Sábado, 27 Abril, 2019

O YUKI CONJUGATE Scene In Mirage CDR

€ 28,95 € 9,95 CD O Yuki Conjugate

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

Primeiro álbum registado de OYC, conheceu reedição pelo próprio Andrew Hulme em 2018, na forma de CDR (o que apresentamos agora). Representação dos primeiros anos do projecto, a moldar-se na captação de sons de outras latitudes, uma sensibilidade que, na cena industrial, era habitualmente apelidade de “ritual”. Música atmosférica incrível, pós-Brian Eno, cruzando até com um certo tom Durutti Column, a espaços, produzindo uma elegância já quase nem chamada de música independente mas simplesmente de vanguarda. “Scene In Mirage” assenta suavemente na paisagem, não como um pano de fundo ambiental mas como afirmação estética a fugir gradualmente do mundo ocidental. “Beyond Control 3″ e “Infiltration” ainda recordam os anos iniciais de Cabaret Voltaire, mas o álbum vai evoluindo para zonas mais abertas a partir de “From Here To Where”, parecendo antecipar até, em “Intromission” e “Anima”, por exemplo, um futuro próximo de outro nome basilar do universo industrial: SPK, na fase “Zamia Lehmanni” (1986). Recomendado.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 2 Maio, 2014

O YUKI CONJUGATE The Euphoria Of Disobedience CD

€ 18,50 € 9,95 CD O Yuki Conjugate

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5

A última vez que pudemos reparar no nome de O Yuki Conjugate não foi em 1994, com a edição de «Equator», mas sim, já este ano, na ficha técnica de «Lucky Number Slevin» do realizador Paul McGuigan. A explicação é simples: Andrew Hulme foi o editor de imagem desse filme, e de outros que o levaram a Holllywood durante os últimos anos. De regresso quase permanente a Londres, velhos hábitos reapareceram e novas sessões de gravação deram lugar ao desejo de editar mais um álbum ao fim de 12 anos. E se todos os anterioes discos encaixaram em discursos musicais correntes da altura – do tribalismo industrial de «Into Dark Water» (1986) ao ambiental electrónico de «Equator» (1994) -, agora há um gosto de exercitar velhos gostos e virtudes sem que haja necessidade de aceitar uma dúzia de anos de música. É tudo vagamente referencial, fortemento espontâneo, dominado pelo vento e pelos elementos. Paradoxalmente, são essas liberdades que dão um gosto de aventura que noutros álbuns não existia, como se agora não houvessem regras e todos os movimentos fossem permitidos. A música ambiental de OYC sempre foi especial e única, dominada pelo ar denso e pelos detalhes minuciosos, e «The Euphoria…» não degenera os seus pergaminhos. Essencial para quem ainda tem todo o tempo do mundo para ouvir música.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Março, 2010

O YUKI CONJUGATE OYC25 CD + DVD

€ 19,95 € 16,50 CD + DVD Soleilmoon

Lembram-se de “The Euphoria Of Disobedience”, um digipak estranhíssimo com um azulejo de resina na frente? Apareceu inesperadamente em 2006, depois de uma década de pausa dos O Yuki Conjugate e deixou todos os antigos fãs rejubilantes com o regresso. Parecia, na altura, que o tempo tinha parado, mas por bons e meritórios motivos: o projecto de sempre de Andrew Hulme conseguia trazer para os dias de hoje toda a mística especial da música ambiental do final dos anos 80 e do princípio da década seguinte. E já passaram 25 anos sobre o início de tudo. A editora americana Soleilmoon desafiou novamente o grupo a prosseguir com os discos, aproveitando a efeméride e o facto de todos os músicos que participaram na discografia poderem colaborar na cerimónia. Talvez por isso, nunca os OYC soaram tão ricos e tão texturados, mas o cromossoma original está intacto e a génese ambiental, mais ou menos tribal, mais ou menos mergulhada nas águas negras, mais ou menos quarto-mundista, é reconhecível a uma légua de distância. E uma das grandes felicidades para quem possa ter um historial de amor com eles é sentir que o som pode ser transmitido sem a incómoda generation gap. Como todas as festas de aniversário têm bolo (geralmente de chocolate), este novo álbum também traz a sua prenda calórica irresistível: um DVD com imagens e registos (e uma mistura alternativa para o álbum) do antigamente que fazem tudo por completar a história e fazer sentir bem velhos quem percorreu esta estrada toda de música desde o longíquo ano de 1984, quando “Scene In Mirage” foi editado na A-Mission.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »