Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

SMOG Forgotten Foundation LP

€ 17,95€ 14,50 LP Drag City

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DC-13-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC-13-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC-13-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC-13-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC-13-5.mp3]

Bill Callahan parece ir tendo cada vez mais adeptos da sua música, mas muitos deverão ir desaparecendo à medida que mergulhamos fundo na sua discografia e entramos naquela zona cinzenta em que se resgata o diamante bruto das entranhas da genialidade. É nessas alturas em que se experimenta muito e se atira a maior quantidade de barro à parede. Em 1992, Bill Callahan saía da área das cassetes, entrava na Drag City, e compunha o seu adeus ao lo-fi repleto de atitude e rebeldia, cuspindo 22 temas com a velocidade e urgência que a juventude geralmente oferece. Depois disto, houve “Julius Ceasar”, feito em estúdio, onde tudo começava a fazer mais sentido. Mas “Forgotten Foundation” cumpre o propósito de nos mostrar uma raiva e arrojo visceral que só foi possível sentir na epiderme a partir deste momento. Cru, cruel, fragmentário mas eloquente, em directa conexão aos confins rock do génio de Bill Callahan, este é o início de uma bela história. Reedição em LP, como manda a tradição, vinte (magníficos e longos) anos depois.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

Ø (MIKA VAINIO) Oleva CD

€ 14,95 12,50 CD Sähkö

[audio:http://www.flur.pt/mp3/SAHKO-023CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SAHKO-023CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SAHKO-023CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SAHKO-023CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SAHKO-023CD-5.mp3]

Há muito pouco tempo, por causa da edição de “Kuopio”, voltamos a sentir aquela sensação de repetição ao deixarmos elogios rasgados a Vladislav Delay. Fazemo-lo regularmente porque gostamos de muitos dos seus discos e porque o finlandês edita com uma regularidade fora do comum. Outro nome que raramente deixa de estar aqui, nos destaques, é Mika Vainio – curiosamente, e garantimos que é apenas uma absoluta casualidade, é finlandês também. Quando os Pan Sonic eram uma autoridade avassaladora da electrónica e do techno, os seus álbuns – todos! – foram essenciais. Ouvi-los ainda é como testemunhar os pilares fundamentais de toda uma geração digital. Mas, paralelamente aos Pan Sonic, também Mika Vainio tem deixado a sua marca fortíssima, em nome próprio ou sendo apenas o enigmático Ø – tentem dizer “óm”. Foi sob este carácter mínimo que Vainio maximizou todo o seu romantismo sonoro, feito de zonas de silêncio e paisagens analógicas carpentianas, de techno cristalino e ruído controlado ao milímetro. Somos esmagados pelo rigor, sim, mas também pela profunda emoção – rítmica e arrítmica – que emana da sua música. Seja como Ø ou Mika Vaino ou Philus, raramente temos motivos para duvidar do poder incrível deste finlandês. Resta dizer que “Oleva” está novamente disponível, vem de 2008 e parece não ter tempo. Infalível.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 18 Janeiro, 2013

NHK KOYXEN Dance Classics II LP

€ 19,95 LP Pan (Ed. Limitada)

[audio:http://www.flur.pt/mp3/PAN35-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PAN35-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PAN35-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PAN35-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PAN35-5.mp3]

Segundo capítulo para Kouhei Matsunaga na sua aventura como NHK´Koyxen nos seus “Dance Classics” na Pan. Quem travou conhecimento com o primeiro volume não irá estranhar este dub-techno misturado com boogie, com uma base muito electrónica e uma estrutura muito demente, que tanto parece um delírio bem fundamentado em hi-fi como uma espécie de esqueleto incompleto que faz sentido no meio de tantos beats fragmentados. É uma miscelânea de ideias à qual Kouhei consegue dar sentido pela coesão que dá ao álbum num todo. E se o primeiro volume era o choque (um muito bom choque), este segundo é a confirmação de que a sua visão muito particular de música de dança é um statment a ter em conta. Ainda por cima na Pan, que outra editora actual conjuga tão bem, e com actualidade, todas estas fronteiras?

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Janeiro, 2013

CONRAD SCHNITZLER Consequenz LP

€ 16,50 € 13,95 LP Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB121-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB121-5.mp3]

Aqui está ele outra vez, depois de na semana passada termos falado em “Eruption” dos Kluster, regressamos a Conrad Schnitzler com a reedição de “Consequenz”, um álbum feito em colaboração com Wolfgang Seidel e que é um importante marco na carreira do músico alemão. Editado em 1980, é o primeiro passo mais concreto que Schnitzler deu na sua carreira em avanço à pop. Até aí – e também tem sido o lado mais explorado neste rol de reedições – o seu trabalho era essencialmente experimental, mas em “Consequenz” usou esses anos de trabalho e o seu imenso conhecimento sobre as máquinas para começar a desenvolver estruturas de som que se aproximassem mais de uma canção e, em última instância, de uma canção pop: e, fruto disso, nos anos seguintes há muito material de Schnitzler que é ouro nesse campeonato, rivalizando com muita da minimal wave contemporânea. Em “Consequenz” isso é evidente, mas ainda é muito primordial, um passo notório e à frente da maior parte da criação que era sua contemporânea em direcção ao techno/house. E onde em muitas destas coisas primordiais reina uma certa ingenuidade, em “Consequenz” e em Schnitzler há uma simples noção de que caminho, de que mais dia menos dia, mais uma ou outra experiência, iria chegar lá. Esse lado concreto de uma relação de um homem com as suas máquinas, do erro (e “Consequenz” está longe de ser um erro) ser um capítulo da perfeição (a evolução da carreira de Schnitzler parece sempre cheia de “erros”, como se ele estivesse sempre à procura do que poderia fazer a mais sem se perceber que o seu presente era sempre um avanço significativo), é um dos lados mais fascinantes da música electrónica alemã desde finais dos anos 60. Andamos a descobrir tudo isso muito melhor nos últimos anos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Janeiro, 2013

ANIMAL COLLECTIVE Applesauce / Crimson 10″

€ 8,50 10″ Domino

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RUG492T-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RUG492T-2.mp3]

Tem sido um hábito nos últimos lançamentos dos Animal Collective, basicamente desde que editam para a Domino, de entrarem no campeonato dos singles com edições físicas (normalmente em 10″) com um tema do álbum e outro bónus, que, regra geral, já é conhecido de quem os viu recentemente ao vivo. “Applesauce” é o mais recente exemplo deste sub-género do seu catálogo de edições, um tema do seu último álbum (“Centipede Hz”), que dá nome ao 10″, e no outro lado a cereja em cima do bolo, uma versão de “Crimson”, um tema que não está em nenhum dos álbuns e que se tornou um clássico nos concertos, onde é tocada regularmente. E se “Centipede Hz” passou um bocado despercebido no ano passado, talvez seja uma boa altura de voltar a ele, melhor, voltar aos Animal Collective com uma excelente gravação de “Crimson”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 17 Janeiro, 2013

ELEH Retreat / Return / Repose 3CD

€ 55,50 € 47,50 3CD Important (Ed. Limitada)

Eleh existe há mais de dez anos, mas só nos últimos cinco é que ganhou visibilidade no campeonato da electrónica/drone/experimental. Isso foi sendo conquistado graças a uma quantidade generosa de lançamentos que rapidamente esgotavam – todos – e ganhavam um culto relativo: a verdade é que a maior parte dos LPs de Eleh não se conseguem arranjar a um preço modesto. A Important – que editou uma parte significativa desses LPs limitados – tem tido a generosidade de os voltar a disponibilizar em CD ao fim de algum tempo (anos), sem destabilizar o culto ou fazer mossa na produção actual de Eleh. A verdade é que quando estes packs chegam, ficamos com a sensação de que se trata de material novo de Eleh, tal a distância que vamos criando e, confidência, a impossibilidade e ir ouvindo tudo o que vai saindo. “Retreat, Return, Repose” é a junção de três peças que fazem parte do mesmo bloco (o mesmo já havia acontecido com “Floating Frequencies / Intuitive Synthesis”) e é a consumação perfeita de um território que raramente é explorado com eficácia na electrónica, que ouvimos nos melhores trabalhos de Eliane Radigue (principalmente aqueles que a Important reeditou) ou nas peças/experiências mais evasivas de Pauline Oliveros (que, para não faltar a menção, a Important também tem dado uma mãozinha nesse processo). Eleh conseguiu afinar esse processo ao longo do tempo e por alturas destas três peças, a sua linguagem já era completamente distinta, uma voz única com ambientes riquíssimos que encaixam com certezas no pensamento actual: não é música saudosista ou que fica a dever a. É qualquer coisa do presente, que o presente tem de explorar. Edição limitada a mil exemplares. Acreditem, são muito poucos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »