Sexta-feira, 11 Abril, 2014

CASSIBER 1982-1992 CAIXA 5CD

€ 52,50 CAIXA 5CD RéR



CD 1 “Man Or Monkey” CD 2 “Beauty. And The Beast” CD 3 “Perfect Worlds” CD 4 “A Face We All Know” CD 5 “Collaborations / The Way It Was / Elvis Has Left The Building”

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 13 Março, 2014

GROUND-ZERO Plays Standards CD

€ 16,50 € 13,50 CD RéR / Recommended

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERGZ3-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ3-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ3-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ3-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ3-5.mp3]

No mesmo ano de “Consume Red”, onde um grito oriental vai dando lugar a um festim rock que se constrói e desconstrói como uma procissão, o grupo de Otomo Yoshihide reaparece para aquele que viria a ser o último álbum de originais dos Ground-Zero. O título “Plays Standards” explica tudo, claro, onde durante doze temas, viajamos pelo mundo, tal como sentido pelos ouvidos expressionistas destes japoneses. Imaginem “El Derecho De Vivir Em Paz” do chileno Victor Jara nas mãos dos Ground-Zero? Ou “Folhas Secas” de Nelson Cavaquinho? Ou “I Say A Little Prayer” de Burt Bacharach? Ou, ainda, “Bones” dos Painkiller? Pensem em Naked City mas numa versão rock-punk, caoticamente organizada, encharcada em samples e diversão. No fundo, este “Plays Standards” é uma festa, bem disposta, onde todos dão largas à sua imaginação, sob uma batuta inteligente de um mestre destas coisas. Se andaram a comprar a discografia deles, este é um disco fundamental, e que mostra o ADN de algumas das aventuras – mais jazzísticas – pelas quais Otomo iria enveredar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 20 Fevereiro, 2014

GROUND-ZERO Consume Red CD

€ 16,50 € 13,50 CD RéR / Recommended

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERGZ2-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ2-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ2-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ2-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ2-5.mp3]

É sempre incrível quando recuperamos um disco – dos que gostamos muito – e conseguimos fazer aquilo que está nos nossos estatutos: vendê-lo. Mais prazer nos dá quando sentimos que o impacto que tivemos é integralmente transmissível. É tudo o que interessa. Aconteceu há dias com “Revolutionary Pekinese Opera”, o primeiro disco imponente dos Ground-Zero, de 1996 – boas vendas de um disco que andou sempre pela loja sem a atenção que merecia -, e agora tentamos seguir a história destes japoneses, numa espécie de enredo secundário nas novidades da semana. “Consume Red” aparece logo a seguir, em 1997, e muda a estratégia, iniciando o “Project Consume”. Um só tema, de praticamente uma hora, assalta-nos os sentidos assim que começa para não nos largar senão no final desta obra. De novo, Oriente e Ocidente em colisão, rock épico, sampling demoníaco, uma auto-estrada hipnótica como talvez nunca tenham ouvido. O início, marcado por lancinantes golpes de Taepyeongso – um instrumento estridente de sopro coreano -, é das coisas mais inesquecíveis que ouvimos até hoje. E à medida que o vírus vai contaminando a peça, o rock vai consumindo tudo à sua volta. Um monumento, este disco.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Dezembro, 2013

THE NECKS Open CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERNECKS11-1.mp3]

Quase a rondar a vintena de álbuns, os Necks são uma das bandas que nos dá mais alegria aqui nesta loja. É um daqueles projectos únicos que nos desafiam constantemente e, graças a Deus, não falham um disco. Porque são perfeitos? Não, porque este trio é talentoso e encontrou uma metodologia eficaz para tirar da sua cena o melhor que sabem fazer. Se todos são músicos fantásticos, em trio a história deles cruza-se tal como os feixes nos “Caça Fantasmas”: é aí que tudo acontece, dê por onde der. Pode ser ambientalismo anti-gravitacional, jazz em modo kraut, hipnose circular, agitação bipolar frenética, minimalismo para toda a família, com ruído, silêncio, vibratos, pizzicatos e outros actos. Então, eis “Open”, o tal álbum número quase-vinte. Há mais espaço para Necks em casa? Azar, descubram um espacinho – eles têm ajudado com as suas capas fininhas, elegantes e de bonito design – porque “Open” é também para ter. Depois de quase 30 anos a jogarem este jogo entre eles, Buck, Abrahams e Swanton mostram – em estúdio, e recorrendo a overdubs – como se faz música sem tempo, sem regras impostas, indo atrás das intuições, do bom gosto e da perpetuidade. 70 minutos de puro delírio musical, que parece começar com Alice Coltrane, calmamente, mostrando primeiro o piano nas suas múltiplas possibilidades, para depois entrar a percussão como que reclamando espaço e protagonismo, como se fossem peças ainda distintas. Mas depois há um momento, de clique, onde tudo encaixa, e Abrahams, sempre ele, pianista extraordinário, explode num lirismo que comove. Nesta altura vamos com 20 e tal minutos e… percebem que têm de ouvir, não é? Para quem ainda não entrou em Necks, venham cá e peçam ajuda. Se forem destemidos, comecem pelo início e vão percorrendo a discografia. Não há melhor investimento nestes tempos de crise. Essencial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Outubro, 2013

ROBERTO MUSCI & GIOVANNI VENOSTA Messages & Portraits CD

€ 16,50 € 11,50 CD RéR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERMVCD1-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERMVCD1-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERMVCD1-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERMVCD1-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERMVCD1-5.mp3]

Disco milagre, obra-prima da colagem, do fusionismo, da cultura do sampler, um disco que arruma com categorias e fronteiras, dando-nos um mundo novo, novíssimo, que parece mais rico e infinito que o nosso. Não sobram muitos adjectivos depois de falarmos em “Messages & Portraits”, um CD editado em 1990 mas que reúne dois luminosos LPs com data anterior: “Water Messages On Desert Sand” de 1987 e “Urban And Tribal Portraits” de 1988. A maravilha estonteante destes discos está na sua sobriedade, quase laboratorial, da manipulação dos seus ingredientes, numa espécie de culinária molecular e infinitesimal, onde tempos e espaços parecem colidir com regras muito específicas mas dando tanta liberdade para se criar os Novos Mundos. Passados estes anos, “Messages & Portraits” parece ainda um santo graal da miscigenação, de uma utopia sonora que não deixou nem podia deixar descendentes. Um dos mais belos, especiais e obrigatórios discos de sempre.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Outubro, 2013

GROUND-ZERO Revolutionary Pekinese Opera – Version 1.28 CD

€ 16,50 € 13,50 CD RéR / Recommended

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERGZ1-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ1-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ1-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ1-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RERGZ1-5.mp3]

Com a estreia em 92, na mítica Les Disques Du Soleil Et De L’Acier, os Ground-Zero foram durante parte dos anos 90 um dos projectos mais intensos e interessantes da música experimental. Foi uma altura fantástica em que, graças à Tzadik, sobretudo, se redescobria o Japão. Sim, a nossa atenção talvez tenha diminuído, mas deve ser verdade que os anos 90 foram bem milagrosos para a música nipónica, exportando bandas e músicos que mostravam como tudo deveria ser feito. E um dos timoneiros era Otomo Yoshihide, que pouco depois aparecia a solo na também mítica editora Extreme, pronto para nos deixar até hoje uma quilométrica discografia. Os seus Ground-Zero brilharam durante pouco tempo, mas brilharam intensamente. A primeira obra-prima acontece ao terceiro álbum, este, retalhando e reformulando “Peking Oper” de Heiner Goebbels e Alfred Harth, um tema de 15 minutos que vive no álbum “Frankfurt-Peking” de 1984. Dominando o sampler com absoluta mestria punk, Matsubara Sachiko alia-se na perfeição ao demoníaco gira-discos de Otomo Yoshihide, conduzindo os restantes músicos para um épico assalto terrorista ao original. São 50 minutos de vertigem sonora estonteante – se o álbum tivesse apenas o primeiro tema de nove minutos já seria um disco assombroso -, onde ruído e meditações convivem numa corrida frenética rock que nos aguça os sentidos. Talvez arranjem muitos exemplos assim na música de hoje. Mas tanto os Ground-Zero como este disco são exemplos acabados de como se pode maximizar tudo sem nunca se perder o norte. No meio deste caos aparente, ergue-se um monumento sonoro como poucos, energético e poético, político e onírico, que nunca se deixará de revelar em múltiplas audições. Fantástico e exemplar, tantos anos depois.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 31 Outubro, 2013

THE NECKS Mindset CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERNECKS10-1.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 3 Março, 2010

THE NECKS Silverwater CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERNECKS9-1.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 3 Março, 2010

THE NECKS Townsville CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RERNECKS8-1.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 20 Novembro, 2009

PERE UBU London Texas CD

€ 16,50 € 13,95 CD Recommended

Seis anos de interregno separam os Ubu de ouro de uma desencantada encarnação pop, iniciada em 88 com “The Tenement Year”. É um período compreendido em quatro álbuns, “Cloudland”, “Words In Collision” e “Story Of My Life”, em tudo contrastante com a brilhante paralela carreira a solo de David Thomas em nome próprio ou ainda com os Pedestrians, onde pela primeira vez encontramos o baterista Chris Cutler, um ex-Henry Cow, Art Bears e que agitava então as águas através da sua editora, a Recommended. Cutler foi um dos muitos músicos que viriam a entrar pelo portão da velha garagem avant garde dos Pere Ubu nesta sua segunda vida. Gravou com eles dois dos quatro álbuns acima mencionados e seguiu o seu caminho em busca de outras geografias sonoras. Antes disso cruzou-se por um curto momento com um tal Eric Drew Feldman, que embora ainda muito novo, já havia feito parte da Magic Band de Don Van Vliet e ajudado a formar os Vestal Virgins do guitarrista Snakefinger. Durante esta rápida formação, os Pere Ubu apenas fizeram concertos. Um deles, momento feliz, é agora resgatado dos arquivos pessoais de Cutler e editado na sua Recommended. “London Texas” é um momento feliz, testemunho de vitalidade de uma banda que parecia adormecida. O então repertório recente é intercalado com clássicos como “Caligari’s Mirror”, “Humor Me” e “Final Solution”. Todos os temas são polidos com a mesma energia e entrega, fazendo com que, pelo menos por esta noite de Março de 89, os Pere Ubu não tenham ajudado a vender cerveja no bar onde tocaram.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 23 Março, 2007

HENRY COW Western Culture CD

€ 16,50 € 12,95 CD ReR


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 20 Março, 2007

HENRY COW Unrest (Remastered) CD

€ 16,50 € 12,95 CD ReR


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Dezembro, 2006

HENRY COW Leg End (Original Mix) CD

€ 16,50 € 12,95 CD ReR


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Dezembro, 2006

HENRY COW In Praise Of Learning (Original Mix) CD

€ 16,50 € 12,95 CD ReR


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 20 Dezembro, 2006

THE NECKS Chemist CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/NECKS7-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/NECKS7-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/NECKS7-3.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 28 Setembro, 2005

THE NECKS Drive By CD

€ 16,50 € 13,50 CD ReR

Drive By

Há um momento de viragem importante: “Hanging Gardens”, em 1999, solidifica o ritmo dentro da magistral fórmula Necks, para depois, em 2001, “Aether” enviar-nos para o éter, numa peça de suspensão de câmara que ainda hoje serve para avaliarmos o mérito do trio australiano. No fundo, são duas obras que balizam um certo espectro sonoro que iria ser, até aos dias de hoje, profundamente revirado, com os resultados que se conhecem. Quando passaram 15 anos em 2002 – imaginem a pedalada destes senhores! -, “Athenaeum, Humebush, Quay & Raab” os Necks fizeram um apanhado épico das suas peças com um quádruplo CD, novamente etéreo e suspenso nas nuvens, para, no ano seguinte, voltarem ao batimento quase-kraut de “Hanging Gardens” para nos darem um groove sereno e pacífico, como se olhássemos uma espiral reflectida na água tranquilizante de um lago. Quando tudo parece terminado, aos 40 minutos, o piano insinua-se como é raro ouvirmos, metendo um pé ou dois numa malha percussiva que nos tinha arrastado o corpo. Quando “Drive By” se extingue, ficamos abandonados à Natureza. Soberbo! Dizem que é um dos melhores? Não dá para confirmar porque quase todos são especiais para nós e para muitos de vós.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »