ambiente sucedem-se em faixas consecutivas. Prosseguindo o caminho, ouvimos o som de cordas como num instrumento que associamos ao Oriente, e a obra termina em tons ameaçadores, descragas electrónicas de drama e preocupação, provavelmente reflectindo a evolução narrativa do próprio filme. “La Brulure..:” soa mais alienígena, solto e abstracto, também mais próximo da música concreta, intensa mesmo quando é pausada. Em certo momento, o disco começa a dividir o tempo entre a extrema exploração sintética e ambientes plácidos com cordas e flauta. No final, a habitual tensão opressiva é aberta pelo que soa como um excerto de ópera, confundindo as expectativas. Tudo o que não entendemos estará certamente nas extensas notas que acompanham esta edição.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 21 Setembro, 2018

FILIPE FELIZARDO Volume VI: The Sun Rises In Your Tummy And Other Christmas Illuminations LP

€ 15,50 LP Three:Four Records


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 12 Setembro, 2018

THE NECKS Body CD

€ 14,50 CD ReR Megacorp

Uma das bandas que mais estimamos ao longo da nossa existência, com um historial de trinta anos e vinte álbuns gravados até hoje. A estima acontece com uma garantia: nunca, mas nunca, tivemos receio de um álbum dos The Necks. O anterior “Unfold”, na Ideologic Organ, foi um dos discos que mais ouvimos nos últimos anos e foi um sucesso de vendas por todo o lado. Serviu para – estas coisas ainda acontecem após trinta anos – muita gente conhecer os Necks, perceber que na música deles não há fronteiras, em que o jazz facilmente se transforma em rock / pós-rock ou em electrónica única que desloca barreiras para criar uma sonoridade única. Mas também acontece o contrário: por vezes tudo conflui para a sua direcção peculiar no jazz. “Body” é um álbum que capta esse lado mágico dos The Necks com uma naturalidade aterrorizante. Tema única de quase uma hora, peça que começa no space jazz e viagem para uma potente e virtuosa orquestração rock onde a percussão galopa ao som da dinâmica das guitarras. Sempre com um olho na repetição, na música cósmica via lições dos Neu! e o lado etílico de Sun Ra. Uma brisa rock, jazz, composição. De música. Tem corpo? “Body” é o corpo.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »