Quinta-feira, 31 Janeiro, 2019

JULIA KENT Temporal CD / LP

€ 12,50 CD Leaf

€ 17,95 LP Leaf

A música de Julia Kent vence a sua própria fragilidade. Depois de “Character” e “Asperities”, Kent largou algum fascínio por ambientes de tensão e confronto na sua música e constrói algo que se eleva acima do que resta: a fragilidade. De certa forma, “Temporal” é o que sobrevive da tensão de “Asperities”, um corpo sem protecção, exposto, e que resiste ao lado mais sónico da sua música. O seu som fica mais orgânico, a manipulação do som é subtil e – pode-se dizer – quase inexistente, no sentido de que é indiferente ou irrelevante para o ouvinte. Isto é, importante a cadência, o som supremo e gravitacional que Kent produziu e que é superior às amarras da música ambiental, do neo-clássico ou das emoções de bolso. Intenso na sua calmaria, frágil como a meditação. Um disco para ser ouvido a ser ouvido. 

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 9 Janeiro, 2019

SZUN WAVES New Hymn To Freedom 2LP

€ 20,95 2LP Leaf

Quando as coisas se alinham há muito pouco que se pode fazer. 2018 foi o ano em que o mundo se reconciliou com o jazz britânico, discos, destaques e motivações por novos nomes levaram a que se criasse um novo olhar, ou uma nova forma de olhar, pelo jazz que se faz no Reino Unido. Foi #1 na The Wire (Sons Of Kemet), reencontrou fórmulas de Madlib (Kamaal Williams) ou desfilou em ondas que assimilam a electrónica da Leaf com o New Age. “New Hymn To Freedom” foi ficando para trás nos nossos destaques: uma primeira edição que esgotou muito rapidamente é, em parte, responsável por isso. Projecto a três, Luke Abbott no comando, mais Jack Wyllie e Laurence Pike, os Szun Waves fundem as aberturas new age de Suzanne Ciani com paisagens com o rigor de um Murcof inicial, abrindo montanhas, criando passagens de rios. ”New Hymn To Freedom” é bastante auto-explicativo, quando aprendemos que todas as seis faixas no álbum resultam da improvisação dos três músicos em conjunto, sem edição ou acrescentos. Luke Abbott, Jack Wyllie e Laurence Pike tocam, entre eles, áreas tão diversas como jazz, clássica, ambiental e techno. Sem constrangimentos de género, não estão também obrigados a fazer desfilar referências óbvias de qualquer dessas áreas, preferindo, em conjunto, encontrar pontos de intersecção de onde resultam novas coisas. Nessa busca, nada soa deslocado ou despropositado. Synth, sax e bateria seguem algumas coordenadas de jazz espiritual, tão depressa integrado num salão de vistas largas como numa densa floresta, observando as necessárias diferenças de ritmo e atmosfera. A dados momentos “New Hymn To Freedon” desprende-se do impacto jazz inicial e depressa se torna numa corrente de ideias, onde os movimentos vão confluindo sempre na mesma direcção, em harmonia. Por vezes a bateria desaparece e a música dos Szun Waves parece um filme, um confluir de imagens em cores esbatidas, neutras, simples, com um conforto de lã.  


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Agosto, 2018

LWW 3PE LP Leaf

€ 15,95 LP Leaf

Luke Wyland andou desaparecido depois do final dos Au e do estrondoso “Both Lights”. Reaparece e. 2018 com o início de uma série que vem um mexer um pouco com os recursos repetitivos da electrónica actual aplicados à pop. Esconde-se por detrás de um novo nome, LWW, e “3PE” é o início de uma série de álbuns que irá lançar nos próximos tempos, das suas explorações na música minimal e do seu estudo na área. “3PE” toca em diversas frentes e o mais surpreendente é a natureza crua da música: quase todas as peças vivem ausentes de camadas, são estruturas de padrões únicos, raramente sobrepostos e, quando são, vivem pelo efeito de acumulação (à “Music For 18 Musicians” mas com a ausência de uma construção em volta disso). São, como o músico as apresenta, improvisações em volta da sua investigação neste tipo de som, mas são processos acabados, redondos e bem delineados com uma maximização da economia do som sem afectação do detalhe. É obra. Com cadências pouco usuais LWW fecha-se em becos sonoros e explora-os na sua elasticidade com noções composicionais únicas. O tema final, “PRC”, é uma viagem de ritmo emprestada aos Konono Nº1: intensa, longínqua, com o melhor do dom da abstração.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 11 Novembro, 2017

COLLEEN Colleen Et Les Boîtes À Musique LP

€ 16,50 LP (2017 reissue) Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY53V-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY53V-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY53V-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY53V-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY53V-5.mp3]

Um álbum mascarado em forma de EP, “Colleen Et Les Boîtes À Musique” foi uma encomenda do governo francês para uma emissão de rádio. Em 2006 Colleen estava à frente do seu tempo no que diz respeito ao revivalismo por library music e aventurou-se numa electrónica que agora, mais de dez anos depois, faz mais sentido depois de ouvir “A Flame My Love, A Frequency”. Uma belíssima caixinha de música, delicada e inovadora e com um arrojado sentido composicional.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 11 Novembro, 2017

COLLEEN Les Ondes Silencieuses LP

€ 18,95 LP (2017 reissue) Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY57V-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY57V-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY57V-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY57V-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY57V-5.mp3]

Em “Les Ondes Silencieuses”, editado originalmente em 2007, Colleen explora uma série de instrumentos mais clássicos e cria uma espécie de contraponto na aventura melódica e harmoniosa que tinha sido a sua carreira até então. Lento, espacial, é o disco mais a preto e branco – e real – na sua carreira. O seu tom clássico contrasta com alguns dos álbuns mais populares de Colleen, mas as notas repetidas, o hipnotismo causado pelo espaço vazio de “Les Ondes Silencieuses” expressam a tranquilidade e as cores de Colleen.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sábado, 11 Novembro, 2017

COLLEEN The Golden Morning Breaks LP

€ 17,50 LP (2017 reissue) Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY48V-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY48V-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY48V-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY48V-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY48V-5.mp3]

O segundo álbum, depois de “Everyone Alive Wants Answers”, “The Golden Morning Breaks” (2005) é uma rigorosa e saturada congestão da Colleen minimal, que procurava texturas através de loops de guitarras e da distorção causada por overdubs. Estava em confluência com o que se fazia na época, principalmente da música maioritariamente editada em CDRs na primeira metade do século XX. Ouvimo-la inspirada pelos sons que vinham dos Estados Unidos e de Inglaterra na altura, com o desejo de encontrar um som transparente através dos métodos que resolveu utilizar. Talvez tenha falhado nessa ideia de transparência, mas criou uma falsa música de câmara, cheia de identidade e com um efeito contemplativo único. Ainda hoje é um disco único, uma belíssima caixa temporal do melting pot musical que foi a primeira metade dos 2000s.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 15 Fevereiro, 2017

EARDRUM Deadbeat 12″

€ 4,00 12″ Leaf (DOCK 27)

Exemplares originais de 2001 / Original 2001 release. EXC. Sound clips and sleeve not from actual copy.

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DOCK27-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK27-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK27-3.mp3]

Uma mão no baú sai com alguns exemplares de um maxi que havíamos esquecido, injustamente. Num tempo em que a editora Leaf construía um catálogo vanguardista dentro do esquema da música popular (de rock a drum & bass), “Deadbeat” é uma afirmação tribal que colava bem com a fina exploração da ciência rítmica a que os anos 90 assistiram. Richard Olatunde Baker e Lou Ciccotelli desdobravam-se em percussões – Ciccotelli, em particular, já com um passado riquíssimo enquanto baterista de colectivos influentes na cena industrial e de rock extremo como God e Ice (em ambos com Justin Broadrick e Kevin Martin / The Bug, entre outros), Slab! e também com passagem pelos Laika e Pram. Manobras sérias, circulares, de ritmo, que hoje nos fazem lembrar General Ludd mas, em 2001, não existia comparação tão à mão.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 29 Janeiro, 2016

FRANCK VIGROUX / MATTHEW BOURNE Radioland: Radio-Activity Revisited CD / LP

€ 12,50 CD Leaf

€ 20,50 LP (Ed. Limitada 1000) Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LEAF102-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LEAF102-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LEAF102-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LEAF102-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LEAF102-5.mp3]

Talvez possamos arrumar imediatamente o assunto e dizer que não é possível melhorar o original de 1975, mas isso seria ignorar a marcha dos tempos, simultaneamente em dívida para com o passado e a tentar libertar-se dele. “Radio-Activity” dos Kraftwerk é como um poema romântico dirigido ao éter, e “Radioland” procura transmitir as mesmas noções em linguagem contemporânea. Matthew Bourne parece longe da sua ligação mais conhecida ao piano num contexto jazz, trabalhando aqui a síntese electrónica que iremos escutar mais a fundo no álbum “Moogmemory” que aí vem. Franck Vigroux parece mais naturalmente em casa, num ambiente favorável, e os dois reuniram-se ao artista visual Antoine Schmitt para a mega operação de celebração dos 40 anos desde a edição de “Radio-Activity”. A impressão geral, com “Radioland”, é de algo mais cibernético. Não sabemos se para vocês faz sentido, mas é um pouco como comparar os Cylons clássicos com os da série mais recente, sendo que ambas as versões têm méritos próprios. “Antenna”, por exemplo, um dos mais belos e humanos registos vocais dos Kraftwerk, é passado aqui por um processamento de voz que transforma a canção num assunto puramente maquinal. Há uma réstia de minimalismo Pan Sonic (Vigroux já trabalhou com Mika Vainio, mas pode ser apenas coincidência) e também um tom rude distorcido que acrescenta peso e drama. “Transistor” tenta soar mais cósmico do que o original, procurando a justificação da sua existência na polarização estilística. Todo o álbum é como uma observação extraterrestre do património humano enviado para o Espaço. É estranho relacionarmo-nos com essa perspectiva, mas o desafio aqui é perceber até que ponto o Presente consegue emancipar-se.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

SUSUMU YOKOTA Image 1983-1998 CD

€ 15,95< € 9,50 CD Leaf

“Image 1983-1998″ vai fundo no baú de Susumu Yokota, mostrando os detalhes microscópicos da sua obra passada, entre a memória do realejo perdido no tempo até composições mais complexas que se tornaram clássicos instantâneos (como “Morino Gakudan”). O ar áspero, aberto à Natureza, lembra o lado bucólico da pop de Virginia Astley, enquanto que o jogo musical entre guitarras desfeitas lembra-nos a ingenuidade sonora de Durutti Column. Esta compilação é, pela sua bravura e perfil biográfico, um dos melhores documentos da arte de Susumu Yokota, onde as ideias existem para além da forma, e onde percebemos a verdadeira sensibilidade e espiritualidade que o comanda.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

SUSUMU YOKOTA The Boy And The Tree CD

€ 15,95< € 9,50 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY25CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY25CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY25CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY25CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY25CD-5.mp3]

“The Boy And The Tree” é o último álbum para a Leaf, saído em Setembro de 2002, depois de pouco mais de um ano sobre o best-seller “Grinning Cat”. E tal como este disco, é ainda a Natureza à sua volta que o contamina, dizendo mesmo que o rapaz do título é ele e as árvores são justamente as que o circundam na nova casa, nos arredores de Tóquio. Para além desta influência, “Mononoke-hime” do mestre da animação japonesa Hayao Miyazaki também provocou um grande impacto neste álbum, deixando-o ainda mais entregue à fantasia e à construção (sonora) de mundos que vagamente reconhecemos. Há um punhado de clássicos espantosos em “The Boy And The Tree”, mas há também alguma repetição de fórmulas e sons que fazem com que alguma da magia que Susumu Yokota tão abundantemente exalou em tão pouco tempo se vá esvanecendo como a luz no final do dia. Ainda assim, Índia, oriente, música clássica, contemporânea, tribal, Verão e Inverno, água e ar, fogo e gelo, e novamente Steve Reich, tudo aparece no cenário deste álbum, deixando-nos entregues à nossa imaginação.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

SUSUMU YOKOTA Sakura CD

€ 15,95< € 9,50 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY13CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY13CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY13CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY13CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY13CD-5.mp3]

Poucos meses depois de “Magic Thread”, “Sakura” era mais um álbum que aparecia no mercado europeu, mostrando a torrente criativa que Yokota conseguia materializar em obras plenamente fechadas e conseguidas. Em momentos – como “Hagoromo” -, ouvimos o artesanato de Jon Hassell ou Brian Eno, com uma espécie de música circular, como uma caixa de música de encantar; noutras parece que viajamos à Noruega, uma década antes, ao techno de Biosphere; noutras, vemos a sombra de Steve Reich, mais uma vez, a tingir os seus ambientes. As peças parecem estar mais definidas que em “Magic Thread”, com alguns motivos a parecerem estudos arrítmicos para algo mais dançavel, mas nada falta a “Sakura”, onde voltamos a ouvir alguma da mais rica música ambiental da década, cheia de profundidade, classicismo e alta-definição.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

SUSUMU YOKOTA Grinning Cat CD

€ 15,95< € 9,50 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY17CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY17CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY17CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY17CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY17CD-5.mp3]

“Grinning Cat” é uma obra sobre a felicidade. Susumu Yokota afastou-se do centro de Tóquio para os subúrbios, onde espaço, natureza e vida selvagem passaram a visitá-lo com maior frequência. A sua casa passa a albergar três gatos que trazem aquela paz que os felinos conseguem trazer a quem, obviamente, está preparado para a receber. Perante a melancolia que o afastamento da cidade provoca, “Grinning Cat” investe o seu charme no lado acústico, com piano e percussão e vozes a povoarem grande parte dos temas, como um híbrido estranho que se entranha, lembrando-nos, por vezes, a magia multicultural de Musci & Venosta. Voltam também os pequenos temas enterrados em lo-fi, como se fossem transmissões rádio perdidas no tempo, que nos fazem lembrar aquelas músicas que ocupam os sonhos bonitos nos filmes. E depois há “Lapis Lazuli”, ou seja, Susumu Yokota a mergulhar de cabeça em Steve Reich e a mostrar-nos, declaradamente, uma das suas maiores inspirações para este seu lado ambiental. Também “Tears Of A Poet” merece distinção: é um melting pot sublime de estilos e sons, quase todos opostos, onde um crescendo ambiental é suportado por um saxofone que lembra “Body Heat” e os aplausos finais dizem o que pensamos. Tornou-se num dos discos mais vendidos da Leaf.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2015

SUSUMU YOKOTA Magic Thread CD

€ 15,95< € 9,50 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY11CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY11CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY11CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY11CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY11CD-5.mp3]

Em Março de 2000, “Magic Thread” aparecia deste lado do mundo como o primeiro álbum de Yokota de originais – saíra dois anos antes na sua Skintone (e, como curiosidade, antes de “Image”). Mais polido e com temas mais longos, “Magic Thread” mostra espaço e ambição importantes, introduzindo ritmo em alguns dos temas, provando que a alquimia do japonês não se resumia à construção ambiental e acústica – ele era na verdade um músico do techno que tinha vindo para este lado do espelho. Apesar do seu lado mais electrónico e rítmico, tudo o que aprendemos a valorizar na música de Yokota estava intacto: melodias frágeis, ambientes hipnóticos, composições repetitivas e minimais, escrita ambiental experimental, e algo fantasmagórico que parecia querer ingenuamente assustar-nos. Com este “Magic Thread”, Susumu Yokota passava a ser, como Ken Ishii, um dos primeiros japoneses com edições regulares na Europa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 2 Abril, 2015

WILDBIRDS & PEACEDRUMS Iris MLP

€ 9,95 MLP Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DOCK56-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK56-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK56-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK56-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOCK56-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 1 Abril, 2015

POLAR BEAR Same As You CD / 2LP

€ 15,95 € 11,95 CD Leaf

€ 24,50 € 21,50 LP Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY98CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY98CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY98CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY98CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY98CD-5.mp3]

O álbum anterior pode ter feito surpresa em ser nomeado para um Mercury Prize, mas acreditem em nós quando dizemos que este é bem melhor e que também pode ser o melhor disco dos Polar Bear. Depois da explosão da ideia, da intensidade e da urgência, “Same As You” traz um universo de coisas serenas apensas ao jazz, com os duplos saxofones de Pete Wareham e Mark Lockheart em diálogo incrível, formando os pontas de lança que operam em nome do centro das operações – Sebastian Rochford, o líder disto tudo, em bateria, impondo tudo o que uma secção rítmica tem que impor – com a ajuda, obviamente, de Tom Herbert em contrabaixo. Embrulhando tudo com primor, Leafcutter John, o eterno mago esquecido da colagem electrónica inglesa. Pensem em tribal, em primordial quando a força está com eles. Pensem em riquezas, brilhantes e ouro quando Pete e Mark sopram em conjunto. Pensem em “que se passa ‘realmente’ aqui?” quando perceberem o que Leafcutter poderá estar a fazer com as suas máquinas e guitarra. No fundo, senhoras e senhores, é música pop sem o ser, onde o jazz promíscuo volta a ganhar alguma dignidade, e onde a palavra fusão pode trazer um sinal de boas notícias. Um discão, cheio de cores e sons, com imediatez e subtilezas incríveis, que devia fazer um estrago grande por aí fora. Se não fizer, façam vocês em casa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 6 Novembro, 2014

WILDBIRDS & PEACEDRUMS Rhythm CD / LP

€ 15,95 € 11,95 CD Leaf

€ 17,50 € 15,95 LP+CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY94CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY94CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY94CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY94CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY94CD-5.mp3]

Wildbirds & Peacedrums são um dos mais originais projectos dos últimos anos. Não vos temos escondido isso. Mas convém sempre lembrar. Este duo, marido e mulher, de Estocolmo, continua a trilhar um caminho que tem tanto de original como de corajoso. Voz e percussão pode não ser um combo original, nem na pop, mas a energia de Mariam e Andreas transpõe barreiras e convoca demónios. Depois de a ambição ter tomado conta do duo – o que só lhes ficou bem, atenção! -, com “Rivers”, sobretudo, em 2014 assumem que o seu objectivo foi regressar às origens, quando tudo circulava à volta da voz incrível de Mariam e das múltiplas percussões e bateria de Andreas. Talvez tenha sido por causa das suas ocupações recentes: Mariam lançou um disco a solo mais convencional e andou a fazer pela vida; Andreas não tem tido mãos a medir com os seus Fire!, na versão trio (com Mats Gustafsson) ou nas várias exposições como orquestra (onde também canta Mariam). Então, de volta às raízes da raiz. O que não quer dizer que não hajam canções que parecem ter uma orquestra à sua volta: “Gold Digger” é épica, “Soft Wind, Soft Death” é uma festa, e “Everything All The Time” é auto-explicativa. Mais opções, mais soluções, mais ideias: incrível como havia tão mais para nos dar. Fabuloso.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Junho, 2014

ROLL THE DICE Until Silence CD / 2LP

€ 15,95 € 11,95 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY89CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY89CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY89CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY89CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY89CD-5.mp3]

Só quem não presta atenção a estes textos é que pode ficar surpreendido com o estardalhaço que este disco está a fazer na Flur. Andamos há anos a disparar elogios para os Roll The Dice – primeiro na Digitalis, com o homónimo; depois na Leaf com “In Dust” -, e nem nos nossos sonhos mais intrincados esperaríamos que “Until Silence” fosse assim. Porque, sobretudo, vivíamos dentro das máquinas destes suecos, engolindo todos os sons que saiam dos seus modulares analógicos. E estávamos bem felizes – honestamente? os seus dois álbuns anteriores são obras-primas! Mas quem nasceu para ter ideias maiores que as nossas está condenado a fazer-nos isto, deixar-nos de queixo caído, ultrapassando-nos completamente. Se achavam que Roll The Dice fazia música épica, poderosa e dramática, então o que dizer se a isto juntarem uma orquestra de 26 instrumentos de cordas? Erik Arvinder foi o mágico contratado e o resto, caros amigos, é um monumental arrojo estético, ambicioso e esmagador, evitando todos os caminhos normais para este tipo de orquestração. Não sublinha nem sugere: cria todo um universo paralelo que nunca se desliga da música das máquinas de Roll The Dice. Apetece inundar este texto com adjectivos, mas basta ouvirem excertos de “Until Silence” para uma melhor compreensão do nosso fascínio. Que álbum incrível.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 28 Abril, 2014

POLAR BEAR In Each And Every One CD

€ 15,95 € 11,95 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY90CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY90CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY90CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY90CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY90CD-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Julho, 2013

MELT YOURSELF DOWN Melt Yourself Down CD

€ 15,95 € 11,95 CD Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY85CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY85CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY85CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY85CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY85CD-5.mp3]

Já nem nos espantamos quando a editora Leaf nos troca as voltas. De tanto rodopio, nem sabemos bem onde devemos assentar os pés para ouvirmos os seus discos. Aliás, preste-se atenção à declaração de intenções para este “Melt Yourself Down” – o nome já é um programa: é o som de Cairo em 1957, de Colónia 1972, de Nova Iorque 1978 e de Londres 2013. Mesmo que este mapeamento falhe redondamente – e a mera enunciação destas coordenadas é o anúncio do seu falhanço -, fica exposto o livro de bordo desta nave que navega livremente pelo tempo e pelo espaço. De resto, o que se poderia esperar de uma banda que parece só saber tocar em convulsão rítmica? De uma banda que tem Polar Bear, Heliocentrics, Rokia Traoré, Mulatu Astatke ou Transglobal Undergound no seu código genético só podemos esperar muita coisa e graças a deus que é tudo bom. A apresentação do disco ainda fala em vudu, num festim, numa trip, num protesto, num ritual. É isto tudo, tocado num estado febril, como se se aproximasse um tornado. Todas as certezas serão destruídas por este vendaval punk e se vamos ou não derreter-nos com esta temperatura só dependerá do estado do nosso sangue e de como ele nos corre nas veias. Estonteante e imperdível para quem o ritmo de África e das Caraíbas está no topo da “pirâmide”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 26 Abril, 2013

CARIBOU Up In Flames LP + CD

€ 19,50 LP (Edição Limitada) Leaf

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BAY26VC-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY26VC-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY26VC-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY26VC-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BAY26VC-5.mp3]

EDIÇÃO ESPECIAL RECORD STORE DAY 2013

Vinil vermelho-chama. Inclui CD. Edição limitada a 600 exemplares.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »