Sexta-feira, 5 Janeiro, 2018

LOLINA Lolita 10″

€ 10,50 10″ Ed. Autor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LOL003-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL003-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL003-3.mp3]

A música de Inga Copeland vive num bonito limbo. A existência pós-Hype Williams tem sido muitíssimo relevante e talvez seja através dela que se encontra a linha que une grime, música concreta e aventuras intensamente abstractas no campeonato da música de dança. A sua existência enquanto Lolina tem proporcionado experiências que desafiam o elemento sónico da música de dança com o noise e é maravilhoso como tem evoluído em cada lançamento. O seu álbum ao vivo em Paris, editado em 2016, é uma poderosa demonstração disso e as três faixas presentes neste “Lolita” são um corredor de ideias que urgem digerir. Absolutamente essencial.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 25 Outubro, 2017

HYPE WILLIAMS Rainbow Edition CD / LP

€ 14,95 CD Big Dada

€ 18,95 LP Big Dada

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BD283-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BD283-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BD283-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BD283-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BD283-5.mp3]

Se o ritmo de edições do universo Hype Williams está a cansar neste ano, então é porque algo está mal na vossa vida. Por nós, poderia sair qualquer coisa de novo nesta semana. Dean Blunt tem estado activíssimo a buscar pérolas do passado recente (haverá mais novidades sobre isso em breve) e conseguiu reactivar os Hype Williams com este “Rainbow Edition”, algo que, mesmo após todas as partidas que nos pregaram, não estávamos à espera. O ponto final dos Hype Williams parecia definitivo. Não era. Ainda bem. Vinte novos temas de Dean Blunt e Inga Copeland em busca de um futuro que já existe, onde tudo conflui e bate certo. O tempo não passou, a invenção e a reinvenção que oferecem a cada momento continua a ser um oásis na música popular actual. Temos uma sorte do caraças em viver num presente onde se faz música assim. Talvez hoje um disco como “Rainbow Edition” não seja tão quintessencial como seria há dois ou três anos, mas ainda é o melhor comprimido para evitar a anestesia global. Ainda são os maiores.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 12 Novembro, 2016

LOLINA Live In Paris CD / LP

€ 12,50 CD Ed. Autor

€ 16,95 LP Ed. Autor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LOL002-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL002-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL002-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL002-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL002-5.mp3]

Não se consegue uma descrição muito certa, mas quem conhece discos anteriores de Inga Copeland imagina facilmente o cenário sónico. Uma abordagem bastante crua à electrónica em palco, imagina-se um meio caminho entre performance avant-garde clássica (se tal termo se aplica à vanguarda artística), que os próprios Hype Williams praticaram, e um disco conceptual, encerrado num mundo próprio. Mas a verdade é que tudo o que possamos dizer soa vago. A voz de Inga vai recordando que ela está lá, na orquestração de batidas e ambientes sem direcção aparente mas quase sempre com bastante drama, tensão, ideias ao lado, um cruzamento de sonho entre ética e artes pós-punk e uma colagem de nuances extraídas do dubstep. É o melhor que conseguimos. O álbum merece bem mais.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 4 Fevereiro, 2016

LOLINA Relaxin’ With Lolina MCD

€ 7,50 MCD Lolina

€ 9,95 12″ Lolina

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LOL001CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL001CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOL001CD-3.mp3]

Senhora-mistério, mais ou menos. Muda de nomes mas é sempre Inga Copeland e deixou marca gigante desde os tempos em que fazia música com Dean Blunt. Em “Lolina”, a primeira faixa, ela parece dizer umas palavras numa língua eslava, o que espelha admiravelmente o som invertido que acontece por essa altura. O EP inclui apenas três faixas, todas elas bastante económicas em duração, como aliás já era habitual, por exemplo, em “Black Is Beautiful” de Dean & Inga. “Miss Understood” é aquele trocadilho sempre à espera de acontecer, e aqui serve uma faixa constantemente quebrada, mantida coesa pelo martelar num piano e uma voz urgente que vai e volta. O tema cresce para algo que soa como dancehall, UK bass e hip hop? “Relaxx” fecha tudo, são mais 3 minutos e pouco, piano mais ou menos livre e sons que vão construindo a grelha melódica de forma caótica, mais a voz tipicamente doce que se esconde atrás das cortinas de som. Muito fora, mesmo mesmo nas franjas da pop. Uau. Queremos mais.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 23 Julho, 2014

COPELAND Because I’m Worth It LP

€ 16,50 LP Edição de Autor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/C6571-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/C6571-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/C6571-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/C6571-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/C6571-5.mp3]

Não subsistiam dúvidas mas, quando escutamos o álbum de Inga Copeland, confirmamos o quanto de especial acontece aqui. Pegando em algum vapor que ainda resta de Hype Williams, passando pelo seu álbum com Dean Blunt, pós-Hype Williams, para chegar a uma zona estranha de dub e murmúrios, com Actress a contribuir electrónica. Beats incertos na sua caminhada procuram uma via por entre o nevoeiro às vezes quase pop. Choques de pratos de choque, silvos, ambientes carregados de noite, “because I’m Worth It” explica para onde seguiu muito do que se conserva realmente interessante na cena que andou a par do Bass inglês sem estar a contar muito (ou nada) com adesão nas pistas de dança. Copeland parece mostrar aqui o que acontece no seu quarto, em privado, sentimos quase ter acesso a manobras pessoais que em condições normais nos estariam vedadas. Esta característica continua, felizmente, a tocar muitos discos bons, a capacidade de nos fazer entrar numa zona especial com um cartão de acesso que parece ser-nos entregue em mão. Disco para escutar e reflectir, ao longo do ano, para deixar vir naturalmente à superfície quando o momento chegar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 12 Junho, 2014

COPELAND Smitten / Because I’m Worth It 7″

€ 12,50 7″ Ed. de Autor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/C657-1-5-1.mp3]

Limited 250 copies!


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Novembro, 2013

COPELAND & GAST Ukmerge / Strict 12″

€ 9,95 12″ All Bone

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ALLBONE000001-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ALLBONE000001-2.mp3]

Inga Copeland parece decidida em seguir a sua carreira a solo. Com muita pena nossa não vai pelo caminho de soul diva fantasmagórica que se ouvia nalguns temas de Hype Williams, mas pulsa sangue para o campeonato de bass/beats fabricados no imaginário britânico com uma dose certa de excentricidade e de arrojo, algo que esteve sempre presente na sua música a solo. Este maxi produzido em parceria com John Gast tem duas das suas produções mais acessíveis até à data. Acessíveis porque já não se encontram vestígios de Hype Williams, apenas um desejo enorme de marcar presença com distinção na cena de dança. E a voz de Copeland, bem como a projecção dos seus beats, têm força para isso. Aproveitem enquanto é tempo, os maxis de Inga Copeland costumam voar num instante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2013

INGA COPELAND Don’t Look Back, That’s Not Where You’re Going 12″

€ 7,95 12″ World Music / Hippos In Tanks

[audio:http://www.flur.pt/mp3/WMB-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WMB-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WMB-3.mp3]

O segundo maxi de Inga Copeland (depois de um na Rush Hour que esgotou num ápice), metade dos Hype Williams, é um portento de fusão de R&B, soul, com dubstep e ambient-techno. Nada que nos surpreenda, há disso nos Hype Williams, mas a solo Inga tem conseguido firmá-lo mais para um formato de canção pop / dança como uma espécie de diva em crescimento sem fatalidades ou momentos fatelas. Ajudada por DVA e Martyn na produção, este “Don’t Look Back, That’s Not Where You’re Going” (a primeira edição da World Music, editora dos Hype Williams, por onde, a partir de agora, vão editar tudo o que lhes pertence (até ver)) traz três canções vibrantes com um ritmo suficientemente abstracto para nos envolver e preparar para a voz fantástica de Inga, que vai surpreendendo à medida que o tempo passa e nos vai convencendo de que é uma das melhores vozes da actualidade (não é por acaso que os momentos mais marcantes de “Narcissist II” de Dean Blunt contam com ela). Território muito fértil. Abençoada seja a família Hype Williams.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 27 Abril, 2012

DEAN BLUNT & INGA COPELAND Black Is Beautiful CD / LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 16,50 LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDBCD012-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD012-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD012-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD012-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDBCD012-5.mp3]

Quem já os viu ao vivo mais do que uma vez (talvez baste só uma) já percebeu que Hype Williams é um corpo em movimento. Mais do que uma banda, um projecto, é uma espécie de conceito distinto de tudo o que se passa no resto do mundo actualmente. De certa forma, estamos tão habituados que tudo seja tão certinho, que o conceito de performance/arte num concerto seja tão parte da história, que o choque ou a surpresa têm pouco lugar no nosso léxico. Só que – o melhor – é que os Hype Williams fazem disso carreira. Seja pelos seus nomes falsos, backgrounds falsos, linhas de imprensa à procura de uma verdade que não existe. Neste álbum, provavelmente o seu lançamento mais marcante até à data, nem a verdade no nome existe. Deixaram de ser Hype Williams, passaram a ser Dean Blunt e Inga Copeland. O pretexto deles existirem neste momento é muito especial, numa altura em que tudo é válido de uma forma catalogável, que a certeza criada pela internet é a única segurança que ela às vezes nos pode dar, surge este duo que põe isso tudo em questão sem questionar. A sua própria existência e aceitação é a questão. E o melhor é que a sua música não se torna válida por causa disso, a sua música é válida porque é um ressoar do limbo meta-género em que vivemos agora, um esboço de ritmo em alta definição que se conjuga com a voz de Copeland de um modo quase precioso (e se até hoje era difícil perceber, aqui temos a prova de que é maravilhosa). “Black Is Beautiful” é, como se seria de esperar, algo de único.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 2 Setembro, 2011

HYPE WILLIAMS Kelly Price W8 Gain Vol.II 12″

€ 8,50 12″ Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB052-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB052-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB052-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB052-4.mp3]

“Kelly Price W8 Gains Vol II” é uma espécie de reedição com bónus de “Rise Up”, que anteriormente tinha saído numa edição de apenas 50 cópias exclusivas na loja Second Layer. Este é também o primeiro passo dos Hype Williams na Hyperdub (álbum para breve?), depois de terem passado por editoras como a De Stijl e a Hippos In Tanks, com álbuns e singles seminais para compreender grande parte da música feita na actualidade. Se existe a ideia de som fresco hoje, passa por eles. O modo como trabalham o seu som, os beats, talha uma fronteira única entre géneros e a falsa sujidade (ou fumo) que se ouve nas suas canções é quase um manifesto de como ainda se pode desbravar terreno com música em segunda mão. Este maxi é bem mais expansivo do que os restantes lançamentos dos Hype Williams (contando até com o álbum homónimo na Carnivals), provando mais uma vez que cada momento deles é uma parte do seu território que eles bem conhecem, mas que nos estão a dar a conhecer aos poucos. E se isto é assim até aqui, é impossível prever o quão grandioso vai ser o resto, aquilo que nos falta descobrir.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »