Quinta-feira, 5 Julho, 2018

JOHN COLTRANE Both Directions At Once: The Lost Album 2CD / 2LP

€ 23,95 2CD Verve / Impulse!

CD EM BREVE / SOON

€ 46,50 2LP Verve / Impulse!

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

O período na Impulse! de John Coltrane foi prolífero em todos os sentidos possíveis. Talvez pelo que se conhece da história, do contrato – dois álbuns por ano – e da criatividade que se conhece do saxofonista durante a década de 1960, até à sua morte em 1967, não é de estranhar que surja em 2018 um álbum ainda por editar. A história que se conta actualmente sobre “Both Directions At Once: The Lost Album” é que ficou perdido numas mudanças da sua primeira mulher. Gravado em 1963 com o seu quarteto clássico, McCoy Tyner, Jimmy Garrison e Elvin Jones é um sustento por si só, mas que também, devido à fórmula de improvisação de John Coltrane, oferece coordenadas, ou bases, para outras composições de Coltrane que se conhecem há muito tempo. A edição deluxe tem uma série de takes alternativos que, à semelhança das caixas que saíram em anos recentes em volta de sessões de outros discos, redesenham o imaginário em volta de temas que se conhecem há muito tempo. Extraordinário nos seus 90 minutos e um pedaço importantíssimo de história que se fica a conhecer em que 2018. E, mais importante, que não fica por ouvir.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Julho, 2018

V/A / STUART BAKER Black Fire! New Spirits!: Images of a Revolution: Radical Jazz in the USA 1960-75 LIVRO

€ 32,50 € 18,50 LIVRO Soul Jazz

hardcover, 192 páginas, 30.5 x 30.5 cm

No percurso de talhar partes da história da música popular – e não só – em compilações, a Soul Jazz por vezes esmera-se e publica livros que servem para acompanhar esses lançamentos mas, também, para organizar à sua maneira partes da história. O jazz, ou free jazz, jazz espiritual, tem sido uma das suas bandeiras ao longo da sua década e meia, com algumas compilações ou reedições de discos que há algum tempo estavam descatalogados, de Nathan Davis, Tribe, Art Ensemble Of Chicago, Steve Reid ou Marcus Belgrave. Em 2014 lançaram a compilação “Black Fire! New Spirits!: Images of a Revolution: Radical Jazz in the USA 1960-75” que se fez acompanhar por este livro que agora recebemos com um preço muito simpático. Concentra em cerca de 200 páginas uma breve história e mini-biografias de alguns intervenientes do jazz americano – especialmente o nova iorquino – que mudaram a história para sempre, acompanhado de boas fotografias que tornam esta edição numa espécie de mini-guia, em tamanho 12”, para este período, com coordenadas do antes e o depois: não só no jazz, mas no soul, funk e rock norte-americano.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Julho, 2018

MKWAJU ENSEMBLE (MIDORI TAKADA) Ki-Motion CD / LP

€ 12,50 CD (2018 reissue) WRWTFWW

€ 24,50 LP (2018 reissue) WRWTFWW

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Cronologicamente, “Ki-Motion” é anterior aos dois álbuns até agora reeditados de Midori Takada. Este é o seu ensemble em gravações de 1981, buscando em África a inspiração para o minimalismo rítmico que ouvimos. Marimba, vibrafone e outros instrumentos de percussão tecem uma narrativa auto-explicativa que começa e termina na noção de ritmo como espelho da vida. “Angwora Steps” destaca-se das restantes composições pela intensidade do tom e a ambiência gorda de uma espécie de big band de percussão. Por associação, na procura de referências, ouvimos ecos de algumas bandas sonoras com cenários no Oriente (“Merry Christmas Mr. lawrence” de Ryuichi Sakamoto ou “The Killing Fields” de Mike Oldfield, por exemplo), ainda uma vaga memória de Jon Hassell, mas o modo como Midori Takada conduz este salto entre continentes (África – Ásia) é conciso e percorre o seu próprio caminho. Menos ambiental que “Through The Looking Glass” e “Lunar Cruise”, “Ki-Motion” procura reflectir a dinâmica natural da energia vital Ki que, de acordo com a tradição oriental, percorre todas as coisas. Muito especial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Julho, 2018

DJ FETT BURGER and STILETTI ANA 358 Men 2LP

€ 15,95 2LP Freakout Cult

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Equipa Noruega-Finlândia a encerrar (possivelmente, é a notícia que corre) o catálogo Freakout Cult. Parceiros de outras edições, Fett Burger e Stiletti Ana garantem o espaço de dois vinis para usufruir de mais tempo e conseguirem mostrar o enorme à-vontade em diferentes tempos, ritmos e maneiras de estar. Desde logo, o lânguido, romântico “Smell The Gasoline” fica como parte central deste álbum, com os seus 13 minutos a evoluirem segura e sensualmente. House, Disco, Jazz astral, bateria afro (muito Tony Allen em “Brain Dead”), um regresso não anunciado à bandeira de trabalho Disco, entendida como albergue de múltiplas sonoridades. Zero bombas, tudo subtileza e elegância.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 28 Junho, 2018

DJ RAPH Sacred Groves CD / LP

€ 11,50 CD Noland

€ 16,95 LP Noland

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Grooves (Groves?) de Nairobi em transe para convocar o tradicional. O ríquíssimo legado musical africano, tomado aqui como um todo, é respeitosamente manipulado por DJ Raph (Kenya). Gravações etnográficas pan-africanas misturam-se com elementos contemporâneos para formar um álbum contido, ao invés de exuberante. “Chant Of The Umuhara”, por exemplo, sempre à beira de rebentar, nunca concretiza a promessa, e isso torna até a experiência bastante mais intensa. Da mesma forma, outras faixas no disco são construídas com elementos mínimos, estabelecendo um ritmo de base que quase funciona como dj tool. Em “Bird Trap”, totalmente composta em torno de um coro de vozes, a batida, o ritmo, é apenas intuído – todo o movimento é subtil; num dos momentos mais abertos, “Ikondera” quase se assemelha aos Material de “Hallucination Engine” (1994), “Earthstep”, a faixa mais longa (5 minutos) apresenta um ritmo stop-start apenas concretizado no último terço. Um dos apelos maiores deste álbum é a espécie de ideia de esboço, mantendo as gravações originais como energia principal e as intervenções actuais apenas como reforço do que já lá está. Estranho, desafiante.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 27 Junho, 2018

DJ RICHARD Dies Irae Xerox CD / 2LP

€ 12,50 CD Dial

€ 19,95 2LP Dial

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

DJ Richard gravou para a Dial um álbum de nervo quase industrial que, de olhos fechados, poderiamos atribuir à L.I.E.S. A utilização de caixas-de-ritmo punitivas em “Vanguard” ou “Pitfall”, junto com o ambiente saturado, mostra uma viagem por metrópole desolada, suja e sem Sol. “Tunnel Stalker” acrescenta alguma ameaça; “In Broad Daylight” não traz, efectivamente, luz, e em meio a estes exercícios rítmicos fechados e aprovados, Richard espalha alguma tranquilidade (falsa) em faixas ambientais épicas que recordam Gas ou certos momentos menos pop na série “Pop Ambient” da Kompakt. “Gate Of Roses” fecha o disco com promessa de nada, mas tudo ficou dito. Álbum muito diferente do que é regular na editora Dial, em linha com o tempo cinzento e a nova brisa industrial trazida por vários nomes do circuito de música de dança (Helena Hauff, Lord Tusk, etc.)

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 27 Junho, 2018

MARTYN Voids CD / 2LP

€ 12,50 CD Ostgut Ton

€ 18,50 2LP Ostgut Ton

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

“Voids” assume sem pudor a herança de algum techno continental menos formatado dos 90s e sucessivas vagas britânicas de estilos quebrados para a pista de dança (2 step / UK garage, dubstep, sobretudo). O que o título sugere mais imediatamente não é de todo reflectido na complexa rede de ritmo e descargas de graves. Nem, por outro lado, é um álbum que possa ser colocado na pista sem reflexão. Essa reflexão é sobretudo proporcionada pela belíssima “Try To Love You”, uma incrível pausa de quase 4 minutos em que o motivo circular de piano substitui quaisquer palavras ou batidas. “World Gate” assenta num compasso 4×4, entrando mais em linha com a tradição techno da Ostgut Ton. O modo como a faixa se transforma em atmosfera, na segunda metade, é bastante sublime, tal como as variações de ambiência na última “Void Two”. Rave clássica, com a diferença de estar presente nos nossos dias.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 26 Junho, 2018

CHRISTINE FRANTZ / SLEAFORD MODS Bunch Of Kunst: A Film About Sleaford Mods CD + DVD

€ 18,95 CD + DVD F&F Production

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

O que torna vitais dois homens bem para lá dos quarenta anos de idade é bastante aparente, ao escutar a música de Sleaford Mods. Jason Williamson e Andrew Fearn fixaram o que é efectivamente uma fórmula despreocupada, como se pode ver nos concertos. Um canta e dá o litro, o outro dispara a música pré-gravada e fica parado a abanar a cabeça, fumar e beber umas cervejas. O charme deste set up nem sequer é punk, é para lá de estilos, apesar da franja cuidadosa de Williamson. “Bunch Of Kunst” mostra partes de Nottingham (menos a rua onde Williamson habita, a pedido da mulher), ensaios, conversa sobre a vida numa Inglaterra vergada pela austeridade, mostra pessoas com teorias sobre a relevância social de existir uma banda iconoclasta e a um nível de rua tão esclarecido que possa contar as coisas como elas são (e chamá-las pelos nomes) e ter um apelo artístico forte. A preparação de um sound check em que se arranja uma pilha de grades de cerveja para Andrew Fearn colocar o seu laptop revela a descontracção com que parece ser feita a vida na estrada de Sleaford Mods. Uma senhora de 54 anos confessa ter sido o melhor concerto da sua vida desde os Sex Pistols em 77. Quem de entre vocês estamos a tentar convencer? E para quem actuam os Sleaford Mods? Para toda a gente, num mundo em contacto com os seus problemas ainda, sempre, crescentes. Shots de verdade.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 7 Fevereiro, 2017

V/A Antologia De Musica Atípica Portuguesa LP

€ 19,95 LP Discrepant

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Nem os nomes são habituais no universo que nos toca nem as inspirações originais são acessíveis a todos, mas a linha condutora deste primeiro volume – “O Trabalho” – gerou música nas margens, já que o termo Atípica só se justifica por oposição a Típica, Tradicional. Entre gravações de campo, resquícios de originais, filtragem pesada, clones irreconhecíveis (“Laurindinha” de Tiago Morais Morgado), “Sede E Morte” (Filipe Felizardo, com a voz mesmo ali à beira de acontecer), Calhau! e a sua cena gutural (sem trocadilhos, desta vez), narrativas mais naturais (“A Maria Cavaca”, de Peter Forest), reconstrói-se uma ideia de identidade, geralmente com atenção a uma certa melancolia que, já se sabe, é característica do ser português, mesmo num cenário de acção como são as canções de trabalho. Hauntology nacional.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Live Low – “Antiplot” (2:31)
Negra Branca – “O Espatelar Do Linho” (5:31)
EITR – “Cicuta” (5:53)
Luar Domatrix – “Bocadinho De Alentejo” (3:47)
Gonzo – “Agora Baixou O Sol” (4:38)
Tiago Morais Morgado – “Laurindinha” (1:09)
Filipe Felizardo – “Sede E Morte” (5:53)
Gonzo & Luar Domatrix – “Ja La Gritam No Calvario” (1:54)
Calhau! – “Pecunibal” (4:02)
Peter Forest – “A Maria Cavaca” (7:44)

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 11 Dezembro, 2015

PIERO UMILIANI Continente Nero LP

€ 16,50 LP (2015 reissue) Omnicron

OUVIR / LISTEN:
Oasi, Rivoluzionari, Preparativi, Piffero Africano, Nuove Realta

Originalmente editado em 1975, “Continente Nero” é um disco sublime de jazz/electrónica/exótica. As cópias que recebemos não são originais – queriam! – mas de uma reedição não oficial que nos surgiu à porta e fomos incapazes de recusar. Já conhecíamos o disco, a qualidade do som pareceu-nos suficientemente boa para apostar. Primeiro porque este ano foi particularmente prolífico em reedições – oficiais e não – de discos de Umiliani, dos seus mais diversos campos de actuação e correctamente adjectivados e sintonizados com a sua história e influência. “Continente Nero” é um paraíso do início ao fim. Não é uma questão de nos transportar para algum lado, mas da música evocar um lugar de não-pertença e de criar uma combinação única entre jazz, electrónica e música folk. O som ligeiro facilita a entrada no disco. Que é em si bastante fácil, mas quando se esmiuça há momentos ridiculamente complexos e que estão para além da paisagem agradável da exótica ou da library music. E tal como outros discos de Umiliani de que falámos nos últimos meses, há todo um lado de que isto é algo que não é, soa a uma coisa mas é outra, parece-se com isto mas afinal é aquilo. Até quando vai directo ao jazz (em “Nuovi Fermenti”) há um embalo que nos faz afastar dos rótulos e aceitar isto apenas como música de paisagem, música ambiente. Música ambiente perfeita, uma espécie de descrição do paraíso ao longo de dezasseis temas. Uma pérola.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »