Quinta-feira, 5 Maio, 2016

ANDY STOTT Too Many Voices CD / 2LP

€ 14,95 CD Modern Love

€ 26,50 2LP Modern Love

[audio:http://www.flur.pt/mp3/LOVE101-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOVE101-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOVE101-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOVE101-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/LOVE101-5.mp3]

Em “Too Many Voices” Andy Stott prossegue com coerência aquilo que concretizou nos seus três álbuns anteriores. O seu som mantém a identidade e aqui continua uma ideia que já se fazia sentir no anterior “Faith In Strangers”, de que Stott procura soltar-se das ligações mais óbvias que a sua música tem com a música de dança britânica dos anos 1990s. Procura outras paisagens, estejam elas ligadas à electrónica dos anos 1980 que estava presente na pop de então ou a ligações menos óbvias com a música contemporânea dos anos 1960/1970. Neste disco esta última componente está muito presente e é sem dúvida o álbum em que concretiza essas ideias melhor, porque percebeu que funciona sem a roupagem de música de dança. Aliás, é menos uma ideia de “melhor” mas de entender como integrar este tipo de linguagem naquilo que agora anda a fazer. E se “Faith In Strangers” tinha esse gostinho de transição, aqui a ideia está mais completa, redonda. “Too Many Voices” está para o passado como “Luxury Problems” estava para “Passed Me By”/”We Stay Together”. Maravilha.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Maio, 2016

FOUR LEGS Clarky Cat / Aguirre 12″

€ 14,50 12″ The Trilogy Tapes

[audio:http://www.flur.pt/mp3/TTT041-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TTT041-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TTT041-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/TTT041-4.mp3]

Grooves clássicos que reportam a Detroit. Quatro faixas sem assuntos complicados, respiram o ar das caves com strobes, ruas mal iluminadas, mas o Sol e a Lua ocasionalmente. A Trilogy tapes não é famosa por mandar discos tão acessíveis e isto não é de forma alguma desprimor. Passem à frente a capa potencialmente arrepiante, se a capa for cena importante para vocês, porque o interior está mesmo cheio de ondas boas. Falámos de certeza em techno perene, nestes últimos anos, e recentemente têm aparecido discos com boa solidez, a pisar o risco que devem pisar. Four Legs não é o número necessário para dançar esta música, bastam as duas pernas do costume. Apanhem este, fãs desse lado, a Trilogy não dura muito por aqui, habitualmente.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Maio, 2016

JAMES HOLDEN & CAMILO TIRADO / LUKE ABBOTT Outdoor Museum Of Fractals / 555Hz 2LP

€ 30,95 2LP (+ mp3) Border Community

[audio:http://www.flur.pt/mp3/48BC-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/48BC-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/48BC-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/48BC-4.mp3]

James Holden parece afastar-se gradualmente da música de dança mas não do groove. As suas longas colaborações com Camilo Tirado, neste disco, podiam ser música africana tirada do Espaço, enquadrada por improvisações sintetizadas que correntemente ocupam Holden. 46 minutos delas (com Tirado) ocupam metade deste duplo, sempre circulares mas com graus diversos de intensidade e empenho (mais da nossa parte, ouvintes); Música eterna, um termo muito reaproveitado recentemente, o que até se adequa também ao resto do álbum, entregue a Luke Abbott, apesar de o mote não ser La Monte Young mas sim Terry Riley. São duas peças comissionadas para homenagem pelo Barbican em Londres e o Muziekgebouw em Amesterdão. Como diz Vitor Rua, quando se olha para uma nuvem parece sempre igual, mas se desviarmos o olhar um pouco, quando regressamos a elas já são diferentes. Imaginem o efeito e transportem para mais meia hora de música dividida em dois lados no vinil. Oiçam os clips mas procurem mais no YouTube. Parece inesgotável.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Maio, 2016

THE DWARFS OF EAST AGOUZA Bes 2CD

€ 15,95 2CD Nawa Recordings

[audio:http://www.flur.pt/mp3/NAWA005CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/NAWA005CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/NAWA005CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/NAWA005CD-4.mp3]

Pessoal reunido no Cairo, incluindo Alan Bishop (irmão de Sir Richard e parte de Sun City Girls) e ainda Maurice Louca e Sam Shalabi. Norte de África mais percussões mais guitarra psych (não ácida) faz um combo perigoso pelo apelo de transcendência que comporta. Instrumental, funky como tudo, mental (é o transe), de 4 a 35 minutos, estas jams deixam-nos em universos não conflituosos mas sobrepostos, ficamos divididos em camadas e, em certo ponto, é difícil perceber qual é a mais sólida, dentro de nós. Freakouts intensos e, no entanto, super fáceis de assimilar, “BES” não soa a música global nem étnica, o que nos garante desde logo um terreno de exploração para arregaçar mangas. Quatro faixas para escutar, aqui, mas são seis ao todo. Que magnífico álbum.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Maio, 2016

MATT KARMIL ++++ CD / 2LP

€ 12,50 CD Popnoname

€ 17,95 2LP (+ CD) Popnoname

[audio:http://www.flur.pt/mp3/PNN14-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PNN14-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PNN14-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PNN14-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/PNN14-5.mp3]

Por diversas que soem as suas edições passadas, não é também com “++++” que vamos ficar mais elucidados. De techno a vapor Hype Williams, o espectro é alargado, nebuloso, lixado de prender a um sítio. É música electrónica, ok, mas isso hoje nada significa (há quem chame música electrónica apenas a música de dança). O álbum é rico em pormenores que remetem directamente para a época em que vivemos. Pouco ou nenhum comentário mas há vibrações de todos os dias, quase espelhos de vidas meio ao acaso que muita gente leva agora, de olho nos écrans, a procurar conectividade, algo assim: “If I’m Honest I Miss You A Little Bit”. Há algum house e jack falsos em “AF”, tributo em quarta mão e nem por isso menos honesto aos monumentos de loops que fizeram dançar incontáveis pessoas nos anos 90. O álbum tem grão suficiente, também, daquele tipo de que, antes do ano 2000, as pessoas se queixavem que era defeito do disco e pediam para devolver o CD nas lojas (true story). Com tudo isto, álbum moderno para caraças.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Maio, 2016

KENNETH JAMES GIBSON The Evening Falls CD / LP

€ 12,50 CD Kompakt Pop Ambient

€ 17,50 LP Kompakt Pop Ambient

[audio:http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTPACD4-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTPACD4-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTPACD4-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTPACD4-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/KOMPAKTPACD4-5.mp3]

Nos mesmos bosques onde Wolfgang Voigt parece vaguear eternamente, sobrepostos à ambiência contemporânea de artistas da Erased Tapes, Kenneth James Gibson já transporta suficiente experiência para chegar à série Pop Ambient da Kompakt com mérito próprio. Aquela zona etérea entre shoegaze e eternidade preenche boa parte de “The Evening Falls”, um título que nos faz imediatamente encaracolar no conforto do lar em dias de semi-Inverno (ou semi-Primavera). O calor cósmico prolonga o efeito mas também nos atira para um filme grandioso a desenrolar-se no meio dos pensamentos. Ondas de paixão, consoante os ouvidos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 4 Maio, 2016

PIERO UMILIANI i IL SUOI OSCILLATORI Il Mondo Dei Romani LP

€ 21,95 LP (2016 reissue) We Release Whatever The Fuck We Want

[audio:http://www.flur.pt/mp3/WRWTFWW010-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WRWTFWW010-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WRWTFWW010-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WRWTFWW010-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WRWTFWW010-5.mp3]

Chega de apresentações, por esta altura já falámos quase uma dezena de vezes sobre Piero Umiliani. “Il Mondo Dei Romani” foi concebido originalmente para um documentário televisivo sobre a Roma Antiga. Neste disco, originalmente editado em 1972, encontramos Umiliani a brincar com osciladores a tentar recriar sons de outros instrumentos. O que é fascinante nas criações de Umiliani não é tanto o carácter futurista da sua música ou, melhor, a ideia de se sentir que criou na década de 1970 as bases para muitos géneros relacionados com a electrónica e a música de dança que surgiram nas décadas seguintes e, sim, que há um sustento para além desse fascínio do presente. A sua música não é de recreio, há uma preocupação correcta em procurar e acertar em melodias, em dar lustro a sons ásperos e a inventar na electrónica sons que não tinham correspondência então. É, por isso, que os seus discos nunca são só aquilo, são uma aventura à procura de uma aventura. E, a sério, soam tão bem agora que o mundo devia estar envergonhado por só andar a reeditar estes discos agora.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 4 Maio, 2016

WORKDUB Workdub EP 12″

€ 13,50 12″ Music From Memory

[audio:http://www.flur.pt/mp3/MFM012-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MFM012-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/MFM012-3.mp3]

No modo habitual da Music From Memory, este disco não é uma reedição mas uma retrospectiva. Workdub editaram dois álbuns e estas 4 faixas são daí recolhidas. Cena norte-americana de St. Louis mas com uma espécie de pensamento no Pacífico. Electrónica de época, misturada com ritmos e groove totalmente Future Times da actualidade. Aliás, com o património cada vez mais alargado de reedições e retrospectivas, é cada vez mais aparente de onde muita gente (uma boa, outra má) vai buscar o seu pão. Workdub soa inevitavelmente místico, não sendo nunca, neste EP, uma tentativa de New Age. Mas é música de uma certa forma de meditação, dispersa pelos minuciosos detalhes e, por isso, focada. Grande, não em tamanho mas em consequência nas nossas almas de hoje em dia.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Maio, 2016

JOAN LA BARBARA Voice Is The Original Instrument LP

€ 22,95 LP Arc Light Editions

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ALE005-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ALE005-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ALE005-3.mp3]

Não deixa nunca de ser desconcertante ouvir discos de apenas voz, qpesar de todas as evidências e literatura já consumida sobre o assunto de a voz humana estar mais que testada enquanto instrumento. Aqui, claro, é o instrumento original. Funcionando livre, traduz imediatamente emoções, algumas não acessíveis a um “cantar” normal, outras mesmo de outro mundo que não associamos sequer ao ser humano. Este LP é um “clássico” de 1976. Joan La Barbara apresentava algumas das suas primeiras experiências, mais tarde absorvidas por um mundo mais erudito que nem sempre é o mais adequado para transmitir emoções fora de um quadro meramente conceptual. Os efeitos nos 16 minutos de “Vocal Extensions” soam tão metálicos como uma voz de Dalek, dizendo-nos que algo tão humano como a voz pode ser tido como algo nem sequer de carne e osso.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Maio, 2016

BABYFATHER BBF Hosted By DJ Escrow CD / 2LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 17,50 2LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB032-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB032-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB032-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB032-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB032-5.mp3]

Com Dean Blunt há sempre um recurso ao mistério. O mistério na sua música, e nos seus diversos veículos, é uma forma de identidade e do corpo da própria música se assumir sem prisões ao passado e futuro. E o mais interessante é que aquilo que faz raramente é “inconformado”, é Dean Blunt. Esse mistério é algo que lhe permite fazer o que quer, isto é, livremente sem os constrangimentos estúpidos da expectativa ou aquela vontade que um músico tem de ser sempre igual, coerente, em linha, como se agradar aos fãs, ou a quem gosta, fosse uma obrigação. Como se os músicos devessem algo. É um bocadinho contra isso que, involuntariamente, a sua música tem lutado e há sinais disso logo no início, seja pela escolha do nome Hype Williams para o seu projecto com Inga Copeland ou pelos vídeos no YouTube que pouco davam à música, mas aumentavam o nevoeiro em volta de Dean e Inga. E agora há Babyfather, que não é novo projecto, é Dean Blunt e um DJ Escrow que, provavelmente, também é Dean Blunt. É sempre assim. E a história é a mesma de sempre, “BBF Hosted By DJ Escrow” é diferente do anterior “Black Metal” e é um disco mais colado ao Hip Hop e ao R&B como alguns discos dos Hype Williams eram. Só que agora o som tem mais definição, não há nevoeiro ou fumo de ganza a disfarçar qualquer coisa. É um ponto alto no processo de criação de Dean Blunt (e é incrível como também se pode ouvir “Black Metal” aqui) e mais uma forma de mostrar como é possível ser contra-corrente no século XXI: a grande novidade é que é mais fácil do que se imagina. E isso, apesar de acessório, é importante na música de Dean Blunt: e ele diz-nos isso, com aqueles cinco minutos de loop de “this makes me proud to be british”, um início insuportável num álbum, que é um teste ao ouvinte, uma provocação.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Maio, 2016

FATIMA AL QADIRI Brute CD / LP

€ 12,50 CD Hyperdub

€ 15,50 LP Hyperdub

[audio:http://www.flur.pt/mp3/HDB031-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB031-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB031-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB031-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/HDB031-5.mp3]

Com álbuns como “Brute” vivemos sempre num futuro indeterminado em que as coisas estão em mudança mas a tensão faz pensar que o que aí vem é incerto. Em certos álbuns é um assunto mais estético, noutros claramente político. Fatima Al Qadiri junta as duas perspectivas numa música que sai, desde logo, da zona asiática onde tinha permanecido em “Asiatisch”, embora não se afaste muito. No entanto, aqui e ali escutam-se agora vozes de comando, helicópteros, sirenes, harmonias de filmes de acção, , títulos como “Curfew”, marcas de água “Hyperdub” e, na capa, bam! polícia de choque ou apenas alguém desse futuro protegido contra radiações? Oiçam, dá que pensar sobre o estado de espírito destes tempos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 31 Agosto, 2015

GOLDEN TEACHER Sauchiehall Enthrall 12″

€ 12,50 12″ Ed. Autor

[audio:http://www.flur.pt/mp3/ERS019_STD008-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERS019_STD008-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERS019_STD008-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERS019_STD008-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/ERS019_STD008-5.mp3]

Mais um EP fogoso mas agora editado pela própria banda! O habitual choque positivo de energias produz magníficos resultados, cruzando acid-house com tribalismo, vigor industrial e electrónica que soa semelhante à dos pioneiros. Como foi óbvio para quem assistiu ao concerto na ZDB, há poucas semanas, toda aquela energia é transmissível e transforma-se em suor e movimento. Com esse novo conhecimento partimos para “Sauchiehall Enthrall” bem melhor preparados. Sauchiehall é uma das ruas principais em Glasgow e o significado da atracção comunicada no título do disco fica guardado para quem entra na piada ou já esteve, de facto, lá (não é o nosso caso). E o facto de três das quatro faixas terem frases em castelhano não ajuda a decifrar nada. MAS quando a música é trabalhada para os sentidos não há que procurar entender e Golden Teacher conseguiram fazer encaixar uma série de elementos que rasgam euforicamente o seu caminho pela pista de dança como nem LCD Soundsystem faziam nos seus momentos mais percussivos. Golden Teacher parecem estar em permanente estado alterado, convocando energias, exorcizando espíritos e trabalhando para o êxtase. “Bailamos, comemos!” e, depois, a outra voz atira “Super high!”

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »