Sexta-feira, 20 Maio, 2016

MARK PRITCHARD Under the Sun CD / 2LP

€ 15,95 CD Warp

€ 26,95 2LP (+ mp3 + poster) Warp

[audio:http://www.flur.pt/mp3/WARPCD244-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD244-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD244-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD244-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD244-5.mp3]

Há quem, como nós, ainda recorde Mark Pritchard dos Global Communication (monumento ambiental nos anos 90) e Jedi Knights, Chameleon, etc, tudo referências essenciais na música de dança de fim de século. Mais recentemente tem aparecido como Harmonic 33 e Africa Hitech, por exemplo, mas aqui, em seu nome, entrega talvez o álbum mais pop de que nos recordamos na sua carreira, apesar de a introdução não sugerir nada disso. Mas logo a seguir, a colaboração com Bibio vira 180º, como “Beautiful People” com a voz de Thom Yorke. Não há enganos. Adicionalmente, a oscilação entre o cósmico (“Where Do they Go, The Butterflies”) e o ameaçador (“Infrared”) revela versatilidade, claro, mas sobretudo uma longa discografia que, a partir de certa altura, começa a dispensar géneros. Como juntar o legado de Jedi Knights a uma faixa folk com Linda Perhacs (“You Wash My Soul”)? Até Beans, também ligado à Warp e revolucionário, ao seu modo, com os Antipop Consortium, faz parte. Muita História, muito entretenimento sónico em “Under The Sun”, no fundo o local onde todos nós vivemos muitas horas por dia. Chega a todos.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Maio, 2016

TELECTU Ctu Telectu CD

€ 12,50 CD (2008 reissue) VC / iPlay

[audio:http://www.flur.pt/mp3/IPV1240-2-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IPV1240-2-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IPV1240-2-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IPV1240-2-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/IPV1240-2-5.mp3]

Não é de todo exagerado dizer que este foi um disco de viragem na música portuguesa, até na música popular. “Ctu Telectu”, em 1982, cruzava gente do rock e da improvisada / minimal, inclui jazz, era uma espécie de versão vanguardista do que os GNR fizeram em “Independança” no mesmo ano. O álbum é dedicado a Philip K. Dick, falecido no mesmo ano (todas as faixas têm títulos de livros ou contos seus), o que torna tudo aind amais único e- admita-se – fora. Fora também a história de como os vocalistas (nomeadamente o Dr. Puto creditado no álbum) foram “treinados” a entrar no tempo certo (isto é, a começarem a cantar nas suas devidas partes, em cada música vocalizada). Envolve um isqueiro junto às calças. Os textos foram retirados ao acso de BD em várias línguas. No fundo tudo parece aleatório, incluindo a música, mas esta, apesar de tudo, soa coesa, a fugir ao rock e a aproximar-se dele quase em medida igual, fabricando o que nem sequer é pós-punk, quanto mais uma “versão portuguesa” do género. Álbum único, enquanto Vitor Rua fazia a sua passagem ritual do universo rock para outros mais ambiciosos e vastos, e Jorge Lima Barreto organizava a continuação da Anar Band. Curiosamente, Rui Reininho (a outra metade da Anar Band) faria na mesma altura o percurso inverso ao de Vitor Rua, deslocando-se do experimentalismo sem rede da época para um sonho muito pop. Mas ele não é assunto, em “Ctu Telectu”. Rua exibe a sua guitarra, Toli César Machado mantém o ritmo, Lima Barreto avança com teclas e sintetizadores. Estranho na época, mas ainda o é agora. E isso é uma enorme vantagem. Temos poucos exemplares, todos selados, autografados pessoalmente por Vitor Rua.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Maio, 2016

LIL LOUIS & THE WORLD I Called U (But You Weren’t There) 12″

€ 11,00 FFRR / Intercord (INT886831-1)

Exemplares originais da edição alemã de 1989 / Original German 1989 release. EXC! Sound clips and sleeve not from actual copy.

OUVIR / LISTEN:
I Called U (Original Mix), Blackout (Phase 1)

Lil Louis é um dos fundamentais de Chicago, um dos DJs que, tornado produtor, deixou para sempre a sua marca com o primeiro álbum em 1989 (“From The Mind…”). Basta ouvir a linha de baixo em “I Called U”, canção totalmente no ponto no que toca a lição moral sobre dúvidas em relacionamentos. A chamada telefónica dela é respondida por ele com um “Agora já queres?” e palavras intermináveis que não dão hipótese nenhuma a outra pergunta dela: “Why Can’t We Start Again?” Lições aparte, que incrível faixa de house! Como se não pudesse ficar mais perfeito, a versão de 7:12 de “Blackout (Phase 1)” termina connosco no chão e, ao mesmo tempo, no Céu e Inferno. É Deus quem fala, com voz apropriada. Oiçam, não há substituto. “The Lord is Alpha and Omega, The beginning and the ending. Do-You-Believe?” Inultrapassável.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Maio, 2016

AUGUSTUS PABLO Original Rockers – deluxe CD

€ 15,50 CD VP Records

[audio:http://www.flur.pt/mp3/VPGSCD7039-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VPGSCD7039-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VPGSCD7039-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VPGSCD7039-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VPGSCD7039-5.mp3]

13 extras nesta reedição deluxe com livrinho de 16 páginas (mas antes de pensarem que é um formato estranho, dizemos já que é digipak normal). Pablo cunhou a sua própria moeda a meio da década de 70, fez evoluir a sua abordagem ao dub com o uso de mekódica e um sentido rítmico que levou ao nome Original Rockers. Em 1979, tudo o que era essencial na cena roots reggae estava já inventado, mas Pablo, produzindo também para outros como Dillinger, Big Youth, os Heptones, Leroy Sibbles, mantinha-se importante. Testemunho disso são igualmente as colaborações com King Tubby, sempre enormemente considerado no altar dos produtores que mudaram o som (não apenas reggae/dub) tal como o conhecemos hoje. “Original Rockers”, o álbum, viaja entre continentes (África e América Central, sempre), Terra e Espaço, cita as colinas de Wareika, local muito escolhido pelos dreads originais e de onde saíram músicos que também mudaram coisas. O álbum transmite um certo som do campo, que o próprio Bob Marley, que não nasceu em Kingston, considerava como essencial para a manutenção de um espírito mais puro associado à cena. Para sempre.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Maio, 2016

RANGDA The Heretic’s Bargain CD / LP

€ 12,50 CD Drag City

€ 16,50 LP Drag City

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DC633-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC633-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC633-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC633-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC633-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Maio, 2016

LOURENÇO CRESPO Nove Canções CD

€ 8,50 CD Cafetra


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 13 Maio, 2016

BRIAN ENO The Ship CD / CD ( LTD) / 2LP

€ 15,50 CD Warp

€ 18,95 CD (Limited, Hardback) Warp

€ 25,95 2LP (+mp3) Warp

[audio:http://www.flur.pt/mp3/WARPCD272-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD272-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD272-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/WARPCD272-4.mp3]

Prossegue a relação entre Brian Eno e a Warp, com um álbum cujo conceito pode ficar perdido em meio ao poder da música. Se crêem já ter dado todo o vosso amor aos ambientes de Eno, é sempre bom reavaliar o que de diferente ele nos vai mostrando, na continuidade do seu trabalho (e a última parte de “Fickle Sun” soa carinhosamente próxima de algo que poderia ter sido gravado para “Before And After Science”, por exemplo). Na verdade, “The Ship” soa quase a uma compressão de várias sonoridades gigantes do século XX, algumas prolongadas para este: Scott Walker mais tardio, conceptual e ruidoso, Fennesz, Laurie Anderson, inevitavelmente o próprio Eno, aqui um pouco inspirado pelo permanente mistério do naufrágio do Titanic. Há efeitos na sua voz, há a sua voz natural, outras vozes, textos profundos, ambiência muito dinâmica, contemporaneidade congelada no tempo. Talvez a ausência de barreiras no percurso deste músico genial esteja mesmo expressa nessa última parte de “Fickle Sun”, subintitulada “I’m Set Free”.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 22 Abril, 2016

FÉLICIA ATKINSON & JEFRE CANTU-LEDESMA Comme Un Seul Narcisse LP

€ 17,95 LP Shelter Press

[audio:http://www.flur.pt/mp3/SP070LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP070LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP070LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP070LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/SP070LP-5.mp3]

Dois dos artistas mais entusiasmantes da electrónica/experimental da sua geração juntam-se numa colaboração que está longe daquilo que apresentaram até então. Os alpes ligam-se a Nova Iorque e nasce assim um disco de contrastes, que apesar de ser conjunto, parece desolado, isolado e a transparecer um desejo de afastamento das regras convencionadas para a electrónica, ambient e field recordings do presente. Os títulos dos temas espelham as ideias quebradas de “Comme Un Seul Narcisse”, um reflexo de um movimento inacabado mas que se encerra – e bem – no contexto do álbum. Todos os detalhes estão meticulosamente cozidos e quando se cria o hábito de um certo conforto na abstração que Ledesma e Atkinson criam, aparece um som a destoar, a obrigar o ouvinte a sair da sua zona de conforto. Poderia ser um desafio, é antes um espelho da vontade de explorar o consciente e o subconsciente de quem cria e de quem ouve. Já encontrámos intenções destas em outros discos deles, principalmente de Atkinson, mas nunca tão bem concretizadas como aqui.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 18 Abril, 2016

SVEN LIBAEK Solar Flares LP

€ 25,50 LP (2009 reissue) Votary

[audio:http://www.flur.pt/mp3/VOT007LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VOT007LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VOT007LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VOT007LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VOT007LP-5.mp3]

Há lugares comuns que não conseguimos evitar. Ao longo de anos Sven Libaek é regular nas nossas prateleiras, não só porque há mais de uma década que nos deparámos com algumas reedições suas e alguns de nós começaram a explorar com mais afinco o universo da library (há sempre uma porta de entrada) e porque ao longo destes anos os seus discos retêm uma magia inigualável, arranjos magníficos que ultrapassam alguns estigmas da library. Em “Solar Flares” há muita magia a acontecer, orquestrações lindíssimas, tudo no sítio para ser outra coisa qualquer e, de repente, uma wah wah de guitarra que nos transporta para um mood mais light. “Solar Flares” é um clássico que mistura orquestra/jazz/cosmos e que oferece uma visão plural da librarly music. E voltámos a ter exemplares deste clássico, que a Votary reeditou em vinil há uns aninhos. Imperdível. E imperdoável passar uma vida sem ouvir isto uma vez.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 13 Abril, 2016

INTERSTELLAR FUNK Electric Park Square 12″

€ 9,50 12″ Rush Hour

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RHM-014-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RHM-014-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RHM-014-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RHM-014-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RHM-014-5.mp3]

A palavra “interstellar” remete-nos para outros caminhos na música (sim, pensamos logo em Sun Ra) e é claro que nos desperta a atenção. Interstellar Funk esconde Olf Van Elden, um produtor holandês que aqui explora linhas de techno que cruzam Omar-S com Jamal Moss e colocam a coisa num plano celestial. Outra coisa não seria de esperar. Ao longo de seis temas há todo um trabalho de texturas, de ritmo, que é deliciosamente complexo e que tem rigor quando desacelera, sem nunca tornar a sua música ambiental, mas com aquela tensão pré-milenar que vive esquecida nos baús dos 1990s. Bomba!


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 8 Abril, 2016

PHOTONZ Lotus Wheel On My Orion 12″

€ 12,95 12″ Vivod

[audio:http://www.flur.pt/mp3/VIVOD011-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VIVOD011-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/VIVOD011-3.mp3]

O perfil de Photonz sobe e sobe. Antes de chegar o definitivo statement local (apesar de ser um emigrado há uns anos), chamado “Corroios Royalty” (respeito pela Margem Sul!), Marco Rodrigues explora algumas das suas temáticas mais esotéricas, sempre lá no percurso de Photonz, embora “Mydriasis”, em si, seja um fenómeno bastante físico. Há muita reverência pela história da música de dança, e isso resulta em faixas de house e techno geralmente ao lado da corrente, basta escutar o referido “Mydriasis” para sentir que existe uma espécie de esquisitice natural que está no sistema de Photonz e procura sempre oportunidade para fazer avançar as coisas a cada novo passo que dá, cada nova edição que aparece cá fora.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 14 Março, 2016

DIETER MOEBIUS Blotch LP

€ 17,50 LP (2016 reissue) Bureau B

[audio:http://www.flur.pt/mp3/BB209-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB209-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB209-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB209-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/BB209-5.mp3]

Há uma sensação de fonte inesgotável no trabalho a solo dos elementos de Cluster. Mas se Roedelius tende a ficar mais fixo em torno de piano clássico, Moebius (falecido em 2015) explorava sem cessar as possibilidades da electrónica, desde as fronteiras mais avançadas da pop até aos confins do universo abstracto. “Blotch” data de 1999 e baseia-se em estruturas de loops para oferecer a quem ouve, a partir do conforto de uma certa repetição, vistas mais largas do que seria de prever de um compositor / músico com 30 anos de muita criatividade. Masterização de Tim Story, ele próprio com uma sólida carreira mais ligada à música ambiental, a reedição de “Blotch” chega direitinha para o nosso bloco já vasto de sensações electronicamente induzidas.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 3 Fevereiro, 2016

WAND 1000 Days CD / LP

€ 12,50 CD Drag City

€ 16,50 LP Drag City

[audio:http://www.flur.pt/mp3/DC625-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC625-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC625-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC625-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/DC625-5.mp3]

Num espaço de um ano os Wand editaram três álbuns. “1000 Days” saiu no final do ano passado e foi um dos discos rock que mais ecoou nas nossas cabeças durante os últimos meses. Há uma frescura e uma imaginação dentro de linhas completamente traçadas e exploradas que não sentíamos desde que começámos a prestar real atenção a Ty Segall. É uma questão de concentração, seja de estarem concentrados naquilo que estão a fazer como de concentrar em canções de três minutos um sem-número de referências dos anos 1960s e 1970s que caem bem: Black Sabbath e Byrds numa única canção? Aqui acontece. Seja na voz, nas melodias das guitarras, há um explanar de coisas boas que não têm medo de ensinar. Tanto se entra num registo de garage rock como de acid folk ou de neo-psicadelismo e isto acontece, por vezes, numa única canção: “Paintings Are Dead”. É um síndrome do bom lo-fi de agora mas é também um que se reporta aos gloriosos anos dos Neutral Milk Hotel e dos Olivia Tremor Control, quando tudo parecia possível e não existia o medo de meter num mesmo pote uma série de referências batidas, adequadas àquele momento. É isto que acontece em “1000 Days”. Maravilha, maravilha, maravilha!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 16 Setembro, 2011

DJ BLEND DJ Blend Detroit / Eclat 12″

€ 9,50 12″ FXHE

[audio:http://www.flur.pt/mp3/FXHE-DJBLEND-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/FXHE-DJBLEND-2.mp3]

Como introdução / apresentação ao seu som, “DJ Blend Detroit” é um magnífico cartão de visita. O título diz o nome e a origem do autor, a música encarrega-se de toda a substância que precisamos de sentir. Produção totalmente Omar S (Blend usa as máquinas dele?), aquela materialização doce no meio de uma atmosfera rude. Uma espécie de voz sintética vai balbuciando o que não compreendemos até um cowbell atípico neste som abrir outra zona. House com poder de hipnose também no lado B, traços de dub, movimento circular de beats num compasso pausado difícil de gerir se as expectativas forem de maior intensidade. Aqui existe pouca, falando em termos de aquecimento na pista de dança, tudo amplamente compensado pela extrema elegância desta música, o seu estilo natural e todos os sons certos, nenhum supérfluo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »