Terça-feira, 29 Novembro, 2016

PAINKILLER Execution Ground 2LP

€ 24,50 2LP (2016 reissue) Karl Records

[audio:http://www.flur.pt/mp3/KR025-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KR025-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KR025-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KR025-4.mp3]

Rashad Becker tem tratado muito bem o som das edições na Karl Records, nomeadamente o LP de Iannis Xenakis, de há alguns meses, e, mais recentemente, o álbum de 1994 de Painkiller. O trio de John Zorn (saxofone), Bill Laswell (baixo) e Mick Harris (bateria, ex-Napalm Death) encerra em 4 temas longos a musicalidade resultante do encontro de alguns extremos, aqui mais notoriamente seguros pelo baixo de Laswell. A espécie de dub industrial que passa para fora, em certas partes, revela o interesse que Mick Harris explorava nesses tempos com o seu projecto Scorn, parte de uma família de música que, em 1994, era rotulada como “isolacionista”. As câmaras profundas onde este som parecia existir eram tornadas menos estanques pela acção disruptiva de Painkiller, oscilando entre o passo seguro de um baixo motor e a interacção livre, improvisada, entre esse instrumento, a bateria e o sax, algures entre Metal e free jazz. Zorn praticava esse tipo de miscigenação com os Naked City, Laswell andava a tocar com Peter Brötzmann, e assim Painkiller parecia ser a destilação de todas essas experiências, um sinal claro de que há Muitos Mundos e eles podem coexistir no mesmo bloco.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 2 Agosto, 2013

JOHN ZORN Dreamachines CD

€ 15,50 € 12,95 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ8308--1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8308--2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8308--3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8308--4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8308--5.mp3]

Parece injusto julgar os discos de John Zorn pelos músicos que participam, mas esta pode ser uma bem sucedida jogada de antecipação, já que é deveras complicado tentar seguir tudo o que este nova-iorquino decide compor, gravar e, para mal dos nossos pecados, editar. John Medeski, ultra-decidido em piano, Kenny Wollesen, furioso em vibrafone, Trevor Dunn, imparável em contrabaixo, e Joey Baron, all-over-the-place em bateria, formam o quarteto de serviço para continuar “Nova Express”, uma anterior composição de 2011. Dedicado e inspirado por Gyson e Burroughs, e pelas suas técnicas de corte e montagem celebrizadas no livro “The Third Mind”, Zorn joga em casa: quem conhece um mínimo da sua música sabe que não seria de agora este fascínio – Cobra ou Naked City servirão de exemplos simples. “Dreamachines” tenta seguir esse plano de trabalhos, tornando os temas elásticos, saltitando entre géneros, tempos e dinâmicas, entre o lirismo de recorte Masada e a poderosa carga jazzística; mostrando que tudo o que ouvimos só é possível – não nos cansamos de repetir – graças à exímia destreza dos geniais músicos que formam a constelação zorniana. Destaque ainda para a embalagem deste CD – a Tzadik continua a tentar não olhar a meios para valorizar as edições e vai sendo cada vez mais normal ficarmos também deslumbrados com o que vemos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 23 Maio, 2013

JOHN ZORN The Mysteries CD

€ 12,95 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ8306-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8306-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8306-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8306-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8306-5.mp3]

Há sempre este receio de uma ideia se esticar demasiado na Tzadik. Aqui e ali isso acontece – e não acontece em todo o lado? -, mas também é verdade que conseguimos apanhar óptimas séries dentro da editora de Zorn. A “Mystic Series” começou há muito e já tem imensos álbuns na carteira, mas este “The Mysteries” é o directo herdeiro do projecto que nasceu com “The Gnostic Preludes”, no ano passado. Bill Frisell em guitarra, Carol Emanuel em harpa e Kenny Wollesen em vibrafone – pela instrumentação percebem a delicadeza sonora do trio, percorrendo sons agudos, evocando uma música íntima que parece ser tanto mística (lá está!) como inaugurando um novo cânone. Obviamente que as composições aproveitam-se da mestria de Frisell e Emanuel, deixando as cores e ritmos entregues a Wollesen. Uma hora de música melódica, minimal e improvisada sem nunca impor estes géneros, mostrando como um trio pode funcionar numa perfeição telepática. Andamos a tentar mostrar-vos quais os melhores discos com as melhores interpretações do espólio Zorn e este, se ainda não perceberam, é um dos mais conseguidos dos últimos tempos – em muito, graças ao grande Frisell.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 21 Maio, 2013

JOHN ZORN Lemma CD

€ 12,95 CD Tzadik


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 21 Maio, 2013

JOHN ZORN Filmworks XXV: City Of Slaughter / Schamatta / Beyond The Infinite CD

€ 12,95 CD Tzadik

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=Y9M-EVUBFF4?hl=en"><img src="http://blog.flur.pt/wp-content/plugins/images/play-tub.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Março, 2013

JOHN ZORN Templars – In Sacred Blood CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ7398-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7398-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7398-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7398-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7398-5.mp3]

O mundo John Zorn é feito de peças grandes e pequenas, todas compatíveis mas diferentes entre si. É um prazer entrar neste universo de cores, sombras, formas e símbolos, e tentar descodificar a linguagem que une estas pontas que parecem soltas para quem não tem na bagagem uma grande dose de discos deste norte-americano imparável. “Templars” é um disco que entra na subcategoria “Moonchild” – é o sexto da série – e teve um invulgar tempo de preparação – Zorn é conhecido por não demorar muito a finalizar os seus projectos. Durante um ano, o trio Moonchild – Mike Patton (voz), Joey Baron (bateria) e Trevor Dunn (baixo) – juntou-se ao novo vértice para intensificar e assombrar a cruzada – John Medeski, em órgão. “Templars” alude, claro, à Ordem Dos Templários, esse projecto erguido e desmontado pela Igreja Católica entre o século XII e XIV. Uma desculpa, mais uma, para passearmos por atmosferas e narrativas com muitas liner notes. Como sempre, Patton é o elemento dissonante, falando, gritando, narrando e cantando como mais ninguém neste mundo, dando as habituais piruetas vocais com que Zorn tão habilmente se aproveita para ginasticar um pouco do seu jazz/rock dilacerante à Naked City – Patton é tanto um anjo negro satânico num ameaçador latim, como um narrador magnético de histórias místicas. Sublime, como há muito não o ouvíamos. Apesar dos disparos frenéticos do quarteto, este é, possivelmente, o mais acessível de todos os “Moonchild”, mas não quer dizer que seja algo próximo de Dreamers ou da fase soft jazz dos “Filmworks”. “Templars” denota um empenhado aprumo nos arranjos e, até, um fraseado rítmico algo inesperado nas partituras de Zorn. Depois, é um delírio sabermos que nada é o que parece ser, e à boa maneira de Naked City, a surpresa é um elemento primordial da composição. Fantástico e viciante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Fevereiro, 2013

JOHN ZORN Rimbaud CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ8301-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8301-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8301-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8301-4.mp3]

“Rimbaud” é, como o nome facilmente sugere, um disco de homenagem ao poeta francês Arthur Rimbaud. São quatro peças, todas relativamente longas, com participantes muito diferentes em todas elas. “Bateau Ivre” é sobretudo uma peça acústica, de câmara, de recorte contemporâneo, sinuosa e cheira de energia contida, na melhor tradição da escrita erudita – à sua maneira – de Zorn. O segundo tema é, segundo as nossas contas (leia-se memória), uma estreia: Ikue Mori com John Zorn em sampler e electrónica – “A Season In Hell” é um constante borbulhar digital, entre a tempestade de partículas em surdina e o mergulho num mar de AM e FM longínquo. “Illuminations”, novo tema, nova reviravolta: Trevor Dunn, Kenny Wollesen e Stephen Gosling em baixo, bateria e piano, respectivamente. Um passeio jazz fragmentado entre o free e a partitura elástica. “Conneries” encerra “Rimbaud” e tem o actor e realizador Mathieu Amalric a citar Rimbaud no tema mais reconhecível do universo Zorn – entre o grito Naked City e as experiências com Mike Patton, por exemplo. Neste tema, John Zorn mostra como é suficiente: saxofone, órgão, piano, guitarra, bateria e efeitos, tudo nas suas mãos, criando o melhor tema deste álbum, algures entre o cinema negro abstracto e a experimentação em fuga imaginativa. Para quem se deixou de atrair pelas tramas Dreamers, eis um John Zorn rico, plural e original.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 25 Janeiro, 2013

JOHN ZORN Mount Analogue CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ7394-1.mp3]

Diz-se que este é um dos mais cinemáticos álbuns de John Zorn, sem estar dentro da série “Filmworks”. Há as duas coisas: tem aroma “Filmworks”, sim, nem que seja pelos instrumentos e intérpretes que utiliza; e é uma obra temática, como tem sido grande parte da sua discografia. “Mount Analogue” vai até George Gurdjieff buscar referências e inspiração para esta jornada: Gurdjieff foi uma carismática personagem russa que, no início do século passado, advogava que a maioria da população vivia num estado de letargia hipnótica, embora pudessem, com o certo ensinamento, ascender a superiores estados de consciência. Percorreu a Europa e os Estados Unidos para ensinar a sua metodologia, convencendo os seus pupilos a acordarem desse “sono” profundo. Um dos seus exercícios consistia em danças sagradas, inspiradas pela música sacra e ritualística que importava das suas visitas a espaços de outras religiões e culturas – acabaria por deixar algumas obras, escritas para piano, em colaboração com um dos seus pupilos, Thomas De Hartmann; “Sacred Hymns” pode ser descoberto na ECM, por exemplo, e Keith Jarrett é um dos seus admiradores. Peter Ouspensky, um filósofo esotérico, escreveu “In Search Of The Miraculous” baseado nas suas experiências com Gurdjieff, e pode-se perceber como John Zorn chegou até à vida e obra deste último. Juntou o imprescindível Cyro Baptista e a sua trupe Banquet Of The Spirits a Kenny Wollesen em vibrafone e fez uma peça única com múltiplas estradas e opções, entre o soft jazz (trademark Zorn) e os movimentos de câmara falsos, entre a percussão hipnótica e a dança circular do vibrafone. Acessível como poucos – a série “Dreamers” pode ser um ponto de contacto -, este pode ser tanto uma porta de entrada para a sua música como um regresso a uma forma oleada das suas composições. “Mount Analogue” tem edição luxuosa em capa dura em tecido e junta um livrinho com uma extensa explicação de John Zorn sobre esta odisseia à vida de Gurdjieff.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Janeiro, 2013

JOHN ZORN Nosferatu CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 21 Janeiro, 2013

V/A John Zorn´s Treatment For A Film In Fifteen Scenes DVD

€ 22,95 DVD Tzadik

Written in 1981, John Zorn’s intensely personal film treatment receives imaginative and unique interpretations by four cutting edge independent US filmmakers, Henry Hills, Lewis Klahr, Joey Izzo and Gobolux. Zorn’s perplexing list of 254 images inspires drama, humor and mystery, and the films range from experimental narrative to found footage collage and cutout animation. Premiering to two sold out houses at the New York Film Festival in November 2011, these four films work together brilliantly, and feature music by Ikue Mori, Andrew Nelson as well as Zorn himself. A fascinating view into the compositional mind of Zorn through the medium of visual montage/film.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN The Gnostic Preludes CD

€ 12,95 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-5.mp3]

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN The Hermetic Organ CD

€ 12,95 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7395-5.mp3]

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN The Concealed CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN A Vision In Blakelight CD

€ 19,50 € 15,50 CD Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ8303-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8303-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8303-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8303-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ8303-5.mp3]

A edição é muito bonita, naquelas capas que imitam o vinil gatefold mas em pequenino. É mais cara que as edições normais porque este foi o método que John Zorn encontrou para valorizar os seus discos. Embora seja um atalho discutível para se obter os mesmos resultados que outrora – assumindo que é possível tal objectivo -, o que fica é mesmo um disco que é bem mais bonito que as cada vez mais evitáveis caixas de plástico. É neste pequeno luxo que John Zorn se encontra com William Blake, um dos seus poetas de língua inglesa favorito e uma figura que decerto lhe traz aquele peso histórico para mais passeios – sonoros e visuais. Quem outros para lhe segurar firmemente a mão senão John Medeski em piano e órgão, Kenny Wollesen em vibrafone e sinos, Carol Emanuel em harpa, Trevor Dunn em contrabaixo, Joey Baron em bateria e Cyro Baptista em percussão? E como bom judeu que é, “A Vision In Blakelight” traz excertos de “Jerusalém”, um hino retirado de “Milton”, poema escrito algures entre 1804 e 1810. O saxofonista, mas aqui uma vez mais o compositor, veste a sua capa Dreamers, espreguiçando-se pelo jazz suave e ambiental, pontuado ocasionalmente por pequenas agitações free que ajudam a espevitar-nos e a elogiar os estupendos músicos desta tropa sempre ao serviço de sua majestade. “From Albion over the whole Earth: such is my awful Vision”. Participação especial, ainda, de Jack Huston, neto de John Huston e actor de “Boardwalk Empire”, que declama alguns versos em “Shadows In Ancient Time”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN What Thou Wilt CD

€ 12,95 CD Tzadik


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

JOHN ZORN Music And Its Double CD

€ 12,95 CD Tzadik


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Domingo, 23 Dezembro, 2012

JOHN ZORN A Dreamers Christmas CD / LP / 7″

€ 15,50 € 12,95 CD Tzadik

€ 34,95 € 29,50 LP Tzadik

€ 11,50 € 9,95 7″ Tzadik

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TZ7393-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7393-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7393-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7393-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TZ7393-5.mp3]

É sempre complicado para um músico qualquer percorrer simultaneamente vários estilos ou linguagens. O reconhecimento que se adquire dentro de uma família nem sempre sobrevive aos ciúmes quando se salta para outro mundo. Sobretudo quando se entra em algo que normalmente é associado a formas mais imediatas e fáceis, como se se estivesse a facilitar e a corromper um compromisso inquebrantável. E se é verdade que nem sempre a História guarda exemplares vigorosos destas rebeldias, é demasiado tentador e recompensador vermos estes saltos arriscados. E quem melhor que John Zorn para ser o receptor desta introdução? Quem melhor que este norte-americano, que edita (em nome próprio e em nome dos outros) como poucos, que inventa categorias e regras musicais, para simbolizar alguém que parece viver várias vidas numa só? E os seus muitos adeptos, quem são? Provavelmente são quem aprecia esta personalidade múltipla, mas também a soma dos que apenas se entusiasmam com as suas incursões na escrita contemporânea, com os adeptos da improvisação, com os entusiastas da música de inspiração judaica, com os amantes do experimental, e por aí fora. Nos anos em que John Zorn elaborava as suas listas de preferidos, notava-se que a música, dentro de si, vivia como um todo, sem fragmentos ou censura, sem limites ou receios. Só assim se percebe como é capaz de inventar Cobra, como ser um mestre no light jazz de alguns dos seus discos.
Apesar de recusar o protagonismo – que tanto se manifesta na recusa por entrevistas ou na falta de publicidade assumida que a sua Tzadik tem no mercado -, os seus discos e as suas manobras são feitas por entusiasmos e alguns golpes malandros que nos colocam um sorriso na face. Já tivemos uma celebrada série por autores judeus – Gainsbourg ou Bacharach – ou música para “crianças”, e, à beira desta quadra, eis que o seu projecto The Dreamers – a continuação da brincadeira sonora do platinado The Gift – se dedica a desejar-nos um feliz Natal, passeando sem mácula por algumas das canções iconográficas da América. Mais uma vez, música é música, e nem a sua costela radical judaica o impede de brincar com os seus músicos ao Natal. E, mais uma vez, quando os seus ajudantes são Cyro Baptista, Joey Baron, Trevor Dunn, Mike Patton, Marc Ribot, Jamie Saft e Kenny Wollesen, está quase tudo dito. Mas ainda falta dizer que “Let It Snow! Let It Snow! Let It Snow”, “Santa Claus Is Coming To Town” ou “Christmas Time Is Here” fazem parte da festa. E, por último, há Mike Patton a cantar “Chestnuts Roasting On An Open Fire” (“The Christmas Song”). Amigos, mais clássico que isto, é impossível. Essencial para qualquer (verdadeiro) fã de John Zorn, da Tzadik e dos seus músicos. E, por último, a prenda emocionante: edição em vinil, limitada, em picture disc, deste álbum – há também, ainda disponível, a edição do primeiro álbum dos Dreamers, prestes a esgotar. E, mesmo, mesmo, por último, agora sim, o single – o primeiro single de sempre da Tzadik – com a canção cantada por Mike Patton em vinil colorido, também limitado, em 180gr. Que o Natal do Zorn fosse todos os dias.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: Um comentário »

Sexta-feira, 8 Julho, 2011

JOHN ZORN / VÁRIOS
Arcana V – Musicians On Music

€ 27,50 LIVRO

Magia e misticismo têm sido palavras de uso recorrente no léxico de John Zorn. Muitos dos seus discos são inspirados pelo mundo etéreo, pelas fábulas, pelos poderes ocultos, pelas forças invisíveis, pelos rituais, e mesmo que a sua música acabe por escapar aos clichés, não há dúvida que todo este universo esotérico tem feito com que o compositor nova-iorquino se espraie através de dezenas de álbuns e múltiplos projectos, sendo apenas mais um músico numa vasta linhagem de fascinados ao longo de muitos séculos de criação, trespassando culturas e subculturas. Esta edição especial da série “Arcana” debruça-se sobre o lado mágico da arte de fazer música, sem querer ser um ensaio ou um compêndio sobre a matéria. E nada como ter de viva voz os testemunhos desse momento de criação sublime: William Breeze, Gavin Bryars, Alvin Curran, Fred Frith, Sharon Gannon, Larkin Grimm, William Kiesel, Yusef Lateef, Frank London, Meredith Monk, Mark Nauseef, Pauline Oliveros, Genesis P-Orridge, Terry Riley, David Toop, Greg Wall, Peter Lamborn Wilson e z’ev são os digníssimos convidados para este festim de encantamento.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Julho, 2011

JOHN ZORN / VÁRIOS
Arcana IV – Musicians On Music

€ 25,50 LIVRO  ENCOMENDAR

“Arcana”, volume número 4. Com este volume percebe-se já a importância futura desta série. O conhecimento do mundo começa dentro de nós, e é isso que “Arcana” expõe tão eloquentemente. Teorias e práticas em pleno século XXI de alguns dos mais transgressores músicos e pensadores da actualidade. Pat Metheny tem sido um desses activistas, e eis o que “Arcana” é para ele: “Como músicos, atingimos o nosso melhor quando estamos totalmente ligados aos nossos processos pessoais de descoberta das coisas que julgamos como verdadeiras ao longo da nossa caminhada. A procura desses objectivos pessoais no som e na sua concepção pode oferecer testemunhos transcendentes, dado que procuramos sempre reconciliar o impossível com o possível, ou o acto imaginado com o acto factual da música. Com este volume, John Zorn junta mais um abrangente grupo de testemunhos à causa, numa mistura de dialectos profundamente diversos mas unificados numa intenção de nos dar um vasto leque de pontos de vista pessoais que não só ruminam sobre o estado da arte actual, como oferecem uma iluminada visão sobre as mais recônditas fissuras da nossa cultura, num dos mais interessantes períodos dos nossos tempos.” Com textos de Derek Bailey, Chris Cutler, Paul Dresher, Arnold Dreyblatt, Toby Driver, Marty Ehrlich, Mamoru Fujieda, Shelley Hirsch, Robin Holcomb, Wayne Horvitz, John King, Keeril Makan, Gordon Mumma, David Slusser, Kathleen Supové, Davey Williams, Carolyn Yarnell, Nels Cline, David Dunn, Peter Evans, James Fei, Fast Forward, Miguel Frasconi, Kenneth Gaburo, Steve Gorn, Vijay Iyer, Alex Lipowski, Bob Ludwig, Benedict Mason, Hankus Netsky, Steve Peters, Matana Roberts, Brandon Ross, Ursel Schlict e Tyshawn Sorey.



/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Julho, 2011

JOHN ZORN / VÁRIOS
Arcana III – Musicians On Music

€ 25,50 LIVRO

Terceiro volume para “Arcana”, a longa série essencial para se perceber um dos mundos mais activos na música contemporênea – o mundo Zorn e todo o universo vasto que o rodeia. Anthony Braxton disse-nos que “A série “Arcana” vai ficar como uma das mais vitais fontes de informação relevante sobre música criativa numa fase de transição para o terceiro milénio. Numa época em que as coisas mundanas se infiltram nas publicações, este corpo de escrita fornece alimento intelectual de boas-vindas para uma ligação bem mais séria, ensinando o que é pensamento criativo.” Terry Riley também tem algo a dizer: “Este grupo diverso de contribuições, vivendo e escrevendo em pleno século XXI, dá-nos o modo como os músicos pensam a sua música e a música dos outros. O que ‘Arcana III’ nos dá é o sentimento de que não há fronteiras – o texto final fez-me levantar da cadeira com um ribombante ‘sim!’”. Com textos de Maryanne Amacher, Steven Bernstein, Gavin Bryars, Greg Cohen, Jacques Coursil, Jerry Hunt, Henry Kaiser, Ha-Yang Kim, Makigami Koichi, Pamelia Kurstin, Okkyung Lee, Sean Lennon, Frank London, Brad Lubman, Christian Marclay, William Parker, Paola Prestini, Jamie Saft, Wadada Leo Smith, Hal Willner, John Zorn, Derek Bermel, Theo Bleckmann, Mario Diaz de Leon, Timb Harris, Scott Hull, Kaffe Matthews, Olga Neuwirth, Buzz Osbourne, Eric Singer e Laeticia Sonami.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »