Sexta-feira, 31 Julho, 2009

THE FIERY FURNACES The End Is Near 12″ + Poster

€ 8,95 12″ + POSTER (Edição Limitada) Thrill Jockey


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 31 Julho, 2009

MONKS Black Monk Time CD / 2LP

€ 16,50 € 12,95 CD (Reedição) Light In The Attic

€ 37,50 € 29,50 2LP (Reedição) Light In The Attic

No “Krautrocksampler” Julian Cope dedica-lhes as páginas iniciais e deixa claro que os Monks têm um lugar especial na génese do kraut. Em meados dos anos 60, os Monks eram um grupo de ex-militares americanos estacionados na Alemanha que, para ajudar a passar o tempo, decidiram formar uma banda de rock. Era 1964 e como The Five Torquays, davam os primeiros passos. Rebaptizaram-se como Monks pouco tempo depois. “Black Monk Time” é filho único, apareceu dez anos antes de 1976 mas antevê a revolução punk que estaria para vir. O título veio de “It’s Monk’s Time”, disco seminal do pianista Thelonious Monk, a crueza e a energia vieram das bandas de garagem americanas. Tudo cozinhado com guitarra em linha com um pedal de fuzz, banjo, órgão, baixo, bateria e vocalizações que chegam a tocar algo de tão improvável como o tirolês. As 36 páginas do luxuoso libreto contam a história de foma mais colorida, enquadrando-a com fotos e memorabilia. Em tempo extra há 6 bónus, que compreendem os dois singles editados, um inédito não antes disponível noutra reedição e um tema ao vivo. Sente-se o amor da editora por esta edição (num CD perfeito e num LP de luxo intenso e inebriante) e só nos resta retribuir. Obra-prima essencial e agora em edição (e preço!) imperdíveis.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 31 Julho, 2009

THE FIERY FURNACES I’m Going Away CD

fiery_furnaces_im_going_away_100

€ 14,50 CD Thrill Jockey

Lar doce lar. Nada bate a sensação de nos sentirmos em casa. A sensação, não a ideia de estarmos realmente em casa ou mesmo entre quatro paredes. A discografia inteira dos Fiery Furnaces é uma longa aproximação da ideia de “casa” ou “lar”. Há discos muitos bons, outros menos bons, mas o todo é uma coesão de ideias que parece ter um destino. Se a carreira terminasse em “I’m Going Away” (oxalá que não), o destino seria a casa. Isto porque é um disco tremendamente caseiro (não no sentido DIY): o aconchego do som dos Fiery Furnaces aproxima-se mais do que nunca da familiaridade da nossa cama. Talvez pela ideia de família íntriseca na banda (Matt e Eleanor são irmãos) ajude, ou talvez seja só uma depuração da sua ideia de canção pop. Única, reconhecível em qualquer lugar, difícil de copiar pelos imitadores, ainda por cima quando os irmãos Friedberger nunca foram uma tendência, mas uma banda fora de mão em relação ao que o mundo nos diz para ouvir. Por outras palavras, jogaram sempre no seu terreno, em casa, e isso ajudou a não corromper – palavra feia – o ciclo iniciado em “Gallowsbird’s Bark” e sim a depurar uma série de objectivos aí lançados. Houve supostos passos em falso (“Rehearsing My Choir”), mas ninguém se arrepende de ter ouvido tudo o resto. Aliás, agradece-se. Porque é isso que se deve fazer quando alguém os faz sentir tão bem.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 31 Julho, 2009

ROBERT ASHLEY Automatic Writing CD

robart ashley automatic writing

€ 17,50 € 13,95 CD Lovely Music

Segunda proposta retirada de uma discografia da qual admitimos: somos fervorosos fãs! “Automatic Writing” de 1979 é peça-chave para descobrir Ashley. Nasce do fascínio do compositor pelo processo de criação através da escrita ou discurso inconsciente e involuntário. Durate quase 5 anos, Ashley registou o seu próprio discurso involuntário, retirando daí a base para esta peça. O resultado é singular. As vozes de Ashley e Mimi Johnson, sobre pista de electrónica variada e Polymoog. Música mágica feita de transparências, que se funde com o nosso espaço e que se apropria do som alheio, por vezes a tocar o limiar do audível. Para completar a edição, e para além da peça homónima, duas obras registadas uma década antes: “Purposeful Lady Slow Afternoon” (1968); “She Was A Visitor” (1967).

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2009

Galactic Zoo Dossier #8 em stock – Preço Especial!

galactic zoo 8

V/A
Galactic Zoo Dossier #8
REVISTA + CD Drag City – 18.50 eur 13.95 eur

Primeiro em formato fanzine, mais tarde compilados em paperback, formato que se mantém e no qual Plastic Crimewave continua a editar o sempre fantástico e pessoal Galactic Zoo Dossier. Um quem é quem escrito na sua quase totalidade e ilustrado pela pena do cabecilha dos Plastic Crimewave Sound. Provavelmente, poucos serão os que já não conhecem o formato que rapidamente se tornou referência no meio daquilo que se edita sobre rock e psicadelismo. Aqui há espaço para arqueologia e para o que hoje acontece, do que já é referência e do que pouco se conhece e que urge descobrir. No número 8 há entrevistas a Vashty Bunyan, ao guitarrista Djin Aquarian da tribo de Ya Ho Wha 13, aos Guru Guru e também ao lendário Peter Walker que, por alturas do Record Store Day e em visita a Lisboa, nos ofereceu um memorável quarto de hora de guitarra aqui na loja. Mas também há artigos de fundo sobre Del Shannon, The Gods, Hoyt Axton, Eddie Hazel, Brian Wilson, MV & EE, The Georges Edwards Group, The Zombies, The Four Tops, entre muitos outros. Pelo meio há banda desenhada e desenhos avulso para descobrir nas suas 88 páginas, abrilhantadas pelo habitual CD, quase todo ele feito de raridades e inéditos. E para juntar a um baralho que já vai grande, há ainda os cromos coleccionáveis, ilustrados com figuras do panteão do psicadelismo e da folk astral.

CD I Can’t Get It Out Of My Turn To Stone Head – Unearthed Expansive Sounds (1968 – present)
01. TJ Hooks Rap 02. Petrus (feat. Ruthann Friedman) “There Isn’t Time” 03. Mushroom “Where I Belong” 04. Mom’s Boys “Yellow Pill” 05. The George Edwards Group “Nevada” 06. YoHoWha 13 “Whistling Winds” 07. Rudy & The Love Slaves “Tormentors Theme” 08. Simply Saucer “Baby Nova” 09. Monster Magnet “Black Wawa” 10. Puffy Areolas “Hold It Back” 11. C.I.G.S. “Down On The Street” 12. Mondo Drag “Light As A Feather” 13. La Otracina “White Energy” 14. Creeping Nobodies “Beltane” 15. Plastic Crimewave Sound “Shifting Sands” 16. Naked Death “Sex Circus Theme (excerpt)” 17. Samara Lubelski “Snowy Meadows II (live)” 18. Vashti Bunyan “I’d Like To Walk Around In Your Mind (live)” 19. Christina Walker “Tune On Karen Dalton’s Guitar” 21. The Joy Poppers “Chewy Galoshes” 22. Leslie Anne Mackenzie Stein “End Titles”


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2009

TOBACCO Fucked Up Friends CD

tobacco fucked up friends

€ 16,50 € 12,50 CD Anticon  ENCOMENDAR

Fiel à tradição desconstrucionista (isto existe?) da Anticon, Tobacco mete em álbum dezasseis faixas de ciência breakbeat analógica (assim parece), algures entre hip hop, maximal e funk espacial. O disco não abranda mas isso não significa que é um bloco indistinto de energia que se esgota no próprio suor. Imaginem a articulação de samples de DJ Shadow aplicada a hip hop fabricado numa nave espacial, “Intergalactic” dos Beastie Boys sem o rap e com muito mais camadas e cores psicadélicas, Add N To (X) com menos ruído mas a mesma intensidade. Épico e, podemos dizê-lo, talvez até mais à vontade no universo Stones Throw do que propriamente na actual Anticon.


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 30 Julho, 2009

SECTION 25 Nature + Degree CD

section 25 nature degree

€ 14,50 € 12,50 CD LTM

Sexto álbum de estúdio em pouco mais de 30 anos para esta banda clássica formada em Blackpool. “Clássica” no sentido em que depois do punk houve como que um reset na música urbana, começando muita coisa de novo com os Joy Division. Section 25 não foram excepção, o seu primeiro álbum “Always Now” soa bastante a JD (como por exemplo até os A Certain Ratio chegaram a soar no início). A meio da década de 80, com ajuda na produção de Bernard Sumner dos New Order, o álbum “From The Hip” é, ainda hoje, um marco na new wave electrónica que também tinha lugar nas pistas de dança. “Nature + Degree” não é o regresso da banda, esse aconteceu em 2007, muitos anos depois de “From The Hip”, mas a recente actividade ao vivo dos Section 25 (e uma nova vocalista) exibem um novo vigor cyber rock num corredor paralelo onde Juan Maclean se funde com Sisters Of Mercy.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 28 Julho, 2009

THE LIGHT OF SABA Africa / Sabebe 12″

LIGHT OF SABA africa

€ 8,50 12″ Honest Jon’s

Tal como Wareika Hill Sounds, The Light Of Saba (Cedric Im Brooks) faz reggae no espírito grounation, mais tribal e ritual, e a faixa principal neste maxi acaba por poder inserir-se num outro ritual: a versão ‘disco-fied’ assenta perfeitamente num set old-school de raízes para dançar em ritual de comunhão (talvez não à noite e sim de manh\a ou final da tarde). Cedric Im Brooks incorporava no seu som algo de Hugh Masekela e Fela Kuti, e “Africa” exemplifica muito bem a ponte transatlântica com a Jamaica.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »