Quinta-feira, 7 Março, 2019

MAJA S.K. RATKJE Sult CD / LP

€ 12,50 CD Rune Grammofon

€ 21,50 LP Rune Grammofon

Recolhida em torno de um instrumento principal – orgão -, Maja S.K. Ratkje acrescenta tratamentos e algum equipamento acessório (percussão metálica, vidro, fio de resina, um arco) para uma experiência que diferencia este álbum de outros na sua carreira. A música foi alterada a partir da sua própria banda sonora para o ballet “Sult”, cujas apresentações Maja acompanhava ao vivo, no orgão, praticamente sem experiência prévia no instrumento. Quase um trabalho de aprendizagem à força, um salto para fora do conforto, que resulta num disco emocional, superiormente acompanhado pela sua voz em canções abstractas que, funcionalmente, atingem os nervos certos. A gravação cristalina transporta-nos para a mesma sala da compositora para um momento de abandono estético na intimidade.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 16 Junho, 2017

ANNELI DRECKER Revelations For Personal Use CD / LP

€ 12,50 CD Rune Grammofon

€ 18,50 LP Rune Grammofon

Da formação dos noruegueses Bel Canto, clássica pop etérea dos 80s, não foi apenas Geir Jensen / Biosphere quem se manteve visível. Anneli Drecker, voz de Bel Canto, gravou alguns álbuns a solo e em colaboração até chegar à Rune Grammofon, em 2015, com “Rocks & Straws”. E que território nórdico é este, em “Revelations For Personal Use”? Épico, sem dúvida, tocando no Progressivo e, sempre, no clima de ancestralidade trazido de uma profunda floresta escandinava. As letras, a partir de poemas de Arve Hanssen, inspiram-se e celebram o inevitável espanto perante a impositiva natureza das regiões nórdicas, e isso resulta em pacificação luminosa tanto como em grandiosas manifestações de respeito. Canções clássicas, intemporais.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation



Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 21 Abril, 2016

MAJA S. K. RATKJE Crepuscular Hour CD+DVD / 2LP+CD+DVD

€ 15,50 CD+DVD Rune Grammofon

€ 24,95 2LP (+CD +DVD) Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2181-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2181-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2181-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2181-4.mp3]

Três coros, três pares de músicos de noise e um orgão de igreja. Totalmente aparição do monólito em “2001″ e um supremo e intenso momento de êxtase religioso, para quem tem capacidade de sentir. No mínimo, arrebatamento espiritual de força maior, assustador como tem de ser antes de a luz, supostamente, oferecer saída de esperança. “Crepuscular Hour” navega como um galeão cheio de almas perdidas, provocando em iguais partes fascínio pelo horror e repulsa pela intensidade que perturba o espírito. Kathy Hinde realizou e filmou o conceito, que se pode ver no DVD que acompanha ambos os formatos. Barulho celestial.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Fevereiro, 2015

SIDSEL ENDRESEN & STIAN WESTERHUS Bonita CD / LP

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

€ 21,50 € 19,50 LP Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2164-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2164-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2164-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2164-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2164-5.mp3]

Lisboa teve hipótese, há uns meses, de os ver ao vivo na Culturgest, e guardar parte deste “Bonita” na memória. O que mais impressiona nestes dois noruegueses é a absoluta facilidade com que mostram do que são capazes – e às vezes parece que estão em perfeito desfile das suas virtudes -, ideias e técnicas, em que rapidamente percebemos a composição quase espontânea que vai estando à nossa frente. Largados à sua arte, há um espaço de comunhão onde brincam com as capacidades: Sidsel Endresen é uma das mais formidáveis cantoras dos últimos anos, cheia de intuição construtiva e discursiva; Stian Westerhus é um guitarrista mirabolante, que nunca se perde no meio da infinita electrónica por onde passeia o som das suas cordas. Nos temas mais irrequietos, é incrível ouvir como Stian dispara os seus sons e como Sidsel coloca a sua linguagem, muitas vezes abstracta, por entre algo tão dispersivo. Jazz, free, mas muito mais para além disso – às vezes assemelha-se a pop fragmentada e futurista. O óptimo “Didymoi Dreams”, de 2012, valeu estrelas e reconhecimento: “Bonita” era a esperada consequência deste dueto, gravado em estúdio mas feito sem grande cosmética de produção, porque… bom, basta ouvir ou vê-los para perceber.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 20 Outubro, 2014

JOHANNES ROD Free Jazz And Improvisation On Vinyl 1965-1985 LIVRO

€ 40,50 LIVRO Rune Grammofon

Hard cover, 128 páginas, 18 x 24cm.

A guide to 60 independent labels.

“Born out of necessity and a love of the music and the records, the aim of this book is to offer a guide to a selection of independent labels and their releases of free jazz, improvisation and generally jazz outside of the mainstream between 1965 and 1985, with 1965 being the year when ESP-Disk’ started out as the first independent label dedicated to the music covered in this book, and 1985 being the year that the CD slowly started to take over as the main sound carrier. However, we have stretched the frames a little bit on a few occasions. 60 labels are presented, each with an introduction and a discography, either complete or by the author´s personal choice. There are also 64 sleeve illustrations, including some extremely rare ones, as well as forewords by Swedish sax player and composer Mats Gustafsson and Rune Grammofon founder Rune Kristoffersen. Finally, there is a conversation between Kristoffersen and music writer Rob Young.

Author Johannes Rød is working freelance as an art historian and conservator and has written several books on visual art. He is also an avid record collector since the late sixties. The book has 128 pages with layout and design is by Kim Hiorthøy, and it comes in a beautiful hardback Geltex cover.”

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 16 Setembro, 2014

SUPERSILENT 11 CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

Em 2010, o capítulo 11 da saga Supersilent sairia apenas em vinil – uma excepção, tal como o número 7, que teve edição em DVD apenas. Quatro anos depois, em vésperas de novo álbum, eis “11″ no formato que é ainda mais comum por estes lados. Mas a história deste trabalho recua mais no passado: até 2005, quando Jarle Vespestad estava na formação inicial, funcionando como baterista. Não nos levem a mal – até porque, talvez, a melhor música dos Supersilent aconteceu depois, mas a valência de Vespestad deu ao grupo um poder de fogo que é complicado apagar da memória. Para isso, basta ouvir os primeiros discos ou, na escassez de tempo, voltar à trilogia inicial (1998), onde Supersilent nos aniquilou os sentidos e nos colocou em alerta permanente à sua música. Portanto, não há surpresas quando a maior parte do álbum mostra o free jazz a sofrer o branding Supersilent esperado. Nos dois intervalos do magnífico dilúvio é Arve Henriksen quem traz a bonança enfeitiçadora, convencendo-nos que o quarteto era, tal como os super-heróis, fantástico.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 16 Setembro, 2014

SUPERSILENT 12 CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

De “11″ até “12″ houve quatro anos de intervalo. E, como o “11″ recuperava gravações antigas, falou-se nessa altura que o, então trio, estava a dizer adeus. A isto somava-se a carreira activa dos seus elementos e o rumor ganharia uma blindagem que agora, percebemos, foi fraca demais. Ou seja, nessa pausa houve mais gravações e “12″ mostra-as aqui em todo o seu esplendor. Um esplendor que ganha uma dimensão quase sobre-humana ao relatar alguns registos feitos num museu que se orgulha de ter uma reverberação de 20 segundos. Novas metodologias, claro, foram postas em prática e muito do sucesso destas novas composições veio, como é natural, das mãos de Deathprod e da sua produção irrepreensível. Feito quase exclusivamente de drones e electricidade, uivando por entre as camadas sonoras, este volume Supersilent parece atirar o seu som para dentro de um poço profundo, onde a luz pouco ou nada interfere. Na quinta faixa parece atingir o silêncio do seu fundo, como um falso vácuo, onde o trompete de Henriksen parece depois elevar-nos da obscuridade. Mas rapidamente voltamos ao labirinto electroestático e percebemos que este “12″ está feito de matéria pesada, embora ela se manifeste pela imponderabilidade do ar. Talvez não seja obrigatório ter uma dúzia de rodelas dos Supersilent, mas não iremos ser nós a fazer a escolha, até porque este novo volume só nos pede para ser levado.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Agosto, 2014

ARVE HENRIKSEN The Nature Of Connections CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2161-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2161-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2161-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2161-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2161-5.mp3]

Esperou-se muito tempo por “Places Of Worship”, no ano passado, mas nestas coisas o tempo é sempre muito relativo. Houve entretanto “Chron / Cosmic Creation”, uma compilação que nos trazia discos antigos e serviu para completar percursos, e há agora Arve Henriksen, colheita de 2014. E que colheita e surpresa. Depois do seu jazz, que se vinha rarefazendo dentro daquele domínio norueguês onde os géneros morrem para ganhar novas vidas, o trompetista cerca-se de um ensemble acústico – violino, violoncelo, contrabaixo e percussão – para nos oferecer uma obra de câmara que ecoa tempos que não são os nossos. Os arranjos, sublimes, parecem trazer-nos um repertório de música antiga – mesmo Música Antiga – que nunca se deixa enganar, construindo redes – ou conexões – cristalinas com o trompete de Henriksen – que nunca soou tão encantatório como neste disco. Mas “The Nature Of Connections” não é apenas sabor celta e falsos salmos solenes, temas como “Keen” parecem escrever bailados de corte, e “Seclusive Song” é quase uma orquestra com apenas cinco instrumentos. Não será uma novidade total, este percurso, mas nunca pensámos que assumisse esta forma. Uma absoluta maravilha – e um verdadeiro “teste” para os seus fãs?

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 29 Julho, 2014

STEN SANDELL & PAAL NILSSEN-LOVE Jacana CD / LP+CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

LP + CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD3159-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD3159-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD3159-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD3159-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD3159-5.mp3]

LP EM BREVE / SOON


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Segunda-feira, 7 Julho, 2014

FIRE! ORCHESTRA Enter CD / 2LP+CD

€ 16,50 € 12,95 CD Rune Grammofon

€ 21,50 € 19,50 2LP+CD (gatefold) Rune Grammofon

Não parece haver um outro caminho para estes Fire! senão a grandeza dos seus actos e desígnios. Já foi um trio, bem no seu início, mas depois começou a abrir os braços a convidados e com “Exit”, ironicamente, os Fire! mostraram todo o seu arsenal de fogo e poder destrutivo. Tudo no bom sentido, claro. E se “Exit” parecia ser um delírio escandinavo, que dificilmente teria consequência para além do tremendo álbum que gravaram, uma digressão pelo norte da Europa e mais explosões criativas fizeram espoletar “Enter”, um monumento musical de quase trinta peças que vai deslizando pelos nossos ouvidos como, presumimos, a malta do antigamente sentiu quando via a Arkestra de Sun Ra pela primeira vez. Ainda falamos de jazz? Dificilmente. O corpo ainda é estimulado pela corrente do jazz, mas a sua estrutura quando vista à distância parece conter tanta riqueza que é redutor arranjarmos géneros. Aliás, é assim que é saudável, pois quando estamos nos 13 minutos e Simon Ohlsson começa a cantar, íamos jurar que esta orquestra converteu-se nos LCD Soundsystem. O resto é uma tropa de música com plena consciência do movimento colectivo e individual, que nos deslumbra pela força, sim, mas também pelos pequenos detalhes que tornam as duas peças de “Enter” uma delícia para os sentidos. Sinceramente? Ter apenas 60 minutos disto é um crime. Tamanha empreitada deveria ter produzido alimento para subsistirmos durante meses. Sabe a pouco e não resta senão ouvir este disco – com “Exit” à mistura – incontáveis vezes. Brutal (e muita atenção a Sofia Jernberg).

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 5 Junho, 2014

STIAN WESTERHUS & PALE HORSES Maelstrom CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2156-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2156-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2156-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2156-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2156-5.mp3]

Na última vez que tínhamos falado aqui de Stian Westerhus foi após o seu último álbum a solo, também na Rune Grammofon. Se deixaram para outras núpcias o seu “The Matriarch And The Wrong Kind Of Flowers”, então fizeram muito mal: é um monumento e, certamente, um dos nossos discos favoritos do ano de 2012. Sem qualquer dúvida. Entretanto, bem mais perto de nós, há poucas semanas, esteve em Lisboa e trouxe alguém com quem tem uma relação duradoira: Sidsel Endresen. Mostrou como consegue tirar tudo de uma guitarra, mesmo tudo, enquanto amparou as incríveis vocalizações da sua compatriota. “Maelstrom” é mais um lado deste polivalente e energético norueguês, em companhia de Øystein Moen em teclados (Moogs e MS20, entre outros) e Erland Dahlen em percussão e bateria. “Don’t Say That You Care”, que abre o disco, apresenta-nos uma canção, cantada pelo próprio, espalhada ao vento e tendo aquele sabor escandinavo onde tudo parece ser épico. Não é um tema fora do baralho mas soa a introdução perfeita para uma tormenta que acaba por vir depois. Há electricidade e picos de energia elevados, mas “Maelstrom” nunca assume o rock nem nada do que se pareça. É um sonho pop feito à sua maneira, com tudo fora de sítio embora dê muito gozo notar os seus encaixes e as fórmulas. Um guitarrista dotado com muitas ideias para nos dar.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Dezembro, 2013

JAMES PLOTKIN & PAAL NILSSEN-LOVE Death Rattle CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2148-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2148-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2148-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2148-4.mp3]

Onde se começa com James Plotkin se quisermos apresentá-lo a alguém? Muito complicado, ou impossível, porque quem parece ter a discografia de 10 impacientes músicos não tem porta de entrada. Este norte-americano colaborou com meio mundo e electrificou com a sua guitarra o outro meio. Desde as suas colaborações intensas com KK Null às participações com Sunn O))), das cumplicidades com Mick Harris à negritude doom de Earth, Plotkin tem sido um mestre do ambientalismo escuro, da guitarra demoníaca, da electricidade industrial – o seu trabalho mais regular tem sido com Khanate, na companhia de O’Malley, Alan Dubin e Tim Wyskida, velhos companheiros. E agora este “Death Rattle”, um inesperado – não será bem esse o termo depois de termos dito isto tudo – álbum em dueto com Paal Nilssen-Love, esse portento da bateria, igualmente profícuo, igualmente incansável, que aguenta qualquer tipo de embate. E que embate: dois colossos repletos de ideias, de intensidade, de inesgotável energia, que usam as regras do rock (do clássico ao metal) para golpes de improvisação e o, claro, ambientalismo hiper-detalhado das trevas. O tema homónimo, que encerra o disco, é um fantástico testemunho aos infinitos recursos de Plotkin, com 10 minutos de puro delírio textural da sua guitarra, onde toda a energia do álbum vai desfiando até à sua extinção. Forte, vigoroso, e cheio de histórias.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 19 Dezembro, 2013

EVAN PARKER & JOE McPHEE What / If / They Both Could Fly CD / LP + CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

€ 21,50 € 17,50 LP + CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2149-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2149-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2149-3.mp3]

Não seguimos muito os bastidores das editoras independentes – tirando aquelas que nos são próximas – e por isso não sabemos o que aconteceu com a Smalltown Supersound. Era lá, na distante Noruega, em Oslo, que a editora nos habituava a estes discos, na sua secção Smalltown Superjazz. O que interessa é que nos chegue a música e a Rune Grammofon está bem viva para nos oferecer este álbum entre duas lendas vivas do jazz livre. Gravado em Julho do ano passado durante o Kongsberg Jazz Festival, “What/If/They Both Could Fly” assemelha-se a um diálogo entre dois sopradores em que as distâncias apenas potenciam o interesse desta aproximação – é a segunda vez que se juntam para um disco em duo. Quando ambos rondam os 70 anos – o norte-americano e o inglês têm 74 e 69, respectivamente -, este disco mostra como a idade não tem atrofiado a urgência dos seus discursos. Pelo que se ouve aqui, é exactamente o contrário. Respect.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Novembro, 2013

FIRE! (Without Noticing) CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2146-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2146-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2146-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2146-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2146-5.mp3]

Os Fire! voltam ao trio original depois de uma bem-aventurada caminhada com convidados – Jim O’Rourke e Oren Ambarchi – e um poderoso álbum em formato orquestra – “Exit!”, saído no início deste ano. O que significa que voltam os diálogos de “You Liked Me Five Minutes Ago” de 2009: Mats Gustafsson em saxofones, electrónica e Fender Rhodes; Johan Berthling em baixo e guitarra eléctrica; e Andreas Werliin em bateria. O ponto de partida, surpreendente, foi “Letter To Emma Bowlcut”, um livro de ilustrações de Bill Callahan, reeditado pela Drag City em 2010, de onde partiram os nomes dos temas. Para quem prefira ouvir Fire! em total combustão, este é o disco do momento: mesmo nos momentos mais calmos, há uma energia contida que parece potencializar uma carga avassaladora. “Standing On A Rabbit”, que abre o álbum, e nos deleita com uma torrente de noise electrónico, explica que não estamos aqui enganados e que é sobre os músculos do cérebro que a nossa atenção se deve concentrar. No meio de tantos sinais rock do trio é complicado dizermos que este é um disco de jazz, até porque este é um dos seus discos mais acessíveis, mas é ainda isso que se sente quando alguém tem que passear fora dos riffs ou das estruturas delineadas. Para quem prefere voos jazz mais altos, Fire! voa para outros destinos turísticos – e é por isso que tanto nos tem encantado seguir este grupo. E embora Berthling seja absolutamente unificador e Werliin seguro e forte como um rochedo, é o poder cuspidor de fogo de Gustafsson que continua a maravilhar-nos para além do limite. Que nunca pare de soprar.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 26 Abril, 2013

HEDVIG MOLLESTAD TRIO All Of Them Witches CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation




Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 25 Abril, 2013

COLIN STETSON & MATS GUSTAFSSON Stones CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2136-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2136-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2136-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2136-4.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 19 Abril, 2013

JENNY HVAL Innocence Is Kinky CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2142-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2142-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2142-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2142-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2142-5.mp3]

Quando soubemos no ano passado que o novo álbum de Jenny Hval iria ter a produção de John Parish ficámos contentes, mas algo preocupados com o resultado – a cantora elogiava o trabalho de Parish com PJ Harvey. O nosso problema foi supor que a norueguesa quisesse, enfim, ser uma PJ Harvey nórdica, coisa que na nossa cabeça parecia um tiro na água. Mas, pensando bem, sempre houve algo de carnal que pode ajudar a fazer o missing link, embora a sua voz seja demasiado frágil para suportar a necessária carga emocional. O trabalho de Parish foi de absoluto refinamento sonoro, ajudando a que o mundo acústico sobressaia mais que o mundo ligeiramente etéreo de “Viscera”. O título do álbum parece resumir uma vez mais o mundo narrativo de Jenny Hval – para além da música, Hval é também uma conhecida escritora na Noruega. Sexualidade e sensualidade nas palavras e, por vezes, também na música. Ouçam “Amphibious, Androgynous” para sentir uma canção perfeita: ingredientes mínimos e fatais, voz entre o sussurro rock e o canto da sereia, mini-épico irresistível e uma ideia de desert music que associamos a Parish. Talvez o melhor disco de Jenny Hval – o que faz acreditar que quando colocamos a fasquia alta, muitas vezes queremos ultrapassá-la.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2013

STIAN WESTERHUS
The Matriarch And The Wrong Kind Of Flowers CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2133-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2133-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2133-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2133-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2133-5.mp3]

Fantástico álbum! E, mesmo vindo de alguém que parece ter nove vidas como músico, esta é uma surpresa. “The Matriarch And The Wrong Kind Of Flowers” dá-nos um lado de composição único, denso e poético, de alguém que parece olhar para a sua guitarra como se fosse uma orquestra. E a sua guitarra é mesmo uma orquestra neste disco, percutida e tocada como um instrumento de cordas que é. Pensem em Penderecki quando o sinfónico nos gela as veias, em Deathprod quando a corrente eléctrica nos deixa pregados ao chão, ou em North Center quando queremos ver o céu limpo e cristalino do firmamento polar. Acima de tudo, o que é incrível é o modo como isto é tudo escrito com uma atenção dramática aterradora, usando na perfeição a reverberação natural das catacumbas do Emanuel Vigeland Mausoleum – diz-se que o som sobrevive por 20 segundos neste espaço. Este disco sobreviverá muitos anos com estes sons. Para quem tem amor pelos nomes que citámos acima, um aviso: este álbum vai gelar-vos a aparelhagem. Soberbo.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Fevereiro, 2013

FIRE! ORCHESTRA Exit! CD / LP

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

€ 21,50 € 19,50 LP Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2138-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2138-2.mp3]

Fire! tem sido o nome com que o trio Gustafsson, Berthling e Werliin tem combatido o mundo. Começaram sozinhos em 2009, mas depois decidiram que tinham que confrontar o seu poder de fogo com outros iluminados estrategas sonoros. Primeiro foi Jim O’Rourke, depois foi com Oren Ambarchi – duas obras que, embora sejam fabulosas, não nos estariam a preparar para esta batalha que, porventura, decidirá o rumo desta guerra nórdica. Esqueçam, se possível, o que ouviram e preparem-se para algo substancialmente novo e esmagador: são quase 30 músicos que agora se juntam nas fileiras de Fire! para, com um intervalo apenas, nos darem dois temas que nos salvam o ano, bem no seu início. “Exit!” é o resultado de um concerto em Estocolmo com quatro guitarristas, quatro contrabaixistas, seis saxofones, três trompetistas, uma tuba, um trombone, um piano, um computador, três vozes e as palavras hipnotizantes de Arnold DeBoer dos The Ex. A condução desta numerosa tropa é feita com um rigor contagiante – ora deixando que seja o compasso rock ou prog que estimule o avanço no terreno, ora deixando que seja a liberdade do improviso que abra os horizontes para além do nosso campo de audição. Seja em que minuto foquemos a nossa atenção, “Exit!” é um portento que nos convence que se esta noite foi mágica para quem a ela assistiu, este disco fará o mesmo connosco. Absolutamente avassalador.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 7 Novembro, 2012

PANZERPAPPA Astromalist CD

€ 16,50 € 12,50 CD Rune Grammofon

[audio:http://www.flur.pt/mp3/RCD2135-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2135-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2135-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2135-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/RCD2135-5.mp3]

Os Panzerpappa já têm mais de uma década de existência, mas a sua actividade discográfica tem sido reduzida e só com a sua passagem para a Rune Grammofon – uma editora que merece a nossa atenção mensal – é que tem finalmente os holofotes das gentes internacionais. Encontram este quarteto – ampliado a um grande ensemble graças aos seus muitos convidados – quase sempre na zona do rock progressivo, mas se isso está latente em muito do seu groove, é também verdade que em alguns temas o som abre-se, sobretudo quando os instrumentos aumentam em quantidade. O sentido orquestral tanto nos dá um certo sentimento Jagga Jazzist como parece ter músculo e destreza para soar a uma banda sonora imaginária. Quase sempre energético, cheio de ângulos e curvas difíceis – eis o lado prog da coisa -, os Panzerpappa já conquistaram Chris Cutler e algumas conotações aos Soft Machine (não achamos) e aos Caravan (talvez sim).


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »