Quarta-feira, 3 Outubro, 2018

LOW Double Negative CD / LP

€ 14,50 CD Sub Pop

€ 19,95 LP (vinil colorido) Sub Pop

Ao longo de anos – apesar de se poder falar em “décadas”, é difícil haver à-vontade para tratar os Low assim – a música dos Low foi feita de gentis construções para chegar a um fim. A palavra-chave aqui é construção, havia toda uma ideia poética de caminho, de uma travessia que, por mais dolorosa – ou triste – que fosse, seguia uma narrativa. Nos dois últimos álbuns, “Ones And Sixes” (2015) e este “Double Negative”, parecem negar tudo o que existiu. A música dos Low regrediu
– isto é um elogio. Se nos primeiros álbuns existia uma sensação de esqueleto bem constituído por guitarra-baixo-bateria, e um dos
melhores elogios que se podia fazer aos Low de então era de que como a sua música apesar de soar a um esqueleto, pelo minimalista, era vestida de belas metáforas. No fundo, as palavras eram as roupas das suas canções. Há diversos álbuns em que os Low se concentram no som, apenas no som (até nos anos 90, com “The Curtain Hits The Cast”), mas nenhum é tão relevante como este “Double Negative”: no fundo, eles querem que o ouvinte se abstraia das canções, dos Low, e procure um caminho nas densas massas de som que criaram. É um álbum fascinante para nos perdermos. Para nos perdermos da noção de canções, de faixas, de entrar a fundo na ideia de uma peça longa do início ao fim. É um disco de portas a bater, constantemente a abrirem-se e a fechar, ausente da ansiedade de outros momentos dos Low: talvez com um vazio mais final. É difícil de esperar – nós sabemos – que a atenção ainda esteja focada em bandas como os Low, em 2018. Mas com discos tão bons como estes é crime passarem despercebidos. Arrebatador.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 24 Setembro, 2015

LOW Ones And Sixes CD / LP

€ 14,95 CD Sub Pop

€ 23,50 2LP (+ mp3) Sub Pop

[audio:http://www.flur.pt/mp3/SP1144CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP1144CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP1144CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP1144CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP1144CD-5.mp3]

Há uns anos que os Low não são aquilo a que foram associados quando surgiram e que desenvolveram ao longo dos anos 1990. O slowcore desapareceu porque tinha de desaparecer, mas a banda continuou o seu caminho tendo por base essas origens. De certa forma ainda são slowcore, mesmo nos seus álbuns mais rock ou na direcção que seguiram nos seus dois últimos registos, “C’mon” e “The Invisible Way”. O que nunca mudou foram as vozes de Alan Sparhawk e de Mimi Parker e, sobretudo, quando os dois cantam em conjunto. Há uma zona de conforto nesse acontecimento para quem foi “educado” pelos Low e é uma harmonia irrepetível no universo rock das últimas três décadas. “Ones And Sixes” é um regresso aos momentos mais calmos, controlados e lentos da banda, embora exista uma presença mais sintética nos instrumentais. Mesmo assim guarda aquele sentimento de que se está em casa. E isso será sempre algo muito especial que está guardado nos Low.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »