Sexta-feira, 8 Março, 2019

NAZAR Enclave MLP

€ 11,95 MLP Hyperdub


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Março, 2019

LEE GAMBLE In A Paraventral Scale MLP

€ 11,50 MLP Hyperdub

Salto de “Mnestic Pressure” em 2017 para “Paraventral Scale” na actualidade. Gamble continua a mapear o mundo moderno, entre a classe de música contemporânea / académica e a herança jungle que a Inglaterra não consegue esquecer. Nesse sentido, “Moscow” puxa o passado, enquanto “In The Wreck Room” empurra o futuro, apesar da referência bem alta aos anos de drill & bass supervisionados, de alguma forma, por Aphex Twin e Squarepusher. “Many Gods, Many Angels” pode aproximar Gamble das salas de concertos, mas “Chant” coloca-o em simulação de laboratório onde se adivinha alguma clássica actividade da editora Mego por volta do ano 2000. Glitch romântico.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2019

ANGEL-HO Death Becomes Her CD / LP

€ 11,95 CD Hyperdub

€ 16,95 LP Hyperdub

Com a explosão de música das margens e de todo o mundo – em todo o sentido – assiste-se cada vez mais a um caos brutalista na electrónica. O disco de estreia de Angel Ho, “Death Becomes Her”, é um portento figurativo, música brutal e desfigurada ao encontro de uma razão para existir através de música fraccionada, abstracta e constantemente reconstituída com ritmos virais. Já nos habitámos a ouvir música que morre e renasce constantemente, o que é capital no trabalho de Angel Ho – e de muitos artistas que nos últimos 5 anos seguem nesta direcção – é o modo fulminante com que o faz, desprezando o tempo e a urgência que existia na música do passado: agora é tudo urgente, a urgência deixou de ser uma questão, um costume. “Death Becomes Her” é tragédia de fórmulas obliquas, em constante transformação e sem nunca ajoelhar. Abram alas. Isto é arte bruta do século XXI.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 8 Novembro, 2018

DOON KANDA Luna EP 12″

€ 9,95 12″ Hyperdub

O rosto deformado a lembrar Zelda (“Terrahawks”), a celebração do Estranho, são marcas autorais de Jesse Kanda, artista visual / plástico conhecido, por exemplo, por modelos e animações para Arca e FKA Twigs. Atirar quem ouve para um local desconfortável, logo pela imagem na capa, faz parte do programa de tristeza chic novo-milenar, à qual a música no EP acaba por corresponder. Toda a proficiência das batidas além-dubstep é aplicada com romance e um sentido também muito contemporâneo do épico, exacerbado. Tudo parece vivido num mundo repleto de colunas de fumo tóxicas, desolação na paisagem e, ponto-chave, uma esperança a procurar florir entre o cinzento. Se exageramos na visualização é porque a música não poupa em adereços de melancolia. “Luna”, a faixa-título, convoca Aphex Twin que não escutávamos talvez desde momentos na série “Analord” ou nos seus álbuns mid-90s: aqueles interregnos entre a pressão rítmica. “Luna”, o disco, recorda esses tempos de IDM melódica (tantos nomes que poderíamos aqui citar) e aplica essa atmosfera a uma nova versão de ser humano sensível.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 15 Outubro, 2018

OKZHARP & MANTHE RIBANE Closer Apart CD / 2LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 17,50 2LP Hyperdub

Som urbano, na ponta de dubstep, já muito residual, e em plena era trap, com o que é descrito pela imprensa como cruzamento entre sons britânicos e da África do Sul (Manthe Ribane é sul africana). “Closer Apart” é um disco pop informado pela evolução do termo “urban” aplicado a música. É também um disco sério, no sentido em que não espalha alegria, repleto de autotune (como a modernidade quase impõe), reclama, ainda que tangencialmente, a sua parte no universo de mumbling rap que tem dividido comunidades; melancólico, sentimental até, por via de arranjos ambientais como em “Time Machine”. Muito longe da natureza representada na capa, é um álbum enclausurado num presente tenso em que se imagina um futuro igualmente tenso. Soa desapaixonado, se acreditarmos no tom de voz geral de Ribane, e isso é um dos factores que torna “Closer Apart” um disco especial e, de certa forma, desconcertante. Sofisticado, cromado mais do que plástico, cheio de reflexos de si próprio e de outros mas, apesar disso, com duas personalidades (Okzharp é a outra personalidade, ele fazia parte de LV, também na Hyperdub) a mandarem a dica de que sabem perfeitamente onde estão e para onde seguem.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 15 Outubro, 2018

V/A Diggin In The Carts: A Collection Of Pioneering Japanese Video Game Music CD / 2LP

€ 14,50 CD Hyperdub

€ 32,95 2LP Hyperdub

Atitude ousada e justificada num momento em que se começa a dar atenção à música electrónica produzida para animação e videojogos japoneses ao longo das décadas de 1980 e 1990. São criações distintas, contudo, a abertura de uma tem permitido que o universo da música criada para videojogos ganhe algum respeito, aceitação e se perceba a sua influência na música electrónica de artistas que surgiram na última década: muitos cresceram com estes sons nos ouvidos. “Diggin’ In The Carts” puxa logo pela referência aos cartuchos de videojogos e as especificidades dos seus sons próprios e exequíveis nas placas de som das consolas e das arcadas. As limitações deram caminho à criatividade e a partir de uma série de documentários produzidos pela Red Bull Music Academy, com o mesmo título desta compilação, Nick Dwyer e Kode9 resolveram explorar um universo e fazê-lo sair de um nicho. Os temas curtos e directos de “Diggin’ In The Carts” são um exercício de nostalgia para quem jogou alguns destes videojogos, para os que desconhecem é um mundo admirável de acção, tensão e sons com um ritmo muito próprio e um beat que cria uma narrativa imediata: é fácil perceber, imediatamente, os sons de níveis de boss ou de momentos mais genéricos de um videojogo. Contam uma história breve e na sua presumível simplicidade – audições prolongadas e mais atentas maximizarão a experiência deste tipo de composição – revelam um mundo que esteve sempre à mão de semear mas que só nos últimos anos está a ter a devida atenção. A história da música electrónica também se faz por aqui. E sem esta cultura e o rasgo de génio de quem conseguiu criar estas pequenas maravilhas dentro das limitações de um cartucho não teríamos alguma da electrónica que ouvimos hoje.

“By layering and rearranging a small palette of pure sound waves, game music of the 1980s and early 90s was experimental by sheer necessity, and there was no mixing and mastering, which in the context of that era, meant less commercial airbrushing. (…) The compilation’s laser-guided focus on sound wave fits it neatly into the Hyperdub catalogue, and many interludes could be beatless Zomby instrumentals, though there’s often a weightless, elliptical feel that’s strinkingly out of step with the baning beats and samples that were soundtracking games in arcades and one home computers like Commodore Amiga in the early 1990s. Still, Hyperdub has made being out of step nto an art form over the last decade or more, and ‘Diggin’ In The Carts’ is the most inventive video game music compilation in living memory.” Derek Walmsley, The Wire #406

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 19 Junho, 2018

PROC FISKAL Insula CD / 2LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 17,50 2LP Hyperdub

Na multiplicidade de samples que compõem a introdução de “Insula” encontra-se o clássico “something wonderful…” de “2001: Odisseia No Espaço”, abrindo a porta à curiosidade. “Insula” não é, como o título indica, uma manobra isolada. Na verdade, procura ligação (desde logo afectiva) com um legado de música electrónica britânica assente na década de 90, todo o período extremamente fértil da IDM lançada pela Warp e outras editoras sintonizadas com um novo mundo pós-dança. Daí para diante, passando pela inevitável speed garage até ao dubstep, Proc Fiskal recolhe dados para elaborar as dezasseis faixas em “Insula” e foca bastante a atenção nos motivos melódicos que chegam assim a 2018 com vibração mais digital mas com a sua alma – aparentemente – intacta. Podemos mesmo encarar “Insula” como um tributo a uma linha musical histórica sem que o álbum corra o risco de ficar negativamente associado a um sentimento nostálgico.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 29 Maio, 2018

DJ TAYE Still Trippin’ CD / 2LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 17,50 2LP Hyperdub

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Muitas milhas percorridas pelo footwork, desde ghetto-tech até colar com trap, “still trippin’”! “2094″ começa o álbum em suprema forma melódica, ondulando pela metrópole. É só o início do incrível caleidoscópio rítmico que ainda puxa drum & bass e compassos de batida super luminosos, cromados, investidos de um brilho futurista simultaneamente meio escuro, como as cores e ambientes nos blockbusters de super-heróis. Esta música cobre uma fantasia de alienação – sempre já testada na cultura de videojogos há muitos anos atrás – enquanto agrega em seu redor um grupo de pessoas que respondem a códigos tecnológicos que se confundem com códigos sociais. “Anotha4# ensaia um avatar de Drake, em meio a arranjos luxuosos e um sentido de groove totalmente autoritário. Música geralmente nervosa, hiperactiva, reflecte o que vemos e sentimos que é, parafraseando Beck, Where It’s At na sociedade actual. Non-stop.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 22 Dezembro, 2017

FATIMA AL QADIRI Shaneera 12″

€ 8,50 12″ Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB110-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB110-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB110-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB110-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB110-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 25 Outubro, 2017

LEE GAMBLE Mnestic Pressure CD / LP

€ 16,50 € 11,50 (-30%) CD Hyperdub

€ 19,50 € 14,95 (-24%) LP Hyperdub

A sensação de déjà-vu raramente é tão boa. Desde o magnífico “Diversions 1994-1996” que Lee Gamble tem criado labirintos de nostalgia em volta da música de dança britânica. O que faz está ligado à complexidade teórica em volta dos seus trabalhos e não voltou a estar tão ligado desde a sua estreia na PAN. Até agora. Este “Mnestic Pressure” é o que “Diversions” era para o jungle/garage aplicado ao universo da Hyperdub. Uma deconstrução violenta e psicadélica de uma electrónica/dança que se enraizou nesses géneros ao longo da última década. Um álbum em constante suspensão, sem a magia do tempo – a nostalgia agravada entre os 1990s e “Diversions” – mas com uma visão precisa de rearranjar os fluxos e a fluência da electrónica actual. “Mnestic Pressure” é um disco de Aphex Twin no seu auge sem a pressão de cumprir: e, por isso, Lee Gamble aqui tem mais liberdade. E no seu melhor é o céu. Parem tudo o que estejam a fazer e oiçam “UE8” em repeat até ao final dos dias. Até faz abanar a terra.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 25 Outubro, 2017

KLEIN Tommy EP MLP

€ 8,50 MLP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB112-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB112-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB112-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB112-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB112-5.mp3]

De James Ferraro a Hype Williams, passando por Lee Gamble, Klein percebeu como criar novos degraus na quebra de linguagens (e géneros) e desenvolver nuvens de som que divagam com um bom travo pelos caminhos do R&B, soul, jazz, electrónica e jungle. Há sempre algo de vertiginoso a acontecer e em “Tommy” sente-se o embrião a despoletar (o seu material anterior ainda era um pouco desajeitado). Estranho, dissonante e anárquico mas com qualquer coisa de saboroso nesta viagem sem caminho.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 25 Outubro, 2017

BURIAL Rodent 10″

€ 9,50 10″ Hyperdub

OUVIR / LISTEN
Rodent
Rodent (Kode9 RMX)


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 14 Julho, 2017

IKONIKA Distractions CD / 2LP

€ 11,95 CD Hyperdub

€ 17,50 2LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDBCD035-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD035-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD035-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD035-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD035-5.mp3]

Ikonika demorou quatro anos para entregar os treze temas de “Distractions”. Quatro anos em que apurou a sua produção musical e, importante para aqui, diversificou-a. “Distractions” é um álbum sem vergonha pela quantidade de estilos que explora (por vezes contrastantes). É uma tarefa arrojada e embora por vezes a distração leve a pensar que se está a ouvir um álbum diferente, ao fim de algumas audições percebe-se a linha narrativa de tudo isto. Cabe muita coisa, grime, dubstep, R&B, hip hop, soul, disco, funk (por vezes disfarça um Dam-Funk) e minimalismo. Há qualquer de iluminado e futurista no modo como aborda isto. É um disco muito Hyperdub e desafia as fronteiras do que podem ser os géneros como alguns discos e artistas da editora mostram tão bem (assim de repente, e fugindo aos óbvios, Dean Blunt & Inga Copeland e Jessy Lanza). Flui bem, tem aquela ponta de futuro que os clássicos da Hyperdub têm (os primeiros de Burial e Kode 9) e tem a vantagem de, no meio disto tudo, não soar a nada que consigamos ouvir em 2017. A diversidade aqui não é distração. É um texto bem montado com uma narrativa com princípio, meio e fim. Ikonika precisa é de ir a muitos lados para a contar: como os grandes discos que desafiam os estilos/géneros.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 6 Julho, 2017

LAUREL HALO Dust CD / LP

€ 11,95 CD Hyperdub

€ 14,95 LP Hyperdub

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Fácil, perdermos o norte em plena escuta. Os avanços e recuos do som, por vezes tortuosos ao ponto da dobragem (imaginem som como plástico suave, temporariamente dobrável para depois voltar à forma original), guiam-nos ao seu modo. “Dust” é um álbum pop mas, se conhecem Laurel Halo, sabem que isso significa um mundo de outras coisas. A sua voz vagueia, sobe e desce, duplica-se, embala e transmite um semblante de tranquilidade no meio da composição bem complicada que acontece em toda a duração. “Moontalk” quase destoa, e se nos faz lembrar Chris & Cosey (curiosamente, “Arschkriecher” também), embora bem distante, é igualmente africano e oriental, algures na nossa sensibilidade. Entre ensaios de música concreta, quedas de graves e claps techno, a música organiza-se aparentemente sozinha. O ouvido segue-a. O desafio é proposto. Dificilmente vão encontrar música electrónica assim em qualquer outro universo feminino ou masculino.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Maio, 2017

BURIAL Subtemple / Beachfires 10″

€ 9,50 10″ Hyperdub

Burial sem batida, duas faixas longas que retiram o ritmo da equação e criam imagens quase prontas a visualizar. Ambiente natural / música concreta (as pancadas e sons mecânicos que se ouvem), um bom desvio da norma sem comprometer a personalidade. Burial em modo profundamente alienante mas também devocional, seguramente o disco em que mais exige que nos desloquemos ao seu encontro. Talvez “genial” seja um exagero, em 2017, mas o apuro estético é inegável e, no devido contexto dizemos, sem reservas: obrigatório.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation



Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 16 Dezembro, 2016

HI EMOTIONS aka DVA Notu Uronlineu CD / 2LP

€ 11,95 CD Hyperdub

€ 14,50 2LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDBCD034-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD034-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD034-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD034-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD034-5.mp3]

“Notu Uronlineu” mantém a Hyperdub na linha divisória entre o lado negro herdado do dubstep e um véu sintético semi-New Age (mais notório em Fatima Al-Qadiri). Este é um álbum muito inventivo de batidas cristalinas, ríspidas também, uma herança de Aphex Twin (algo dele em “Dafuq”) colocada num futuro virtual onde sons, cores e o próprio chão que se pisa parecem não fazer sentido. Esse caos vai sendo organizado por secções, deixando para nós a visão global. Álbum realmente livre de associações muito definidas, soa genuinamente empenhado em descobrir novos recantos na já tremendamente detalhada exploração da música electrónica. Longe de ser um disco de dança,”Notu Uronlineu” promove movimentos bruscos, viragens de 90 graus, zero curvas mas várias superfícies planas. “Shutdowncentral 2.1″, por exemplo, soa como library dos anos 80-90 passada por osciladores e ancorada em ritmos electrónicos tocados à mão. Dissemos que não fazia sentido!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 15 Dezembro, 2016

BURIAL Young Death / Nightmarket 12″

€ 8,95 12″ Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB100-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB100-2.mp3]

Menos de 15 minutos de Burial mas, 3 anos depois de “Rival Dealer”, aceitar-se-iam meros 5 minutos de vislumbre deste mundo escuro, permanentemente submerso em estática (facilmente confundida com chuva) e com um enorme potencial de redenção e de luz à espreita. Quando a voz diz “I will always be there for you” não é muito importante que o tom geral seja sombrio, interessa sim o que se adivinha. Os resquícios de UK Garage são muito difusos, o calor não é destinado à pista de dança mas ao íntimo, e de “Young Death” para “Nightmarket” sente-se essa distância em relação aos clubes, embora a sugestão de estarmos mesmo ao lado seja forte. Passear numa cidade, à chuva, de noite, ouvir os sons do ambiente e confiar que os nossos passos sigam na direcção certa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Setembro, 2016

ZOMBY Ultra CD / 2LP

€ 14,95 CD Hyperdub

€ 24,95 2LP Hyperdub

Grime? Pós-grime? Logo na abertura há sons de armas a serem preparadas para disparar, há disparos e toda a carga de peso associada a desconforto social num futuro em que tudo correu mal para a espécie. A música progride com lentidão, trabalho muito cristalino de synths a assegurar que tudo soa mesmo bastante artificial e preocupante (“Ultra”). As memórias rave parecem muito distantes, talvez uma ideia só realmente comunicada em “Glass” e, um pouco (os breaks não enganam), na faixa partilhada com Rezzett (“S.D.Y.F.”). Tudo pacífico no degelo literalmente intitulado “Thaw”, última faixa na qual se sentem apenas os resíduos da experiência que acabámos de ter ao escutar todo o álbum. Como se aí a impressão física do abanão que sofremos se desvanecesse lentamente do corpo. A propósito, marcas vincadas na capa brilhante do CD e do LP, com toda a informação gravada em baixo-relevo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 8 Agosto, 2016

ZOMBY X BURIAL Sweetz 10″

€ 8,95 10″ (one-sided) Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB103-1.mp3]

7 minutos de Burial são sempre aguardados com expectativa elevada. Aqui contribui para o que será, proximamente, o novo álbum de Zomby, apresentado por este single limitado e adequadamente contido num lado apenas de vinil. O habitual trânsito melancólico nas faixas de Burial é comprometido por uma intervenção bem mais aguerrida e iconoclasta, talvez cortesia de Zomby. A escuridão e chuva características da corrente mais sombria do dubstep servem como base para um cenário de devastação bem explorado por ambos os produtores, algo que talvez não ofereça uma esperança muito brilhante no futuro mas que coloca em perspectiva a tendência naturalmente efusiva da música de dança. Presença constante de um fumo negro disruptor da segurança, uma boa imagem, em 2016, da realidade que Kode9 e Spaceape procuraram representar em “Memories Of The Future”. Música de combate, desconforto, estilo subterrâneo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 1 Junho, 2016

JESSY LANZA Oh No CD / LP

€ 15,50 € 12,50 CD Hyperdub

€ 17,50 € 15,50 LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD030-5.mp3]

Há um território pop muito difícil de definir. Tornou-se talvez mais óbvio com a explosão criativa do início do século, quando produtores como Pharrell Williams e Timbaland reescreveram algumas regras e o mainstream passou a ser também experimental. Sendo assim, Jessy Lanza já não cai como uma bomba, isto é, nestes anos habituámo-nos a não ver grande fronteira a separar o visível do subterrâneo, e é assim que editoras com um programa militante como a Hyperdub conseguem, sem problema algum de credibilidade, albergar no seu catálogo uma proposta tão descaradamente pop como “Oh No”. O tom elevado na voz de Jessy Lanza remete imediatamente para um cenário de luz bem fluor, superfícies brilhantes, videos típicos de desfile de corpos, roupas e automóveis de luxo, mas há sempre elementos na música que puxam numa outra direcção, quase para longe dos desejos da maioria mas – e é aqui que reside o segredo na produção – tornando desejável o que antes era indesejável (arestas mais aguçadas, na música). “Oh No”, o segundo álbum de Jessy, ultrapassa sem problemas a fasquia do “difícil segundo álbum” com mais um punhado de canções memoráveis, bem retro mas bem de agora, onde em princípio nos encontramos todos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »