Quinta-feira, 14 Maio, 2015

TAPE JUNK Tape Junk CD

€ 14,50 € 11,95 CD Pataca Discos

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DP00115-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DP00115-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DP00115-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DP00115-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DP00115-5.mp3]

A história começa em Julie & The Carjackers, de Bruno Pernadas e João Correia. Quando o projecto entrou em modo de pausa, após “Parasol”, Pernadas concentrar-se-ia no seu disco de estreia – o celebrado “How Can We Be Joyful…”, enquanto João Correia inventaria os Tape Junk, com “The Good & The Mean” a ir para os escaparates em 2013. Em 2015, Tape Junk sobrevivem como um quarteto – Nuno Lucas, Frankie Chavez e António V. Dias são os companheiros para as canções de João Correia -, mostrando uma ginástica pop/rock bem oleada, nunca temendo comparações aos seus, provavelmente, ídolos: Pavement parece lançar uma sombra demasiado evidente sobre algumas canções e arranjos. Em três dias, sob o telhado técnico de Luís “ex-Walter Benjamin” Nunes, nasceram as 9 canções de “Tape Junk” para um gravador de 8 pistas. Esta ciência, pouco exacta mas romântica e eficaz, ilustra bem o bom feeling que percorre a música deste simpático e honesto álbum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

DELIA GONZALEZ In Remembrance CD+DVD / LP+DVD

€ 20,95 CD+DVD DFA

€ 32,95 2LP+DVD (+ mp3) DFA

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DFA2457CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DFA2457CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DFA2457CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DFA2457CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DFA2457CD-5.mp3]

A nossa pele ainda se eriça quando pensamos em “Days Of Mars”, um dos discos mais queridos quando a DFA era o epicentro de alguma coisa. Fora do reino dos LCD e da aura James Murphy, o álbum de Gavin Russom e Delia Gonzalez atirou-nos para outros mundos e desde então ficámos sintonizados na dupla. De Russom é fácil perceber por onde circula, mesmo que nos confunda, mas de Gonzalez a sombra é menos evidente. Dedicou-se a outras funções artísticas e este “In Remembrance” oficializa o tipo de projectos que tem abraçado. Criado para ser uma banda sonora para dança, mas através da projecção de filmes, foi um trabalho lento, de 5 anos, onde se dedicou a outros acabamentos: piano solo, quatro temas, em brincadeira séria sobre as escalas, crescendo em forma circular e algo repetitivo – diabos nos levem se não há fantasma de Steve Reich lá pelo meio. No final dos andamentos, as camadas parecem sobrepor-se e “Days Of Mars” reaparece na nossa vida, por breves momentos. O ADN é uma coisa tramada. O modo perfeito para saborear esta obra é vendo também o DVD que está nesta edição – apanhem a versão em LP se gostam de coisas bonitas e generosas -, e aproveitar as remisturas (incluídas no CD e no LP) dos quatro temas por Bryce Hackford, um produtor techno de Nova Iorque que puxa o tapete sem nunca nos deixar cair. Uma alegria voltar à música de Delia Gonzalez e “In Remembrance” é um óptimo disco que volta a atirar-nos para zonas inesperadas.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

SWANS Filth / Body To Body / EP #1 3CD / LP

€ 22,95 3CD (2015 reissue) Mute

€ 24,95 LP (2014 reissue) Mute

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STUMM376-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STUMM376-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STUMM376-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STUMM376-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STUMM376-5.mp3]

Esta era uma daquelas coisas que nós aguardávamos há muito tempo.
A reedição de “Filth”, primeiro e seminal álbum dos Swans, que nos dá a entender que é bem possível que venham aí mais reedições a caminho. E esta não é apenas uma reedição, é uma remasterização bem feita, com melhor som, mas sem perder aquela dureza e sujidade que durante anos ouvimos. Mantém a presença daquele momento muito específico no início dos anos 1980 em que, durante um tempo, tudo pareceu permitido na música. Não numa perspectiva única de som e de experimentação, mas de libertação, forma e exploração, quase como uma autorização para fugir às convenções – e que falta faz. Muito daquilo que chegava à música parecia saído do coração. No caso dos Swans, o coração não chegava, o som dos Swans parecia sair de todos os sítios e com intenção de atingir também. Por isso “Filth” não é bem filho dos 1980s, mas filho dos próprios Swans, uma banda muito específica na história do rock e que sempre soube abençoar a sua música com características suas e uma identidade única que até hoje se mantém; poucas são as bandas que se podem orgulhar do mesmo. “Filth” foi apenas o princípio. E é pelo princípio que nos começam a chegar – esperemos – os vinis de Swans. Reedição imaculada de um dos discos mais marcantes dos anos 1980.

O vinil apareceu antes, mas agora percebe-se o atraso: a versão em CD de “Filth” foi feita para nos atirar ao chão e, claro, tirar-nos uns euros do bolso. Feita com o mesmo peso específico de “To Be Kind”, este novo “Filth” é um valente disco triplo, com aquele papel cartonado que cheira a Young God. Então, o que nos traz esta edição que vem com autocolante a dizer “definitiva”? “Filth” remasterizado, claro, e ainda “Body To Body” (compilação de 1991 que recolhe material de estúdio e ao vivo de 82 a 85), o primeiro EP da banda (1982) e gravações ao vivo de 1982 a 84 – “Live At The Kitchen 1982/83″, “Live At CBGB, 1982-83″ e “Live At Heaven, London, 1984″. Cada vez mais esmagador o espólio dos Swans – ter “Filth” nesta dimensão é quase obrigatório para quem precisa de emoções na vida.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

RÓISÍN MURPHY Hairless Toys CD / LP

€ 15,50 CD PIAS

€ 23,50 LP PIAS

[audio:http://www.flur.pt/mp3/PIASR790CDX-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PIASR790CDX-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PIASR790CDX-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PIASR790CDX-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PIASR790CDX-5.mp3]

Sim, “Overpowered” (2007) é material pop clássico, já. Róisín foi levada em braços, enquanto ao vivo reforçava também o crédito com canções incríveis de Moloko. A sequência não foi bem lógica (também não tinha de o ser), mas tememos o desapontamento ao ouvir as canções italianas que ela gravou em “Mi Senti” (2014). Chega “Hairless Toys” e procuramos uma porta de entrada tão imediata como o single “Overpowered” o foi. Ela não existe. O que acontece, então, é que a partida para o álbum tem de ser diferente. Tem de se mesmo a abordagem calma e merecedora que um álbum de quem gostamos deve ter. A fusão pop/dança que encanta desde Moloko também tem expressão em “Hairless Toys”: “Evil Eyes”, “House Of Glass” e “Unputdownable” são os exemplos e, se não passarem para lá da barreira, é porque quem ouve não é suficientemente fã de Rósín Murphy. Perto do meio navega “Exploitation”, quase minimal de Berlim ou “novo deep house” e talvez não seja irónica a pergunta cantada “Who’s exploiting who?”. Róisín sempre aproveitou o melhor de vários mundos que para ela fazem sentido, mantendo um nível experimental saudável do lado de cá de Björk, por vezes demasiado ela própria para colocar o nosso mecanismo a andar. “gone Fishing” mostra o lado de cantora sensual a flutuar no ar que quase sempre resultou em canções suas no passado, desta vez perdidad no meio de um borbulhar electrónico que submerge a canção em ambiente. “Exile” está num local entre Angelo Badalamenti e country, talvez seja o momento mais tradicionalmente universal neste álbum, mas não é de certeza essa qualidade que nos volta a capturar para Róisín Murphy. “Hairless Toys”, a canção, desenha as figuras de PJ harvey e Cat Power em fumo que logo se desvanece. O seu mundo pop está nas entrelinhas e, quando a conjugação destas é ideal, saem canções pop expressivas e sentidas. Nada mais a acrescentar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

ACTIVATED Confused House 5 MLP

€ 10,95 MLP Confused House

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CH005-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CH005-2.mp3]

Puro ouro do lado da Future Times, L.I.E.S., CCCP e outras zonas de margem. Isto são Max D e Steve Summers em duas manifestações longas de house e techno em ascenção livre. “Activation Code” podia sair na Sex Tags ou na SUED, já que se assemelha a uma daquelas longas jams analógicas que pegam em nós e levam até para lá do horizonte. Vistas largas nesta faixa com mais de 15 minutos, uma descolagem cósmica de proporções épicas. “Activation Key”, no outro lado, sobe também muito mas de uma forma ritmicamente mais assertiva. Calor analógico total nesta descarga robótica e tribal, tão orgânica como se pode chamar ao trabalhar das máquinas em transe seguro. Com mais de meia hora de duração, este disco é uma boa base para descobrir o que acontece entre nós e o som quando há espaço e dedicação.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Maio, 2015

SENYAWA Menjadi LP

€ 14,50 LP Morphine

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DOSER025-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER025-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER025-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER025-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER025-5.mp3]

Tempo de ritual, como dizem. Da Indonésia via Morphine (Líbano / Itália), parece confuso mas está a ser canalizada uma força progressiva na música de hoje. A editora Morphine faz o seu trabalho de recolha pelo mundo e, cada vez mais longe do que inicialmente parecia ser um programa house, avança com música surpreendente. Senyawa, muito de repente, têm traços de Neubauten com Étant Donnés e Muslimgauze, talvez referências muito obscuras mas que ilustram uma forte tradição ritualista que a cena industrial cultivava. “Menjadi” é cenário vodu, selva escura e ameaçadora mas também soa como cantos de libertação e catarse ouvidos na selva do Extremo Oriente. Não tanto folk como música ritualista de uma natureza muito profunda. Não soa artístico como outras tentativas de capturar o ancestral ou primitivo, soa rude e cheio de lama. Uma grande experiência que chega ao transe em “Di kala Sudah”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 11 Maio, 2015

MICACHU Feeling Romantic Feeling Tropical Feeling Ill 2LP

€ 23,95 € 19,95 2LP Demdike Stare

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DDS011-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS011-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS011-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS011-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DDS011-5.mp3]

Editado originalmente no final do ano passado em cassete, esta mixtape de Micachu é mais um capítulo fascinante na vida de Mica Levi. Artista sem medos, poderíamos dizer que cada passo discográfico que dá é um apontar para uma nova direcção. O problema dessa afirmação é que ela depois troca-nos as voltas. É só um passo, não há direcção. “Feeling Romantic Feeling Tropical Feeling Ill” foi agora completamente retocado para esta edição em 2LP; uma mixtape que se transforma em disco e que é uma bem sofrida mutação. É uma hora de sons que parecem de recursos, imaginados sempre numa mesma linha, mas com uma diversidade rítmica, géneros e de movimentos avassaladora. Mais surpreendente é saber que este disco acabou por sair originalmente no mesmo ano de “Under The Skin”, com o qual dificilmente se consegue criar um paralelo a não ser um momentâneo “o que é que se passa aqui” que é recorrente tanto num registo como no outro. Um constante atrofio este álbum, mas um bom atrofio, uma espécie de música cósmica – nova música cósmica – em que os beats à DJ Screw se reinventam numa linguagem IDM adequada ao século XXI. Ou a 2014/15. E enquanto é cósmico há um deleite pop recorrente, quase como se Micachu não quisesse passar aquela fronteira para o “estranho” e ainda mantivesse contacto com os tempos de “Jewellery”. Ao fim do exercício de uma hora, o resultado apresenta-se como fascinante. Algo como um admirável mundo novo, uma Micachu que continua a impressionar e, melhor, consegue deixar o seu passado recente a léguas de distância. Se não gostam do que está para trás, esqueçam que isso existiu. Comecem a conhecer o nome Mica Levi com “Under The Skin” e este “Feeling Romantic Feeling Tropical Feeling Ill”. É um favor que fazem a vocês mesmos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 11 Maio, 2015

DJ QU Cycling (I’ll Wait) 12″

€ 10,50 12″ Nº19

[audio:http://www.flur.pt/mp3/NO19057LTD-1.mp3]

Não vimos este a chegar. Supostamente editado para o Record Store Day deste ano, mas não é essa informação que vai contar no futuro para a valorização deste disco. Um lado apenas de DJ Qu bastante bem baralhado e reposto na mesa em forma substancialmente diferente do que temos ouvido. Marcha tensa (e lenta) de quase 7 minutos, um belo monstro de evolução que mete alguns floreados como Vangelis no meio de uma grelha rítmica de clássico jack drogado. Isto é Blade Runner, de certa forma. Complexo e existencial. Forte.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 1 Maio, 2015

ENNIO MORRICONE Il Sorriso Del Grande Tentatore LP

€ 27,50 € 25,50 LP (2015 reissue) Roundtable

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ROMA103LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ROMA103LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ROMA103LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ROMA103LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ROMA103LP-5.mp3]

A Roundtable tem feito um exímio trabalho na edição de alguns trabalhos/banda-sonoras italianas que estavam há algum tempo fora do radar. Este “Il Sorriso Del Grande Tentatore” (1974) de Ennio Morricone é um registo completamente fora do típico do compositor. É verdade que há discos semelhantes, como também é verdade que nesta fase Morricone conseguia quase sempre surpreender a cada banda-sonora que compunha, não necessariamente pela qualidade (embora a maioria fosse sempre acima da média) mas por uma versatilidade estonteante que ia buscar facilmente elementos à pop/rock da altura como incorporava elementos da música clássica num registo composicional próximo da electrónica que se fazia então. Este disco está mais próximo do clássico, com uma parte instrumental que fica completamente abafada pelos cânticos, que são em si a estrutura base de praticamente todos os temas. Os cânticos conduzem-nos com um som completamente moderno, quase como ecos de música ambiental misturada com terror. Há momentos que parecem library vocal com níveis cósmicos que não nos lembramos agora de encontrar noutra obra de Morricone. É a primeira vez que é editado em vinil desde a sua edição original.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 27 Abril, 2015

MICA LEVI Under The Skin CD

€ 16,50 CD Warner

[audio:http://www.flur.pt/mp3/399543-2-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399543-2-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399543-2-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399543-2-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/399543-2-5.mp3]

Goste-se ou não se goste “Under The Skin” foi um dos filmes mais surpreendentes do ano passado. Pela forma, rara hoje em dia, como conseguiu criar um universo de sentimentos, imagens e ambientes que se conseguiam suster a si próprios, mesmo que aqui e ali encontremos referências do género de ficção científica (“2001 – Odisseia No Espaço” é o mais óbivio, e parece que sempre que nos lembramos de um bom filme de ficção científica que envolve relativamente o “espaço” vamos dar aí). Parte importante para viver a experiência de “Under The Skin” passava – e passa! – pela música que Mica Levi (Micachu & The Shapes) desenvolveu para este filme, criando o vácuo e a vaguez essenciais para entrar de uma forma intensa dentro da obra. Mais do que um trabalho meramente ambiental/electrónica para se enquadrar no filme, é uma música que se enche de relevância quando lhe decidimos dar atenção. Ouvir este disco com auscultadores é um convite para outra dimensão. Se nos deixarmos levar por ele ainda se torna melhor. Levi fez aqui algo de realmente especial, em sintonia com alguma da electrónica actual, sim, mas com uma dose de propriedade e visão que hoje é escassa.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 20 Abril, 2015

GODSPEED YOU! BLACK EMPEROR Asunder, Sweet And Other Distress CD / LP

€ 17,95 CD Constellation

€ 31,95 LP (+ poster) Constellation

[audio:http://www.flur.pt/mp3/CST111-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CST111-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CST111-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/CST111-4.mp3]

Um silêncio de dez anos e, após o regresso em 2012 com “’Allelujah! Don’t Bend Ascend”, os Godspeed You! Black Emperor parecem estar claramente no activo. Fundados em 1994 – o tempo passa -, tiveram a sua fase de ouro em finais do século passado quando o pós-rock parecia a melhor coisa de sempre. Os GY!BE encaixavam que nem uma luva no contexto, mas numa vertente algo squatter da coisa e com um fascínio por outros lados do rock que resultavam numa espécie de rock composicional que tanto nos dava Glenn Branca como pontos de contacto com field recordings da Touch nos anos 1980. Do intervalo discográfico começado em 2002 até hoje muita coisa mudou. Muitos dos membros continuaram no activo com outros projectos e quando estes GY!BE voltaram havia mais memória e nostalgia do que apetite por aquilo que tinham para oferecer. A verdade é que se souberam reinventar sem estarem assim tão distantes do que faziam. O som hoje carece da delicadeza e da boa previsibilidade do passado e é caracteristicamente mais rock, sem rodeios. Hoje estão mais próximos de uns Earth, sem um som tão pesado e mais corrido. E é curioso porque a sua carreira – e este regresso – tem algum paralelismo com o que aconteceu com os Earth. Com este “Asunder, Sweet And Other Distress” descobriram o seu lado country.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 7 Fevereiro, 2014

MADTEO Insider 12″

€ 8,50 12″ Morphine

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DOSER018-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER018-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DOSER018-3.mp3]

Mais Madteo na casa e numa editora que cada vez mais escapa à fácil categorização house. Podem ainda apanhar as elusivas (porque permanecem pouco tempo na loja) edições de Charles Cohen, mas com Madteo contactamos com talento contemporâneo em linha com as experiências dos pioneiros. Os sons parecem contar toda a história, transportam um ADN poderoso que, por sua vez, implica uma responsabilidade. Madteo não poderia fazer este disco de ânimo leve e esperar ser apanhado pelo hype dos “novos primitivos”. Todas as três faixas respondem a uma chamada básica e muito sólida que reúne forças no vulcão primordial da música de laboratório da década de 60 e ganha novo ímpeto no final da década de 90 com a Mego a liderar o punk crepuscular do século XX. Não estamos a procurar pretextos, “Insider” dá a entender que sabe os segredos e Madteo avança nestes anos como um dos importantes a não perder de vista.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »