Quinta-feira, 9 Maio, 2019

PRINS THOMAS Ambitions CD

€ 14,95 CD Smalltown Supersound

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 20 Dezembro, 2018

NENEH CHERRY Broken Politics CD / LP

€ 16,50 CD Smalltown Supersound

€ 22,50 LP Smalltown Supersound

Neneh Cherry parece falar directamente com o ouvinte, não apenas cantar algo para a rede, passível de ser apanhado ou não. As preocupações políticas e sociais são tudo menos novidade, mas são sempre novidade enquanto a sociedade continuar a mudar. Ainda classificado como trip hop aqui e ali, o disco é, isso sim, uma actualização pop do empenho, carácter e talento da cantora e compositora. Produção de Four Tet com reverberação mais ou menos aparente da década de 90, nas batidas e algumas cores, mas é num momento mais universal como “Slow Release”, assente em elementos mínimos e com a voz bem clara, que Cherry transcende épocas. Ainda assim, algo tão referencial como “Faster Than The Truth”, que remete de ouvido para Tricky / Martina, consegue efeito semelhante no salto entre décadas, ficando a iluminar 2018 como uma canção própria deste ano.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 11 Outubro, 2018

BJORN TORSKE Byen CD

€ 14,95 CD Smalltown Supersound

OUVIR / LISTEN:
CLIP1CLIP2CLIP3CLIP4CLIP5


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 22 Dezembro, 2017

LINDSTROM It’s Alright Between Us As It Is CD / LP

€ 15,50 CD Smalltown Supersound

€ 29,50 LP Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS320CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS320CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS320CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS320CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS320CD-5.mp3]


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 14 Dezembro, 2017

BJORN TORSKE & PRINS THOMAS Square One CD

€ 14,95 CD Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS308CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS308CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS308CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS308CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS308CD-5.mp3]

O encontro de duas cabeças fundamentais no estabelecimento da música de dança produzida na Noruega, com ondas de choque sentidas não apenas nas pistas mas por todo o Espaço conhecido. É aparente o ênfase na percussão que Prins Thomas já mostrou domninar, mas também Torske, em período clássico (muito prolongado, desde os tempos da Svek), cultiva um fascínio por um certo ritualismo rítmico que ligamos a ideias de África e Brasil, por exemplo (“K16 Del 1″ parece ser A CENA, neste álbum). Em “Steintongt” ouvimos dub subterrâneo a convocar o universo bem mais pesado de Scorn (Mick Harris) e outros projectos dub saídos do metal – God, Godflesh, Kevin Martin = The Bug, até. A ideia de Disco é muito dispersa, mesmo o chamado “Nordic Disco” não está muito à frente em “Square One”, trata-se simplesmente de música levada a sério sem que isso se assemelhe remotamente a uma profissão e, muito menos, exercício forçado de manutenção no circuito. Bom.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 26 Abril, 2017

KELLY LEE OWENS Kelly Lee Owens CD / LP

€ 14,95 CD Smalltown Supersound

€ 25,95 LP (+CD) Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS293-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS293-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS293-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS293-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS293-5.mp3]

Há uma pulsação constante durante a audição do disco de Kelly Lee Owens. Desde os seus primeiros momentos que há um groove terno, quente, que acomoda uma voz que transporta para os lugares mais oníricos da pop dos últimos quarenta anos. A voz de Kelly Lee Owens podia estar na 4AD da década de 1980, poderia ocupar um “Loveless” na década seguinte ou replicar qualquer coisa dessas duas décadas na primeira década do século XX. Contudo, está aqui e agora, podem-se – e devem-se – fazer comparações, mas o seu primeiro álbum é suficientemente forte para conquistar o seu lugar. O mundo é um bocadinho de Kelly Lee Owens agora. É raro música electrónica sentir-se como contemporânea, pop e abraçar harmonias clássicas com tamanha sobriedade. E fluir de um canto para outro canto sempre levando ao peito uma vontade de intemporalidade. Tanto faz música de ir às lágrimas, como pop exuberante, como batidas que enchem uma pista de dança. Na maior parte das vezes faz tudo ao mesmo tempo, até quando entra na auto-estrada dos Kraftwerk em “8”. Tudo no seu álbum homónimo chama a atenção, todos os segundos batem como qualquer coisa que vai ficar. Está sempre a chamar a atenção sem fazer por isso. É subtil, delicado, quente e uma caixa de surpresas em cada audição. Tem sangue de clássico.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 2 Novembro, 2016

BIOSPHERE Departed Glories CD

€ 14,95 CD Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS281CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS281CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS281CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS281CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS281CD-5.mp3]

“Departed Glories” é um disco espectral, dominado desde logo pela imagem na capa, que sugere fantasmas, aparições, pessoas desaparecidas há muito. Essa é, de facto, a inspiração para o álbum, em concreto a recente descoberta de um legado fotográfico atribuído a Sergei Prokudin-Gorsky, que, no início do século XX, produziu resultados incríveis e revolucionários em fotografia a cores. É uma dessas fotografias que observamos na capa de “Departed Glories” e que dá um corpo definido a esta música austera e bonita, ambiente delicado, fugaz e em mutação constante, aceitando interferência de algumas harmonias vocais que se assemelham a um coro numa catedral, reforçando assim o tom quasi-religioso desta espécie de New Age nórdica. Não falamos de um ambiente pesado e soturno mas sim de texturas vaporosas, parecendo dissipar-se com um sopro, e muito sugestivas do que, com imaginação, pode ser o som associado a uma sessão espírita retratada em filme.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Março, 2015

BJORN TORSKE Nedi Myra CD / 2LP

€ 16,50 CD (2015 reissue) Smalltown Supersound

€ 31,95 2LP (2015 reissue) Smalltown Supersound


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Terça-feira, 3 Março, 2015

BJORN TORSKE Trobbel CD / 2LP

€ 16,50 CD (2015 reissue) Smalltown Supersound

€ 31,95 2LP (2015 reissue) Smalltown Supersound


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 7 Agosto, 2014

WILDEST DREAMS (DJ HARVEY) CD / LP+CD

€ 15,95 CD Smalltown Supersound

LP + CD Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS253CD-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS253CD-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS253CD-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS253CD-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS253CD-5.mp3]

LP EM BREVE / SOON

Harvey sempre foi um viajante, uma personagem errática em todos os cenários em que entrou. Como DJ não sobram histórias que alimentam um mito que parece ser sempre maior que qualquer testemunha dos seus feitos. Como rocker, Harvey Bassett sempre assumiu a sua proveniência, bem distante da sua Inglaterra que parece ser quase um erro na sua biografia: o deserto americano, onde camiões, postos de abastecimento, pó e motorizadas clássicas se entrecruzam no seu imaginário, alimentando o nosso. Tinha sido assim, há uns anos, quanto Map Of Africa (Harvey e Thomas Bullock) nos encharcou a alma com um poderoso road movie roqueiro com todas as suas lições nos devidos lugares – não estivemos sós: entrou no top 20 quando fizemos um apanhado dos discos mais vendidos na nossa primeira década. Voltamos, em 2014, ao mesmo mapa de estradas com Wildest Dreams, um hino psicadélico – sempre! -, às vezes kraut – que mais dá a entender um título como “Yes We Can Can”? -, de músculo rock, com morada fixa na garagem ou sem morada alguma em alta velocidade por uma estrada que se some a caminho do Sol. Para quem sempre tentou dobrar o eixo do tempo, estas aventuras de Harvey parecem, como mais nenhuma outra, vir de uma impossibilidade, de uma máquina do passado. Tudo bem feito, claro. Mais uma lição!

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 3 Julho, 2014

BJORN TORSKE Kok EP 12″

€ 14,50 12″ Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS243-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS243-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS243-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS243-4.mp3]

Acontece. Totalmente ao lado dos nossos radares no final de 2013, deixámos passar despercebido um EP sério de Bjorn Tõrske, sem remisturas, só originais naquela veia nórdica tropical que une bastante bem com a ideia de florestas escandinavas no Verão. Muita coisa estranha a acontecer aqui, com um prelúdio de embalar seguido por uma caminhada nocturna entre as feras do bosque. Há um tom medieval que facilmente se transforma em Residents, num compasso de jam session minimalista. “Totem Expose”, depois, aponta um coro de instrumentos de fole aos céus, enquanto em baixo há uma espécie de Glenn Branca multiplicado por espelhos, antes de brilhar sozinho um ambiente sem descrição, barroco talvez, que faz lembrar Ralph Lundsten e as suas fantasias… nórdicas. “Nestor” termina em modo kraut muito apurado, hipnótico, viajante. Tõrske, assim deixado entregue a si próprio, canaliza as suas raízes na direcção de um resultado criativo quase invariavelmente sem par. Branco sobre laranja forte é um contraste cromático difícil de colocar de lado. Assim é o disco.

NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 14 Dezembro, 2012

LINDSTROM Smalhans CD

€ 15,50 CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS223-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS223-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS223-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS223-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS223-5.mp3]

É uma espécie de regresso ao período “I Feel Space” há meia dúzia de anos e ao som Lindstrom que começou a conquistar seriamente mais adeptos. Muitas experiências depois (e não menos desprezível o seu álbum anterior “Six Cups Of Rebel”) parece haver uma reavaliação das possibilidades do som Disco que ele ajudou a reformular mas que pouco tem que ver com Disco. Mais electrónico (mais electro, mesmo), com traços característicos da sua produção a mexerem na velocidades dos grooves. Ao tentarmos colocar o dedo no cerne da questão, este som é obviamente Euro mas não é house. É um som progressivo (isso está subjacente em grande parte da produção de Lindstrom) como os holandeses que produziam electrónica para dançar, nos 80s, a partir do padrão italiano. Mais um álbum bizarro (e quando se ouve soa o mais normal possível) de um produtor de quem nunca se sabe o que esperar.


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 15 Novembro, 2012

LINDSTROM De Javu 12″

€ 11,50 12″ Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS23212-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS23212-2.mp3]

Rub N Tug, Owen Pallett RMXS.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quinta-feira, 15 Novembro, 2012

NENEH CHERRY / THE THING
Dream Baby Dream 12″

12″ Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS23412-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS23412-2.mp3]

RMXS de Four Tet e Lindstrom & Prins Thomas.


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Quarta-feira, 26 Setembro, 2012

LINDSTROM Call Me Anytime 12″

€ 11,50 12″ Smalltown Supersound

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS23112-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS23112-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS23112-3.mp3]

Ariel Pink, Oneohtrix Point Never, Mark McGuire RMXS.


NOTA: Artigo sempre sujeito a confirmação de stock e preço

PLEASE NOTE: Item always subject to stock and price confirmation

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 7 Setembro, 2012

IDJUT BOYS Cellar Door CD / LP

€ 15,95 CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

€ 17,50 LP Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS214-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS214-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS214-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS214-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS214-5.mp3]

Pegando talvez no que tinha acontecido com o projecto meanderthals (Idjut Boys com Rune Lindbaek), “Cellar Door” prossegue numa intenção que podemos chamar pop baleárica, entre canções quase folk, experiências ambientais e o inevitável passo mais Disco da tradição Idjut Boys. Sally Rodgers canta as canções que devem ser cantadas, sempre com um tom distante e melancólico, não muito distante de algumas recordações de Stevie Nicks, baladas clássicas dos 70s/80s e até pop mainstream da actualidade. Muito risco para Idjut Boys mas, no entanto, um álbum composto com delicadeza e naturalidade.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 17 Fevereiro, 2012

LINDSTROM Six Cups Of Rebel CD / 2LP

€ 14,95 CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

€ 14,95 2LP Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

[audio:http://www.flur.pt/mp3/STS221LP-1.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS221LP-2.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS221LP-3.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS221LP-4.mp3,http://www.flur.pt/mp3/STS221LP-5.mp3]

Este é o álbum em que Lindstrom perde mesmo a vergonha e assume alguns excessos que o fascinam. Os arabescos prog da entrada “No Release”, a produção maximal nos seus beats (ironicamente, nota-se muito em “A Quiet Place To Live”), o tratamento surreal das vozes (“Magik”, por exemplo), a manipulação sónica invulgar (nele) em “Hina”, completa com marcha épica e vozes do Além. Não é o disco esperado por quem ainda se reporta principalmente a “It’s A Feedelity Affair” (2006) ou “Real Life Is No Cool” (2010). Aponta mais longe, subverte a ideia de pop canónica, assume o gosto e a prática de arranjos que, para muitos, significaram o pior que o rock teve para oferecer na década de 70 e, em mais do que um detalhe, está mais próximo do último álbum de Justice do que de qualquer experiência Lindstrom que conhecemos antes. Este á uma espécie de álbum Daft Punk de Lindstrom, em que o seu panteão de Deuses não é (mas em parte também é) composto por DJ Rush, DJ Sneak, Lil Louis, Ashley Beedle, George Clinton, DJ Hell, Armando e outros, mas sobretudo por Vangelis e Todd Rundgren. É sintomático que este tenha agora remisturado “Quiet Place To Live”. Lindstrom de facto revolucionário em relação ao seu habitual livro de estilo. Conseguem acompanhá-lo?

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 9 Abril, 2010

JAGA JAZZIST Live At Cosmopolite DVD

€ 16,50 € 13,50 DVD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

Tiveram durante o reinado de “A Livingroom Hush”, no longínquo ano de 2002, o futuro nas suas mãos. Misturaram habilmente todas as linguagens modernas do breakbeat de então, num vitalizante cocktail big band, recorrendo à desculpa saudável do jazz para unir as pontas soltas. Quinze anos de vida para os Jaga Jazzist é muito tempo, e nem tudo acompanhou a evolução da Música. Portanto, dois ângulos possíveis para este filme: recuperar o tempo perdido ou olhar de novo para a banda à luz do novo paradigma da pop em grande escala (onde, noutro território, se podem arrumar Efterklang ou Grizzly Bear). A boa surpresa é vermos que este concerto gravado em Oslo, em 2005, foi feito com todos os meios possíveis para nos deslumbrar. Realização e montagem pouco vistas nestas andanças, fazendo a câmara voar literalmente entre os onze músicos. O resto é alegria, energia, um filme em super-fast-motion, onde os arranjos são uma ode à polifonia. Como extras, entrevistas e alguns vídeos da carreira – incluindo o óptimo “Animal Chin” -, este é o momento certo para a reconciliação.


Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 19 Fevereiro, 2010

MEANDERTHALS Desire Lines CD

€ 16,50 € 12,50 CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

Álbum já com muitos meses mas cuja disponibilidade em quantidade que honrasse um destaque nos tem iludido há meses também. “Desire Lines” junta Rune Lindbaek e Idjut Boys num projecto em que a capa revela o ambiente pretendido. Quem se interessa por psicadelia, groove baleárico e space disco sabe certamente do que falamos. Meanderthals chegaram para encenar a perfeita atmosfera pré-clube (anoitecer) ou pós-clube (amanhecer). O álbum transporta toda a sabedoria nórdica na elaboração de espaço com a música (de novo, vocês sabem do que falamos) e os artifícios de produção que os Idjut Boys voltam a colocar ao serviço de um álbum, não apenas de singles ou remisturas. Ecos e delays, um baixo carismático, guitarras ácidas mas no meio da bruma, imaginem uma versão mais adulta de Studio, uma versão também mais trabalhada em estúdio (perdoem a confusão). Lindbaek reforça um certo pendor cheesy que os Idjut Boys também cultivam e que é tão necessário para colocar esta música do lado certo e descontraído em que ela tem mais impacto. Pouca margem para equívocos em “Desire Lines”, porta privilegiada para emoções vintage que todos gostamos de libertar quando o ambiente e a música são correctos.

“Um desconcertante exercício de transparência pop-afro-dub nascido à luz do Sol […].Onde espontaneidade melódica, esplendor arquitectónico e profundidade de campo são base e fonte de riqueza da acção.”
RICARDO SALÓ in Actual/Expresso

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , , / / Comentar: aqui »

Sexta-feira, 5 Fevereiro, 2010

LINDSTROM & CHRISTABELLE Real Life Is No Cool CD / 2CD

€ 16,50 € 12,50 CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

€ 18,50 € 14,95 2CD Smalltown Supersound  ENCOMENDAR

Já se conheciam alguns ensaios esporádicos (de resto aqui presentes com “Music In my Mind” e “Let it Happen”), mas faltava o álbum pop de Lindstrom para testar a sua capacidade de produtor num meio que, habitualmente, não permite tantos devaneios como as excursões cósmicas pelas quais é mais conhecido. “Keep It Up”, ainda na primeira metade do álbum, remete para um mundo particular de pop/funk da década de 80: R&B misturado com pop exótica a evocar a fase sul-africana de Paul Simon; “Baby Can’t Stop” é um excelente exercício boogie como se Lindstrom estivesse possuído pelos espíritos de Quincy Jones e Michael Jackson, e até a voz de Christabelle é provavelmente o mais próximo que consegue chegar das marcas que fizeram de Jackson um vocalista único. “High & Low” tem pormenores harmónicos que podiam ser Spandau Ballet em “True”. A voz de Christabelle é o elemento que mantém coeso este disco recheado de pormenores que puxam em diferentes direcções, em algumas faixas imagina-se bem o tom de AGF se fosse aplicado a construções mais pop do que é costume. “Let It Happen”, versão de um original de Vangelis, mostra igualmente bem o território que Lindstrom escolheu: 1980′s profundos, diriamos até obscuros, porque muita da produção pop/R&B dessa época ficou escondida no meio da enorme quantidade de discos editados. À primeira vista nada aqui parece muito carismático, mas ao prestarmos mais atenção concluimos com agrado que aqui está um álbum discreto, composto com elegância e um gosto pelo meio da estrada que só se compreende verdadeiramente depois das portas abertas por Donald Fagen e outros expoentes do soft rock branco dos 80′s.

Artigos relacionados


/ / Etiquetas: , , , , / / Comentar: aqui »