Quinta-feira, 28 Março, 2019

JUAN ATKINS Dimensions / Flash Flood 12″

€ 10,95 12″ Life’s Good

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2

Alinhamento com a cena bleep que acontecia em Inglaterra na altura (1992), com graves a condizer , mas não é possível esquecer que Inglaterra só apanhou o que Detroit (como Chicago) mandou cá para fora. Em “Dimensions” pode escutar-se um pouco de Nightmares On Wax e Sweet Exorcist do início, e talvez seja admissível pensar que Juan Atkins possa ter completado o círculo para, ele próprio, incorporar o que o Norte de Inglaterra, por sua vez, mandava cá para fora. Lado B “Flash Flood” adapta a sua própria versão como Infiniti. Passo rápido, cheio de cor e substância, claps acompanham a batida, pratos pairam por cima como jazz, linha de baixo arrastada, viagem estimulante dentro ou fora da pista de dança. Trabalho técnico de recuperação feito por Russell Haswell e Rashad Becker.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 9 Janeiro, 2019

INFINITI (JUAN ATKINS) Skynet 2LP

€ 22,50 2LP (2018 reissue) Tresor

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

O som de Juan Atkins, aqui em 1998, encontrou um nível de elegância que os tempos de Model 500, por definição, não permitiam. “Electric Circus” recorda o modelo, numa época em que o ressurgimento electro estava em plena marcha (a Breakin Records, de Ed DMX, começara um ano antes, por exemplo). A visão futurista de Atkins mantém-se intacta, o mapa de um tempo que ainda não parece ser bem o nosso – “Postcards From The Future” junta tons de electro, techno minimal e uma certa house espiritual para uma reflexão discreta sobre a Humanidade. Não faltam momentos geniais de cruzamento de sensibilidades e pura magia sintética, como em “Body Oil” ou no swing multicultural de “Coffeeshop Connection”, quente, preciso e emotivo. Aquele groove em blips é demasiado precioso. Mesmo quando a produção sai mais rápida e incisiva, Infiniti consegue filtrar todo e qualquer peso desnecessário que outros produtores (até Jeff Mills, ocasionalmente) optam por deixar a bordo. Clássico moderno.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 23 Março, 2017

V/A Techno One And Two 2CD

€ 6,00 2CD Ten Records (DIXCD123)

Exemplares originais da edição inglesa de 1992 / Original 1992 UK release. Some signs of use. Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
BLAKE BAXTER “Forever And A Day”
A TONGUE & D GROOVE “Feel Surreal”
JUAN ATKINS “Techno Music”
SHAKIR “Sequence 10″
REEL BY REEL “Aftermath”

A que parecia, já então, definitiva introdução ao techno de Detroit, reúne neste duplo CD os dois LPs que saíram em 1988 e 1990. Para além de Juan Atkins, Kevin Saunderson e Derrick May, também outros contemporâneos como Blake Baxter, Octave One, Eddie Fowlkes, etc, e alguns nomes então emergentes como era o caso, ainda, de Carl Craig, a gravar como Psyche. As fundações encontram-se todas aqui, para quem procura um compêndio conciso do que foi importante e, por algum motivo, não tem nenhum dos discos. Imprescindível e a um preço PARA VENDER. CD duplo com alguns sinais de manuseamento mas que deverá tocar sem quaisquer problemas.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

CD1:
01. Rythim Is Rythim “It Is What It Is” 02. Blake Baxter “Forever And A Day” 03. Eddie “Flashin” Fowlkes “Time To Express” 04. K.S. Experience “Electronic Dance” 05. Members Of The House “Share This House (Radio Mix)” 06. A Tongue & D Groove “Feel Surreal” 07. Mia Hesterley “Spark” 08. Juan “Techno Music” 09. Inner City “Big Fun” 10. Blake Baxter “Ride Em Boy” 11. Shakir “Sequence 10″ 12. Idol Making “Un, Deux, Trois”

CD2:
01. Area 10 “Love Takes Me Over” 02. Reel By Reel “Aftermath” 03. KGB “Stark” 04. MK “Mirror, Mirror” 05. Octave One Featuring Lisa Newberry “I Believe” 06. Infiniti “Techno Por Favor” 07. Psyche “Elements” 08. Vice “Ritual”

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 27 Outubro, 2016

MODEL 500 Sonic Sunset 2×12″

€ 12,50 2×12″ (2014 remaster) R & S

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RS94043LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RS94043LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RS94043LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RS94043LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RS94043LP-5.mp3]

Reeditado para coincidir com o vigésimo aniversário do original (1994 – 2014). Juan Atkins simplesmente indica uma longa e larga estrada à nossa frente. Já distante da marca inaugural que deixou na história do techno, “Sonic Sunset” actualiza as premissas básicas do género, à luz de um período tecnológico e cultural muito fértil em imaginar o futuro. A música vagueia rápida por um espaço que parece não ter limite – oiçam o desenvolvimento da Calm Mix e continuem a partir daí. Por esta altura, talvez apenas Carl Craig estivesse mesmo a par desta classe de propulsão electrónica, plena de melodia e atmosfera. Repare-se também como “Neptune” transporta um pouco para os Kraftwerk, associação perfeitamente natural quando se ouve Model 500. Tudo preservado da melhor maneira.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 23 Maio, 2016

JUAN ATKINS / MORITZ VON OSWALD present BORDERLAND Transport CD / 2LP

€ 12,50 CD Tresor

€ 21,50 2LP Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR285-5.mp3]

Estes dois! Falámos de “Riod” há umas semanas, o single de apresentação para este álbum que, uma vez mais, abre espaços muito vastos a partir de um padrão techno. Sem reler textos anteriores é bem possível que voltemos a afirmar coisas que já antes escrevemos sobre o par. No entanto, o alcance de “Transport” consegue superar a mera junção do som de Detroit com o som de Berlim associado aos dois produtores. Em certas faixas parece existir uma sobreposição exacta, como se as imagens das duas cidades dançassem uma por cima da outra até à perfeita sincronia de uma só metrópole ainda mais gigantesca. Talvez Moritz Von Oswald contenha alguma exuberância sónica que conhecemos de trabalhos de Juan Atkins a solo, embora em “Merkur” se sinta a sincopação electro de Model 500 bem claramente. Quase tudo o resto flutua numa área inicialmente distante de nós, onde queremos chegar, onde, aliás, chegamos com a imersão adequada neste álbum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Abril, 2016

JUAN ATKINS / MORITZ VON OSWALD present BORDERLAND Riod 12″

€ 8,95 12″ Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR284-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR284-2.mp3]

Enquanto se aguarda pelo álbum “Transport” (mais para Maio), “Riod” traz de volta Borderland, dois mega históricos da cena techno. Forjaram juntos a aliança Berlin- Detroit ainda nos 80s e a editora Tresor continua a honrar o nobre pacto nascido na pista do clube com o mesmo nome. “Riod” oferece a viagem épica que já não dispensamos, uma monumental viagem de automóvel por auto-estradas onde se imagina o futuro. Em igual medida espacial e dub (embora facilmente se possa dizer que são uma e a mesma coisa), “Riod” fica mais instrospectivo na versão do lado B, mesnos solto, as claps mais engolidas, tudo ligeiramente mais drogado e no meio de fumo (vocês sabem) e, no entanto, com um impulso poderoso para o movimento e não para a prostração. Fechar os olhos ajuda sempre, não há margem para tropeçar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 24 Fevereiro, 2015

MODEL 500 Digital Solutions CD / 2LP

€ 14,50 CD Metroplex

€ 19,95 2LP Metroplex

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MCD02-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MCD02-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MCD02-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MCD02-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MCD02-5.mp3]

Juan Atkins é clássico entre os clássicos, mas este é apenas o segundo álbum na sua editora Metroplex. Mantém a diversidade conhecida de outros tempos, o som ganhou apenas contornos tecnicamente mais modernos. “Electric Night” está próximo da influência de Kraftwerk que fez mexer este pessoal em tempos que agora parecem remotos mas que ainda ditam muita da substância que encontramos na música de hoje. Outras faixas aprofundam a ciência electro, cruzando até com estética do séc. XXI (“Encounter”); “The Groove” espalha um solo de guitarra completamente inesperado nesta zona; “Control” tem aquela voz sintetizada que sempre adorámos e que legitima a vocação futurista desta música. Existe aqui muito de clássico porque Atkins patenteou muitas das soluções que agora são digitais. Por fim, ele não deixa nunca de impressionar quando ouvimos uma malha techno como “Storm”, que abre espaços diante de nós.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Julho, 2013

JUAN ATKINS & MORITZ VON OSWALD Borderland III / III 12″

€ 8,95 12″ Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262C-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262C-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262C-3.mp3]

Moritz e Juan Atkins retomam uma colaboração antiga, quando através da Tresor as cidades de Berlim e Detroit se uniram e respeitaram, ajudando a forjar um novo sentido de comunidade global de música de dança pós-Cortina de Ferro. 3MB, em 92/93, já era activamente a dupla ex-Palais Schaumburg Moritz Von Oswald e Thomas Fehlmann a colaborar com Juan Atkins ou Eddie Fowlkes, à vez, e este “Borderland” parece simbolizar um retorno conceptual e ideológico a essa zona de fronteira onde coisas novas se tornavam possíveis. Para a perfeição da ideia, tinha de acontecer na Tresor. Agora o que ouvimos: Espaço típico da vaga de Detroit da qual Atkins fez parte ainda nos 80s, música de auto-estrada, dub herdado da Basic Channel de Moritz e Mark Ernestus nos 90s (que por sua vez o apanharam de mestres jamaicanos). Não se trata tanto de música para dançar mas para acompanhar movimento, para sugeri-lo, é um acontecimento subtil, justo na incorporação das duas cabeças, maduro na pouca urgência em ter impacto imediato. Comunhão de valores, fusão de ideias e algum do techno menos desgastante que vamos ouvir este ano. manual de sobrevivência.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Julho, 2013

JUAN ATKINS & MORITZ VON OSWALD Borderland II / III 12″

€ 8,95 12″ Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262B-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262B-2]

Moritz e Juan Atkins retomam uma colaboração antiga, quando através da Tresor as cidades de Berlim e Detroit se uniram e respeitaram, ajudando a forjar um novo sentido de comunidade global de música de dança pós-Cortina de Ferro. 3MB, em 92/93, já era activamente a dupla ex-Palais Schaumburg Moritz Von Oswald e Thomas Fehlmann a colaborar com Juan Atkins ou Eddie Fowlkes, à vez, e este “Borderland” parece simbolizar um retorno conceptual e ideológico a essa zona de fronteira onde coisas novas se tornavam possíveis. Para a perfeição da ideia, tinha de acontecer na Tresor. Agora o que ouvimos: Espaço típico da vaga de Detroit da qual Atkins fez parte ainda nos 80s, música de auto-estrada, dub herdado da Basic Channel de Moritz e Mark Ernestus nos 90s (que por sua vez o apanharam de mestres jamaicanos). Não se trata tanto de música para dançar mas para acompanhar movimento, para sugeri-lo, é um acontecimento subtil, justo na incorporação das duas cabeças, maduro na pouca urgência em ter impacto imediato. Comunhão de valores, fusão de ideias e algum do techno menos desgastante que vamos ouvir este ano. manual de sobrevivência.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Julho, 2013

JUAN ATKINS & MORITZ VON OSWALD Borderland CD

€ 15,50 € 12,50 CD Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR262-5.mp3]

Moritz e Juan Atkins retomam uma colaboração antiga, quando através da Tresor as cidades de Berlim e Detroit se uniram e respeitaram, ajudando a forjar um novo sentido de comunidade global de música de dança pós-Cortina de Ferro. 3MB, em 92/93, já era activamente a dupla ex-Palais Schaumburg Moritz Von Oswald e Thomas Fehlmann a colaborar com Juan Atkins ou Eddie Fowlkes, à vez, e este “Borderland” parece simbolizar um retorno conceptual e ideológico a essa zona de fronteira onde coisas novas se tornavam possíveis. Para a perfeição da ideia, tinha de acontecer na Tresor. Agora o que ouvimos: Espaço típico da vaga de Detroit da qual Atkins fez parte ainda nos 80s, música de auto-estrada, dub herdado da Basic Channel de Moritz e Mark Ernestus nos 90s (que por sua vez o apanharam de mestres jamaicanos). Não se trata tanto de música para dançar mas para acompanhar movimento, para sugeri-lo, é um acontecimento subtil, justo na incorporação das duas cabeças, maduro na pouca urgência em ter impacto imediato. Comunhão de valores, fusão de ideias e algum do techno menos desgastante que vamos ouvir este ano. manual de sobrevivência.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2013

JUAN ATKINS 20 Years 1985-2005 2CD

€ 19,95 € 12,50 2CD Tresor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TRESOR216-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR216-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR216-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR216-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TRESOR216-5.mp3]

No Verão de 2005 recebemos esta edição pela primeira vez, dois CDs fundamentais para qualquer curso que se preze sobre Techno, as suas origens, derivações e evolução. Na altura escrevemos o texto abaixo, e mantemos o que dissemos:

Detroit é há muito palco de momentos fundamentais na história da música popular, mas talvez o mais significativo e reconhecível esteja relacionado com a produção techno que há 20 anos se instalou na cidade. A santa trilogia de que todos falam – Kevin Saunderson, Derrick May e Juan Atkins – seguiu entretanto rumos separados mas a base que construíram tornou-se num legado impressionante para ouvintes, DJs e produtores em todo o mundo. Techno de Detroit tornou-se, enfim, em género por direito próprio. Juan Atkins pre-datou toda a cena com os Cybotron, que acabaram depois de alguns singles quando Atkins e o vocalista Richard Davies começaram a divergir quanto à orientação musical. O primeiro preferia uma via mais electrónica enquanto o segundo favorecia guitarras e uma estrutura próxima do rock. O consumo de techno-pop europeu em Detroit no início da década de 80 e a forte herança funk da cidade (George Clinton como principal figura) possibilitou uma fusão ainda não testada e o híbrido que era Cybotron resultou, quando Atkins começou a produzir a solo, num som mais depurado e metronómico. KMS (Kevin Saunderson), Transmat (Derrick May) e Metroplex (Juan Atkins) foram as três editoras fundamentais para que tudo acontecesse. Inicialmente fundadas para editar música dos respectivos donos (a solo e em várias combinações entre si), rapidamente se tornaram essenciais para alimentar uma nova cultura e uma nova geração de produtores. A compilação que a Tresor agora apresenta percorre os vários alter-egos de Atkins, que espelhavam as diferenças estilísticas que o produtor optava por explorar. Cybotron é o mais puro e mecânico, com evocação directa de um futuro pessimista (Detroit cinzenta), o som abeira-se do industrial e a voz é monocórdica e sem esperança. Model 500, numa fase inicial, é o arquétipo do som de Detroit, limpo, com espaço, antes de uma certa aproximação à house, cujos pontos de referência não eram já tão distintos. Em 23 temas, «20 Years Metroplex: 1985-2005» é um compêndio fundamental para unir as pontas entre a produção actual e a génese do techno, seguindo a carreira de um dos seus mais influentes produtores para trás no tempo até à época em que o electro dominava o mundo pela primeira vez.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »